CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Águas de Tom

Chovem as
águas de Tom,
fechando o verão.

Céu e Mar
em uma só água,
como amantes
isentos de mágoa.
Longe, o navio
navega e flutua
qual rosa crua
que plaina indolente
esparramando-se em
vermelho perfume,
sem gemido
e sem queixume.

Água aos quatro ventos,
aos quatro elementos.
Águas do Maestro Soberano.
Morna como afago
e acolhedora, como o lar
que ainda trago.

               Para Derli. Com carinho.

Homenagem pouca ao Maestro Antonio Carlos Jobim.

Submited by

sexta-feira, março 23, 2012 - 11:55

Poesia :

No votes yet

fabiovillela

imagem de fabiovillela
Offline
Título: Moderador Poesia
Última vez online: há 3 anos 34 semanas
Membro desde: 05/07/2009
Conteúdos:
Pontos: 6158

Comentários

imagem de Jorge Humberto

Meu querido, amigo, Fabio,

Meu querido, amigo, Fabio,

este teu poema é lindissimo, muito bem ritmado, sem nada forçar, no verso a verso, daí ter ficado o espanto e o encanto ao ler-te, por entre cores, sons e tudo o que a Terra nos dá. Uma bela homenagem a esse grande ser humano (em todas as suas facetas), mestre/maestro e mais e mais, António Carlos Jobim. Parabéns! Sempre muito bom ler-te e comentar-te!

Abraços meus!
Jorge Humberto

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of fabiovillela

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Tristeza A Canção de Alepo 0 2.145 10/01/2016 - 22:17 Português
Poesia/Meditação Nada 0 1.722 07/07/2016 - 16:34 Português
Poesia/Amor As Manhãs 0 1.482 07/02/2016 - 14:49 Português
Poesia/Geral A Ave de Arribação 0 1.468 06/20/2016 - 18:10 Português
Poesia/Amor BETH e a REVOLUÇÃO DE VERDADE 0 1.584 06/06/2016 - 19:30 Português
Prosas/Outros A Dialética 0 2.225 04/19/2016 - 21:44 Português
Poesia/Desilusão OS FINS 0 1.844 04/17/2016 - 12:28 Português
Poesia/Dedicado O Camareiro 0 2.800 03/16/2016 - 22:28 Português
Poesia/Amor O Fim 1 1.589 03/04/2016 - 22:54 Português
Poesia/Amor Rio, de 451 Janeiros 1 1.562 03/04/2016 - 22:19 Português
Prosas/Outros Rostos e Livros 0 1.650 02/18/2016 - 20:14 Português
Poesia/Amor A Nova Enseada 0 2.008 02/17/2016 - 15:52 Português
Poesia/Amor O Voo de Papillon 0 1.261 02/02/2016 - 18:43 Português
Poesia/Meditação O Avião 0 1.297 01/24/2016 - 16:25 Português
Poesia/Amor Amores e Realejos 0 2.219 01/23/2016 - 16:38 Português
Poesia/Dedicado Os Lusos Poetas 0 1.466 01/17/2016 - 21:16 Português
Poesia/Amor O Voo 0 1.488 01/08/2016 - 18:53 Português
Prosas/Outros Schopenhauer e o Pessimismo Filosófico 0 2.337 01/07/2016 - 20:31 Português
Poesia/Amor Revellion em Copacabana 0 1.690 12/31/2015 - 15:19 Português
Poesia/Geral Porque é Natal, sejamos Quixotes 0 1.548 12/23/2015 - 18:07 Português
Poesia/Geral A Cena 0 1.772 12/21/2015 - 13:55 Português
Prosas/Outros Jihadismo: contra os Muçulmanos e contra o Ocidente. 0 1.616 12/20/2015 - 19:17 Português
Poesia/Amor Os Vazios 0 2.718 12/18/2015 - 20:59 Português
Prosas/Outros O impeachment e a Impopularidade Carta aberta ao Senhor Deputado Ivan Valente – Psol. 0 1.030 12/15/2015 - 14:59 Português
Poesia/Amor A Hora 0 2.337 12/12/2015 - 16:54 Português