CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

A agonia de querer ser livre

Hoje estava pensando nessa tal liberdade.
Daí me veio a mente
Os diversos questionamentos
Que ouço todos os dias a minha volta.
Um dos mais paradoxal diz respeito ao amor:
Enquanto uns dizem saber o que ele é
Outros afirmam, categoricamente, não saber explicá-lo.
Na verdade é difícil expressar algo que não vemos.
As pessoas não entendem
O que é estar preso a um sentimento onde,
Por mais que você queira, não consegue se livrar.
Liberdade é quando você pode sonhar
E realizar aquele sonho.
Mas, daí entra outra questão pertinente:
Ora, um sonho já se explica automaticamente...
Sonho é sonho.
O que se realiza não é sonho é realidade.
Pois bem, voltando a liberdade.
Nas encruzilhadas da vida,
Cansados de tanto caminhar pela longa estrada,
De repente nos deparamos
Com o olhar de uma pessoa que acaba de chegar ali
Naquele exato momento.
O que eu procuro ela procura.
Não existem palavras,
Apenas a troca de olhares
O que é suficiente
Para desestabilizar todo um planejamento.
A partir daquele momento
Já não podemos andar mais sozinho,
A liberdade se foi...
Somos prisioneiros.
Que coisa mais complicada.
Acontece que, por passar situações semelhantes,
As pessoas querem dar palpites
Dizendo que sabe o que estamos passando...
Sabe nada.
Nem a outra pessoa sabe.
Só nós sabemos o que realmente passamos
(ou também não sabemos coisa alguma).
A agonia de querer ser livre
E fazer o que bem queremos.
Mas não temos
Nem a liberdade de escolher no que pensar.
Outra coisa fundamental nessa questão
É o "prejulgamento" que os externos
Fazem da nossa situação.
Observam o nosso semblante e,
No ato, dizem saber o que estamos sentindo:
"Nossa, você viu o passarinho verde?
Está tão feliz!".
Ou: "Poxa vida, por quem você está apaixonado?"...
Caramba, quem disse que estou apaixonado?
E se estou, o que tem isso?
Pode ser que esteja feliz
Porque passo por um momento bom de minha vida
Onde consigo escrever o que gosto.
Adoro falar de sentimento...
Adoro escrever sobre o mundo,
Sobre as divagações de um coração
Anelante pelo prazer de ver
As letras surgindo como se fossem automáticas...
Sim, é isso!
A liberdade que tanto almejo
É aquela de poder dizer,
Sentir e escrever o que quero
Sem ter que lidar com esse "prejulgamento" ridículo
Que prejudica uma alma livre como a minha.
Notaram o paradoxo?
Eu falo de alma livre
E questiono a liberdade de expressão.

Poema: Odair José, o Poeta Cacerense

http://odairpoetacacerense.blogspot.com

Submited by

quinta-feira, outubro 22, 2015 - 02:30

Poesia :

No votes yet

Odairjsilva

imagem de Odairjsilva
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 11 horas 30 minutos
Membro desde: 04/07/2009
Conteúdos:
Pontos: 8424

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Odairjsilva

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Amor O voo das borboletas 3 47 08/19/2022 - 19:53 Português
Poesia/Meditação O Deus que espera 3 36 08/17/2022 - 21:12 Português
Poesia/Pensamentos A sentinela 3 48 08/16/2022 - 20:06 Português
Poesia/Amor Quase sem querer 3 96 08/15/2022 - 13:34 Português
Poesia/Meditação Um casamento entre o céu e o inferno 3 194 08/13/2022 - 14:59 Português
Poesia/Desilusão No canto silencioso do coração 3 65 08/12/2022 - 20:15 Português
Poesia/Intervenção A escória da humanidade 3 81 08/11/2022 - 20:18 Português
Poesia/Desilusão Perdido nas ruas 3 134 08/10/2022 - 19:49 Português
Poesia/Pensamentos Poesia, melodia e fantasia 3 90 08/09/2022 - 23:48 Português
Poesia/Desilusão Vacilo 3 92 08/09/2022 - 19:55 Português
Poesia/Amor Onde está meu coração 3 102 08/08/2022 - 13:22 Português
Poesia/Meditação A Solidão e o Cativeiro 3 103 08/05/2022 - 19:59 Português
Poesia/Intervenção Realidade inquietante 3 102 08/04/2022 - 20:55 Português
Poesia/Desilusão Que essa ilusão morra enquanto ainda é esperança 3 126 08/03/2022 - 20:40 Português
Poesia/Amor Deixei a tarde para você 3 76 08/02/2022 - 19:04 Português
Poesia/Meditação Calmaria para o coração 3 175 08/01/2022 - 12:56 Português
Poesia/Desilusão A morte é só pedra do esquecimento 3 160 07/30/2022 - 12:48 Português
Poesia/Amor Te amei sem que eu o soubesse 3 216 07/29/2022 - 13:56 Português
Poesia/Desilusão Tento voar 3 70 07/28/2022 - 15:15 Português
Poesia/Intervenção Escravos Institucionalizados 3 117 07/27/2022 - 13:34 Português
Poesia/Amor E se eu não conseguir ler 3 146 07/25/2022 - 19:17 Português
Fotos/Artes Dia Nacional do Escritor 0 62 07/25/2022 - 12:48 Português
Poesia/Amor Quando aprendi a te amar 3 143 07/23/2022 - 13:58 Português
Poesia/Intervenção Em uma rua qualquer de algum lugar 3 104 07/22/2022 - 13:19 Português
Poesia/Intervenção Para onde caminha a humanidade? 3 321 07/21/2022 - 12:49 Português