CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

PAPPILON

PAPPILON

Há muitos e muitos anos,existiu um marinheiro chamado Pappilon. Ele navegou durante anos por mares turbulentos, às vezes entremeados por calmarias e foi durante esse período que ele acreditou ter chegado a um porto seguro e fez ali a sua morada. Sopraram os ventos, veio a tempestade e ele firme, construiu sua família. Teve dois filhos, a quem ele chamou Sarah e Noah. Dedicou-lhes todo o amor que um pai pode dedicar a seus filhos e cada vez que pensava ter passado a tempestade, sopravam novos ventos que varriam para longe toda a esperança de felicidade. Até que um dia, ele resolveu se lançar ao mar novamente, a procura de outros portos onde pudesse se abrigar dos ventos fortes, que ameaçavam destroçar sua embarcação. E foi durante essa aventura, que ele chegou a uma ilha deserta,onde pensou que não existisse ninguém. Percebeu então, que na areia da praia o Amor havia deixado pegadas profundas, em formato de coração. Curioso, decidiu seguir essas pegadas para ver se a ilha era tão deserta assim. Caminhou durante muito tempo e acabou chegando a uma cabana onde percebeu que havia luz acesa. Encontrou ali uma mulher muito só, que durante muito tempo se distraia fazendo caixinhas muito coloridas e de vários formatos, onde guardava todos os sonhos que acalentava.Curioso,não resistiu à tentação e foi abrindo caixinha por caixinha, para ver o que havia dentro delas. Em cada caixinha que abria, foi descobrindo que haviam sido guardados ali, Amor,Esperança,Carinho, Afeto e muitos outros sentimentos,que ele, com o tempo,foi conhecendo. Um dia, ele abriu a última caixinha que continha um sentimento que ele desconhecia:
“ A Liberdade.”
E por desconhecer o significado dessa palavra, se aventurou novamente ao mar. Tentou durante muito tempo descobrir o que isso significava e quanto mais procurava, menos entendia. Era algo diferente de tudo que ele já havia experimentado. E assim, ele continua até hoje, buscando em cada porto um lugar seguro para ancorar a sua curiosidade.
Depois que o marinheiro partiu em busca de novas aventuras, a mulher fechou novamente cada uma das caixinhas e as escondeu em um lugar tão seguro, mas tão seguro, para que ninguém mais pudesse abri-las. E a partir desse dia, as luzes da cabana se apagaram e as pegadas na praia sumiram para sempre.

Débora Benvenuti

Submited by

segunda-feira, maio 31, 2010 - 21:44

Prosas :

No votes yet

deborabenvenuti

imagem de deborabenvenuti
Offline
Título: Moderador Poesia
Última vez online: há 1 ano 29 semanas
Membro desde: 05/10/2010
Conteúdos:
Pontos: 2577

Comentários

imagem de Susan

Re: PAPPILON

Uma história muito bonita sobre conhecer os sentimentos e a si próprio.
Parabéns
Beijos
Susan

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of deborabenvenuti

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Prosas/Contos O Psiquiatra e o Comentarista 0 1.760 12/25/2019 - 14:07 Português
Poesia/Tristeza A Ilha 0 2.973 01/07/2019 - 21:35 Português
Prosas/Contos A Obsessão e o Psiquiatra 0 2.026 01/07/2019 - 21:27 Português
Prosas/Contos A Palavra e a Escrita 0 1.646 01/07/2019 - 21:23 Português
Prosas/Contos O Ensinamento, a Interpretação e a Conseqüência 0 1.529 01/07/2019 - 21:07 Português
Prosas/Contos O Gigante Adormecido 0 3.427 01/07/2019 - 21:01 Português
Prosas/Contos O Sol também se levanta 0 3.212 01/07/2019 - 20:57 Português
Prosas/Contos O Ponto Final e a Criatividade 0 2.478 01/07/2019 - 20:53 Português
Prosas/Contos A Sombra e a Solidão 0 1.431 12/01/2018 - 22:51 Português
Prosas/Contos A Fotografia, a Curiosidade e a Imaginação 0 2.830 05/05/2018 - 01:18 Português
Poesia/Fantasia As Lágrimas do Silêncio 4 2.572 03/17/2018 - 17:11 Português
Poesia/Geral Sentir ou não Sentir 0 2.512 10/05/2015 - 03:41 Português
Fotos/Gentes e Locais Ramon 0 3.263 10/05/2015 - 03:25 Português
Fotos/Gentes e Locais Ramon,meu neto 0 3.370 10/05/2015 - 03:19 Português
Poesia/Geral Caminhantes 0 2.798 07/11/2015 - 23:23 Português
Poesia/Fantasia Vida que segue 0 2.970 07/11/2015 - 23:10 Português
Fotos/Gentes e Locais Larissa e eu 0 4.559 04/09/2015 - 18:27 Português
Fotos/Gentes e Locais Minha filha esperando meu neto 0 4.868 04/09/2015 - 18:24 Português
Fotos/Gentes e Locais Chá de Bebê do meu neto,Ramon 1 13.374 04/09/2015 - 18:19 Português
Fotos/Gentes e Locais Ramon aos dois meses 0 3.448 04/09/2015 - 17:56 Português
Fotos/Gentes e Locais Meu neto 0 4.632 04/09/2015 - 17:53 Português
Fotos/Gentes e Locais Quase Avó! 0 4.659 02/01/2015 - 15:24 Português
Prosas/Contos A Imaginação vai ser Avó 0 2.273 02/01/2015 - 15:15 Português
Fotos/Artes Motocicleta de Fraldas com Urso Luminoso 0 6.745 11/19/2014 - 22:05 Português
Prosas/Contos A Imaginação e o Tempo 0 2.510 11/19/2014 - 19:55 Português