CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

“Corrida de palavras”

Meu poema, teu vil ler

Corrida desenfreada, sem fio

Muito mal soubestes ver

As malhas que urdem meu filho

Esse, que veio de dentro

De infância posta à deriva

Escultura perdida no vento

Por todos os que têm a mentira

Por ti

Quando escondes no sacrifício

Primeiros olhares, novas palavras

Que em teus votos, salvas meu ofício

- Conseguirei saber-vo-las honradas.

***

Submited by

quinta-feira, janeiro 20, 2011 - 03:38

Poesia :

Your rating: None (1 vote)

antonioduarte

imagem de antonioduarte
Offline
Título: Moderador Poesia
Última vez online: há 40 semanas 3 dias
Membro desde: 01/09/2010
Conteúdos:
Pontos: 2570

Comentários

imagem de AlvaroGiesta

Corrida de Palavras

Olá António Duarte
Antes de mais o meu obrigado por me comentar de tão longe.
Onde há um palmo de terra há um poeta português.

Quanto a este poema que de entre os muitos escolhi para comentar:
- brinca com as palavras; aprecio este tipo de poesia.
Versos curtos mas fortes.
Pela aliterância das palavras "corrida desenfreada" faz-nos correr ao longo do poema até ao seu fim (que não acaba) no futuro do verbo "conseguir" a imprimir continuidade ao poema.

- Muito mais haveria a dizer dele, das "malhas que urdem (esse seu) filho que veio de dentro (como) escultura perdida no vento.

imagem de antonioduarte

  A poesia não tem

 

A poesia não tem distancias quando o poema sabe falar

Mesmo quando, o silêncio, se apodera da voz

Tem sempre  branco de paz  para nos encontrar.

Abraço amigo.

imagem de celiaduarte

Corrida de palavras

Olá António,

Mas que bela corrida.

É, para mim, um grande prazer encontrar aqui a tua poesia

Sempre aquele toque do verdadeiro poeta.

É assim que a imortalidade se aproxima dos Deuses que pisam sobre a terra.

Parabéns

Tua fã

Sempre.

Obrigado pelas coisas lindas que repartes com o Mundo, Obrigado.

Beijo em ti.

imagem de antonioduarte

Obrigado minha amiga, Por

Obrigado minha amiga,

Por vezes a poesia também pode governar o nosso coração.

Beijo.

imagem de RosaDSaron

Boa Tarde Poeta! Eu ainda

Boa Tarde Poeta!

Eu ainda estou meia perdida por aqui,demorei para conseguir achar teu poema...rsrsrs

Mas,confesso,valeu apena pois é um encanto!

Parabéns!

 

Abraços deste lado de cá!

imagem de antonioduarte

Poucos são, os Homens; muitos os poetas.

Seja bem vinda "RosaDSaron
 

"Quando a voz clama o olhar

cai canto da solidão

Sempre o poeta pode cantar

Como quem chora ou pede perdão

 

 Esse lado de lá é sempre igual ao lado de cá!

Onde o poema senta, abraços de mão-em-mão

sentimentos, goélas encalhadas

Vozes, silêncios do coração."

Abraço.

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of antonioduarte

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Soneto “Cheguei Tardio” 4 1.355 03/15/2018 - 11:17 Português
Poesia/Poetrix “Quadra a ti” Acto 7º 1 839 06/13/2014 - 23:54 Português
Poesia/Soneto “Delicado” 3 1.136 12/04/2013 - 22:15 Português
Prosas/Lembranças “Tornado Pedra” 0 1.573 11/07/2013 - 02:30 Português
Poesia/Soneto “Terra” 0 2.031 11/07/2013 - 02:02 Português
Poesia/Soneto “Milagre de Flores” 0 984 04/03/2013 - 03:00 Português
Poesia/Haikai Quadra a ti” Acto 5º 0 1.845 03/22/2013 - 05:17 Português
Poesia/Soneto “Ecos Distantes” 0 1.323 02/22/2013 - 01:16 Português
Poesia/Soneto “Tantos… Tantos” 0 997 01/10/2013 - 04:34 Português
Poesia/Haikai “Quadra a ti” - ( Ato 6º ) 0 916 10/24/2012 - 15:11 Português
Poesia/Haikai "Quadra a ti: ( Géneros Distraídos) 0 1.580 10/24/2012 - 14:56 Português
Poesia/Amor “Numa lembrança de ti” 2 1.074 10/23/2012 - 16:35 Português
Prosas/Pensamentos "Sobra de Mim" 0 1.428 10/22/2012 - 23:21 Português
Poesia/Soneto “De Mim, Fundo No Olhar” 0 1.158 10/18/2012 - 23:47 Português
Poesia/Soneto “Porte Belo” 0 882 10/07/2012 - 13:09 Português
Poesia/Soneto “Míopes” 0 809 10/04/2012 - 21:55 Português
Poesia/Soneto “Perto do Céu” 4 1.741 10/03/2012 - 23:52 Português
Poesia/Arquivo de textos “Quando estás longe de mim” 2 1.175 10/03/2012 - 23:35 Português
Poesia/Soneto Ao despertar 0 2.060 10/03/2012 - 23:22 Português
Poesia/Soneto “Na Praia” 0 1.110 09/30/2012 - 11:53 Português
Poesia/Soneto "Caminho de Parecer" 1 1.933 09/27/2012 - 16:37 Português
Poesia/Meditação “Do céu ao mar” 1 1.515 09/16/2012 - 18:06 Português
Poesia/Arquivo de textos Versão destrocida: "Numa Lembrança de ti" 0 1.869 09/12/2012 - 11:58 Português
Poesia/Arquivo de textos “Estrela Proibida” 0 977 09/09/2012 - 22:04 Português
Poesia/Pensamentos “Teu rosto foi o primeiro” 0 1.573 08/04/2012 - 02:02 Português