CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

TUDO DEPENDE DAS GAVETAS?

Que personagens nós vamos representar hoje.
Somos tão talentosos, tão eficientes que nem precisamos de ensaios.
caras e bocas sem o menor esforço. Somos muitos personagens ao longo da nossa vida.

Sem ofensa, somos todos, de certa forma, dissimulados. Desde pequenos somos conduzidos a este comportamento. Nos educam em um mundo de máscaras, de fábulas, de contos de fadas, alegorias e fantasias. Tudo o que nos mostram tem cor rosa ou azul. Os animais falam e representam sentimentos humanos e os humanos se vestem e se revestem de animais.

E, assim foram nos preparando para a vida de atores. E, com certeza, todos conseguimos. Conforme crescemos vamos deixando para trás este mundo de fantasias e vamos nos tornando atores com responsabilidades.
A representação é uma forma de vida. Mesmo quando inconscientes, as relações humanas estão estruturadas de forma teatral. Usamos o espaço, a linguagem do corpo, escolhemos as palavras e o tom da voz. Tudo que se faz no palco, nós fazemos em nossas vidas. Somos atores! Somos várias pessoas a cada dia.

Temos comportamentos diversos. Somos uma pessoa em casa, no seio da nossa família. Temos outra postura no trabalho. Somos fiéis quando na igreja. Somos amigos, somos torcedores, somos compradores, somos dóceis avós, somos chefes autoritários. Temos caras boas e ruins. Acreditamos e desconfiamos. Sorrimos e nos fazemos sisudos.

Tudo depende das gavetas.

É isso mesmo, das gavetas. Todos nós temos várias gavetas e nelas guardamos todas as facetas da nossa personalidade, todo nosso conhecimento teatral. Vamos abrindo estas gavetas de acordo com nossas necessidades. Temos gaveta da bondade, da maldade, do sorriso, do mau humor, do desprezo, da amizade, da intolerância, da honestidade, etc.

O problema é que estas gavetas estão todas muito juntas, num armário só. Então, nem sempre conseguimos abrir a gaveta certa no momento certo. Muitas vezes abrimos gavetas erradas e nas horas erradas. O pior é que depois do erro, nos esquecemos de abrir a gaveta da humildade ou a gaveta do perdão. Sempre há uma ou mais gavetas das quais você sabe que deve jogar a chave fora para nunca mais abri-las, mas você não consegue.

É forçoso nos desfazermos do que somos.
É difícil abandonar o que temos, mas está escrito:
“E se o teu olho direito te serve de escândalo, arranca-o e lança-o fora de ti; porque melhor te é que se perca um de teus membros, do que todo o teu corpo ser lançado no inferno. E se a tua mão direita te serve de escândalo, corta-a e lança-a fora de ti; porque melhor te é que se perca um dos teus membros, do que todo o teu corpo ir para o inferno”. (Mateus, V: 29-30).
Este ensinamento é duro, é direto e incisivo. Temos coragem de segui-lo? Quais gavetas você já abriu hoje? Que personagem você está representando agora?
 
(J.Thamiel) - Uma mensagem para você

Submited by

terça-feira, maio 17, 2016 - 17:34

Prosas :

No votes yet

J. Thamiel

imagem de J. Thamiel
Online
Título: Membro
Última vez online: há 32 minutos 53 segundos
Membro desde: 05/02/2016
Conteúdos:
Pontos: 3521

Comentários

imagem de Hélio Sena

Um bela reflexão, sem dúvida!

Um bela reflexão, sem dúvida!

imagem de J. Thamiel

Obrigado

Obrigado

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of J. Thamiel

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Poetrix GUARULHOS HOJE 0 57 02/23/2021 - 19:03 Português
Poesia/Amor O MAIS BELO POEMA FEITO PARA VOCÊ 0 158 02/18/2021 - 19:19 Português
Poesia/Amor TUA BELEZA 0 142 02/15/2021 - 12:49 Português
Poesia/Amor O ETERNAMENTE 0 214 02/15/2021 - 11:39 Português
Poesia/Amor UMA ILUSÃO LETAL 1 221 02/13/2021 - 19:20 Português
Poesia/Geral JOSÉ DE TAL 1 69 02/10/2021 - 21:42 Português
Poesia/Geral CORAL DE MARMANJOS 1 120 02/10/2021 - 21:27 Português
Poesia/Geral E, AS VACAS ? 1 150 02/10/2021 - 21:20 Português
Poesia/Geral PORQUE ME TORNEI POETA 4 194 02/10/2021 - 11:36 Português
Poesia/Amor FLORES DE HORTELÃ 0 143 02/05/2021 - 22:55 Português
Poesia/Haikai VENTO ANDALUZ 0 151 02/05/2021 - 17:27 Português
Poesia/Fantasia SOLIDÃO - (Rimas interpoladas) 3 172 02/04/2021 - 09:24 Português
Poesia/Fantasia H A R M O N I A 3 129 02/03/2021 - 21:26 Português
Poesia/Fantasia TROAM TROVAS TRIVIAIS 0 142 02/03/2021 - 19:44 Português
Poesia/Desilusão SONHO PERDIDO - (ensaio de rimas) 0 140 02/03/2021 - 17:56 Português
Poesia/Geral PALAVRA NÃO IMPRESSA 3 183 02/02/2021 - 16:12 Português
Poesia/Amor PAIXÃO 0 107 02/01/2021 - 19:03 Português
Poesia/Dedicado CASTRO ALVES, estrofes IV e V 4 356 01/29/2021 - 21:56 Português
Poesia/Geral TIVE TANTAS VISUALIZAÇÕES... 4 125 01/29/2021 - 01:02 Português
Poesia/Geral O POETA FERIDO 1 125 01/28/2021 - 21:58 Português
Poesia/Amor TER NA MENTE 1 89 01/28/2021 - 21:54 Português
Poesia/Amor O NASCER DA POESIA 1 135 01/28/2021 - 21:52 Português
Poesia/Geral O REGATO 1 123 01/27/2021 - 15:06 Português
Poesia/Geral P A R A D O X O 1 107 01/27/2021 - 15:04 Português
Poesia/Amor E, NEM CHEGOU A PRIMAVERA... 1 83 01/26/2021 - 19:43 Português