CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Amor e Quixote

Amores distantes,
como o do fidalgo de Cervantes.
Cavaleiro sobejo,
misto de sonho e desejo.

(Quase no meio do Brasil
esse quarto me sufoca . . . )

Queria, moça do Rio,
misto de sonho e desvario,
outro Rocinante
para que tu não me ficasse tão distante.

Queria te escrever,
ter outra vida para viver;
chamar-te,
meu misto de paixão e arte.

(Esse hotel não me agasalha . . .)

Eu quero, moça,
que feche os olhos e ouça:
vou te contar
o quanto é bonito te amar . . .

Mas agora Cecilia me diz que já há outro evento.
Inútil dizer-lhe que não aguento,
que preciso doutro unguento,
que preciso rever-te (meu primeiro argumento).

Mas e o contrato, Fabio?
Não te percas. Use o Astrolábio.
Vamos! Logo terá acabado.
Mas eu sei do outro lado:

professoras tristonhas,
palestras enfadonhas,
uma criança que toca violão,
outra que discursa contra a poluiçao
(enquanto disfarço o bocejo,
logo prevejo
que outras as repetirão.
A cada nova geração).
são o que me esperam.
São o que me desesperam.

Por agora
resta essa tristeza que me devora.
E a certeza
de que te preciso sem demora.

Moça do Rio,
eu só queria massagear teus ombros,
acariciar teus seios
e te falar dos meus anseios
(dos meus receios).

Contar-te dessas viagens,
contar-te dessas paragens
e do quanto dói esse Moinho
que se chama de "Sozinho".

Por fim, Lilian, dizer
que você é
meu motivo de viver.

(Cecilia, um beijo)

Submited by

quinta-feira, julho 16, 2009 - 16:33

Poesia :

No votes yet

fabiovillela

imagem de fabiovillela
Offline
Título: Moderador Poesia
Última vez online: há 3 anos 35 semanas
Membro desde: 05/07/2009
Conteúdos:
Pontos: 6158

Comentários

imagem de Henrique

Re: Amor e Quixote

chamar-te,
meu misto de paixão e arte.

Bom poema!!!

:-)

imagem de KeilaPatricia

Re: Amor e Quixote

"Contar-te dessas viagens,
contar-te dessas paragens
e do quanto dói esse Moinho
que se chama de "Sozinho"."

Ficou muito bom

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of fabiovillela

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Tristeza A Canção de Alepo 0 2.158 10/01/2016 - 22:17 Português
Poesia/Meditação Nada 0 1.729 07/07/2016 - 16:34 Português
Poesia/Amor As Manhãs 0 1.487 07/02/2016 - 14:49 Português
Poesia/Geral A Ave de Arribação 0 1.479 06/20/2016 - 18:10 Português
Poesia/Amor BETH e a REVOLUÇÃO DE VERDADE 0 1.595 06/06/2016 - 19:30 Português
Prosas/Outros A Dialética 0 2.258 04/19/2016 - 21:44 Português
Poesia/Desilusão OS FINS 0 1.861 04/17/2016 - 12:28 Português
Poesia/Dedicado O Camareiro 0 2.816 03/16/2016 - 22:28 Português
Poesia/Amor O Fim 1 1.596 03/04/2016 - 22:54 Português
Poesia/Amor Rio, de 451 Janeiros 1 1.574 03/04/2016 - 22:19 Português
Prosas/Outros Rostos e Livros 0 1.682 02/18/2016 - 20:14 Português
Poesia/Amor A Nova Enseada 0 2.022 02/17/2016 - 15:52 Português
Poesia/Amor O Voo de Papillon 0 1.268 02/02/2016 - 18:43 Português
Poesia/Meditação O Avião 0 1.305 01/24/2016 - 16:25 Português
Poesia/Amor Amores e Realejos 0 2.228 01/23/2016 - 16:38 Português
Poesia/Dedicado Os Lusos Poetas 0 1.480 01/17/2016 - 21:16 Português
Poesia/Amor O Voo 0 1.495 01/08/2016 - 18:53 Português
Prosas/Outros Schopenhauer e o Pessimismo Filosófico 0 2.347 01/07/2016 - 20:31 Português
Poesia/Amor Revellion em Copacabana 0 1.700 12/31/2015 - 15:19 Português
Poesia/Geral Porque é Natal, sejamos Quixotes 0 1.555 12/23/2015 - 18:07 Português
Poesia/Geral A Cena 0 1.785 12/21/2015 - 13:55 Português
Prosas/Outros Jihadismo: contra os Muçulmanos e contra o Ocidente. 0 1.628 12/20/2015 - 19:17 Português
Poesia/Amor Os Vazios 0 2.733 12/18/2015 - 20:59 Português
Prosas/Outros O impeachment e a Impopularidade Carta aberta ao Senhor Deputado Ivan Valente – Psol. 0 1.037 12/15/2015 - 14:59 Português
Poesia/Amor A Hora 0 2.422 12/12/2015 - 16:54 Português