CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Testamento

Não há muito o que deixar para os vivos enquanto, entre eles, estive sempre morto. Fiz meu testamento há algum tempo e tenho a impressão que cada bem me foi levado sem que eu mesmo percebesse.

Deserdei meu coração ao mundo e, sobretudo, a mim mesmo. Foi há muito tempo quando o mesmo se soube longe das festas das ramas. Tirei-o do trabalho físico de pulsar quando o descentralizei de toda energia, convergindo-a ao pensamento. Desde então, em cada segundo ele desintegra como se ao pó já tivesse voltado. Vez ou outra o mesmo pó retorna às mio-paredes e o petrificam.

Hoje, neste testamento, pretendo a ele um herdeiro, porém minha humildade não clamaria por um ourives, tampouco escultores ultrassensíveis que enaltecem amores exagerados. Não os tive, mesmo que exagerados os sentissem. Petrificado e empoado, dôo-o às mãos de um escavador qualquer. Que este faça bom proveito e novos sulcos, que talvez sirvam para que neles cative-se algo ou alguém.

Como eu havia escrito, não há muito o que doar, já que deixei de viver e ambicionar o mundo das matérias. Aliás, não, totalmente deixados de lado, quero os meus cigarros. O tabaco, meu maior companheiro, deve estar comigo no momento em que de seu mundo eu fizer parte. Meu pulmão, pressinto, daqui das trevas, será mais belo e menos julgado.

De meu bem, o mundo já está cheio. Não sei se “doá-los” seria a palavra correta, já que me existem em abundância os pensamentos: deixo-os em bytes ou em folha; deixo-os em voz, em semblantes, em sorrisos e em algumas quase indecifráveis sensações; deixo-os vivo, enquanto deles jazo…

Submited by

domingo, setembro 16, 2018 - 01:34

Prosas :

No votes yet

Nyrleon

imagem de Nyrleon
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 13 semanas 3 dias
Membro desde: 12/15/2009
Conteúdos:
Pontos: 1149

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Nyrleon

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Prosas/Outros Testamento 0 240 09/16/2018 - 01:34 Português
Poesia/Amor O Meu Encanto 0 238 09/16/2018 - 00:41 Português
Poesia/Soneto Céu 0 187 08/25/2018 - 22:02 Português
Poesia/Soneto Momento 2 200 08/20/2018 - 11:13 Português
Poesia/Geral No Tempo, No Vento 0 111 08/02/2018 - 01:54 Português
Poesia/Soneto É Tempo 0 167 08/01/2018 - 17:32 Português
Poesia/Soneto Única Sorte 0 138 08/01/2018 - 17:18 Português
Poesia/Soneto Da Natureza da Vida 1 764 02/27/2018 - 09:13 Português
Poesia/Soneto Desta Mudez Infinda 2 1.168 11/14/2014 - 15:33 Português
Poesia/Soneto Um Único Abraço 0 783 11/14/2014 - 15:30 Português
Poesia/Geral Na Capa do Incapaz 0 564 11/14/2014 - 15:21 Português
Poesia/Geral Peso da Luz 0 925 03/13/2014 - 18:00 Português
Poesia/Meditação Meu Sorriso 0 551 07/04/2013 - 14:19 Português
Poesia/Meditação Supernovas 0 476 07/04/2013 - 14:16 Português
Poesia/Tristeza Minha Condição 0 814 07/04/2013 - 14:07 Português
Poesia/Geral Resta Um Homem Morto 0 563 11/02/2012 - 03:13 Português
Poesia/Amor Do Novo Brilho 4 1.275 11/02/2012 - 03:08 Português
Poesia/Geral Armário 0 696 11/02/2012 - 03:06 Português
Poesia/Geral Low Cura 0 805 11/02/2012 - 03:01 Português
Poesia/Soneto A Entidade 1 940 07/20/2012 - 14:56 Português
Poesia/Soneto Da Natureza da Vida 0 725 07/20/2012 - 04:23 Português
Poesia/Soneto Das Sensações 0 721 07/20/2012 - 04:19 Português
Poesia/Soneto A Terapeuta 0 643 02/03/2012 - 00:32 Português
Poesia/Amor Platonismo 0 1.033 01/30/2012 - 14:32 Português
Poesia/Geral Exausto 2 1.011 01/26/2012 - 15:57 Português