Iniquidade

Ah, como eu queria tocar a tua face,
e a acarinhar,
e, no mesmo enlace, a beijar...
Beijar esse teu rosto tão terno e doce - tão meigo...
"Tocar", esse teu olhar
que irradia uma tal doçura,
uma tal energia, tão forte e pura, de amor,
que eu nela me arreigo,
e que faz-me sentir sufocar na afagia, dos delírios do fervor

Ah, como eu queria me embrenhar na ternura do teu olhar,
onde antevejo o calor do teu amor,
e me convida a esquecer cada agrura, desta vida,
a ultrapassar cada obstáculo, nesta "corrida",
a nela ver um oráculo do meu estar e do meu ser,
e que, a par com ela, faz-me flutuar nesta loucura,
que, em mim por ti, há muito perdura...

Ah, como eu queria me aconchegar no calor de teus lábios,
sedosos,
tão excitantes ...
de traços tão belos...
tão insinuantes,
instigadoramente carnudos...
Eu vejo-os macios... tanto quanto os mais finos veludos,
que fazem os meus olhos embaciarem-se de gulosos,
fazendo-me viver momentos verdadeiramente sequiosos,
por os beijar...

E esse teu corpo, reboliço, que eu tanto almejo,
com as suas formas tão elegantes...
tão apelativas...
Eu quando me vejo mergulhado em teus odores e salivas,
ele exerce em mim um tal feitiço,
que, tomando a minha vontade,
ele devora-me a alma, com uma tal iniquidade,
por entre exuberantes vagas de desejo,
como, assim outras, eu nunca senti antes...

apsferreira

www.albanosoaresferreira.blogspot.com

Submited by

Miércoles, Octubre 5, 2011 - 19:43

Poesia :

Su voto: Nada (1 vote)

apsferreira

Imagen de apsferreira
Desconectado
Título: Membro
Last seen: Hace 4 años 44 semanas
Integró: 09/21/2009
Posts:
Points: 3457

Comentarios

Imagen de belarose

Amei!

Ah... maravilhosa poesia, Poeta querido.
Tu consegues mesclar a suavidade, a candura do amor pleno com a ardência da paixão. Amei!

Isso é dom!
Belo!
Beijos muitos e muitos

Imagen de apsferreira

Bela és, poetisa, pela

Bela és, poetisa, pela candura de tua Alma.

Obrigado por o teu doce comentário,

:-)

Add comment

Inicie sesión para enviar comentarios

other contents of apsferreira

Tema Título Respuestas Lecturas Último envíoordenar por icono Idioma
Poesia/General E eu escrevo... 6 2.226 02/25/2018 - 21:03 Portuguese
Poesia/Amor Incúria 8 1.312 11/20/2013 - 17:49 Portuguese
Poesia/Dedicada Saudade 2 1.221 01/30/2013 - 23:43 Portuguese
Poesia/Aforismo As Pessoas, Que São Boas 0 1.101 01/28/2013 - 03:20 Portuguese
Poesia/Aforismo Brumas, no Olhar 2 1.438 01/21/2013 - 02:54 Portuguese
Poesia/Aforismo Ah, Catraia Tonta... 0 1.774 01/20/2013 - 20:54 Portuguese
Poesia/Amor A Irracionalidade do Amor 2 1.244 01/20/2013 - 20:34 Portuguese
Poesia/Amistad O Teu Sorriso 2 926 01/18/2013 - 23:29 Portuguese
Poesia/Amor Pedido, à Minha Estrelinha 2 1.289 10/19/2012 - 13:41 Portuguese
Poesia/Amor Será, Que Tu Já Te Apercebeste, Meu Amor? 0 1.143 10/18/2012 - 05:55 Portuguese
Poesia/Dedicada A Cor da Vida 0 1.465 10/11/2012 - 22:19 Portuguese
Poesia/Fantasía Eu Sonho O Teu Despertar 0 1.769 10/09/2012 - 12:14 Portuguese
Poesia/Dedicada Quer Quer Viver Para Sempre? 0 1.075 10/05/2012 - 07:53 Portuguese
Poesia/Amor Ouve, Meu Amor... 0 1.312 10/04/2012 - 08:01 Portuguese
Poesia/Pasión Apenas, Imaginação... 0 1.186 09/30/2012 - 11:13 Portuguese
Poesia/Amor Eu quero-te, porque te quero 0 1.540 09/26/2012 - 03:53 Portuguese
Poesia/Dedicada Desejos de Amor 0 1.390 09/24/2012 - 05:38 Portuguese
Poesia/Meditación Porquê? 0 980 09/22/2012 - 04:03 Portuguese
Poesia/Meditación Senhor... 0 1.665 09/19/2012 - 04:28 Portuguese
Poesia/Dedicada Eu Viajo com o Teu Sorriso 0 1.028 09/17/2012 - 11:49 Portuguese
Poesia/Soneto Alma de Mulher 0 1.726 09/09/2012 - 20:48 Portuguese
Poesia/Aforismo Quando Muda O Mês 0 1.144 09/01/2012 - 19:41 Portuguese
Poesia/Meditación Por "Trinta Dinheiros" 2 1.965 08/28/2012 - 17:51 Portuguese
Poesia/Amor Incursão 0 1.403 08/21/2012 - 19:55 Portuguese
Poesia/Aforismo Este Meu Fado 1 1.803 08/08/2012 - 02:48 Portuguese