CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Armadilhas ou ratoeiras

Não existe atraso debaixo dos seus olhos
Se você consegue ver além das aparências
Nem mesmo o pior dos pesadelos noturno
Podem afastar a sua segurança interna
Se souber cuidar da sua mente insana
Tornar-se-á um enrijecido atalaia moderno.

Eu digo isso com toda convicção
Porque ninguém se importa mais com a maturidade
São robôs controlados por mãos trêmulas
De bêbados espalhados pelas salas vazias
Um tempo que custa muito caro
Para todos aqueles que esperam uma saída.

Toda a existência sufocante perde seu sentido
Quando descobrimos o esconderijo secreto
Quando a alma tem seus segredos revelados
Não se pode esconder uma luz debaixo da coberta
Nem dos olhos perspicazes de bisbilhoteiros
E, então, tudo vem a tona no momento errado.

Existe nos cantos lúgubres da sociedade
Pessoas que destilam inverdades o tempo todo
Espalham mentiras glamourosas que corroem
Esses são os assassinos reluzentes
Que convivem entre nós e sorriem durante o dia
Planejando o seu crime para o crepúsculo.

Aqui está um fiel retrato de nossos reflexos
Uma odisseia corriqueira de um mundo em convergência
Não podemos saber ao certo o que há no caminho
Se são apenas armadilhas ou ratoeiras desarmadas
Todo dia esconde-se uma sinfonia sinistra
E um esquartejador de calendário na escuridão.

Poema: Odair José, Poeta Cacerense

www.odairpoetacacerense.blogspot.com

Submited by

sábado, abril 20, 2024 - 20:05

Poesia :

No votes yet

Odairjsilva

imagem de Odairjsilva
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 13 horas 45 minutos
Membro desde: 04/07/2009
Conteúdos:
Pontos: 15870

Comentários

imagem de Odairjsilva

Visitem os

imagem de Odairjsilva

Visitem os

imagem de Odairjsilva

Visitem os

imagem de Odairjsilva

Visitem os

imagem de Odairjsilva

Visitem os

imagem de Odairjsilva

Visitem os

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Odairjsilva

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Pensamentos As distâncias do mundo 6 350 06/16/2024 - 13:12 Português
Poesia/Desilusão Em cada despedida 6 194 06/15/2024 - 13:12 Português
Poesia/Desilusão O vento levou 6 173 06/14/2024 - 21:14 Português
Poesia/Meditação Dez pragas terríveis 6 155 06/13/2024 - 23:07 Português
Poesia/Amor Teu amor é jardim em flor 6 153 06/12/2024 - 22:31 Português
Poesia/Poetrix Saudades 6 296 06/12/2024 - 04:07 Português
Poesia/Desilusão Recordo-me da morena 6 343 06/11/2024 - 03:10 Português
Poesia/Desilusão Ruminando os pedaços 6 226 06/09/2024 - 13:07 Português
Poesia/Meditação Confusão mental 6 532 06/07/2024 - 13:46 Português
Poesia/Amor E a saudade se foi 6 335 06/06/2024 - 12:09 Português
Poesia/Pensamentos Um mistério em cada esquina 6 652 06/05/2024 - 22:18 Português
Poesia/Amor Você é a razão 6 210 06/04/2024 - 20:23 Português
Poesia/Amor No olhar dela 6 316 06/04/2024 - 12:04 Português
Poesia/Amor Se o amor não faz parte 6 213 06/04/2024 - 02:43 Português
Poesia/Pensamentos Caminhos desconhecidos 6 1.015 06/03/2024 - 20:38 Português
Poesia/Dedicado Ser poeta é... 6 238 06/02/2024 - 13:53 Português
Poesia/Amor Mil segredos temos nós 6 252 06/01/2024 - 13:42 Português
Poesia/Pensamentos Ecos distantes em nossa cabeça 6 943 05/31/2024 - 13:46 Português
Poesia/Amor Só não sei como te dizer 6 260 05/30/2024 - 20:17 Português
Poesia/Meditação Ignorância 6 318 05/29/2024 - 22:05 Português
Poesia/Amor Nunca tenho as palavras certas 6 513 05/28/2024 - 13:40 Português
Poesia/Desilusão Vejo que está feliz 6 231 05/27/2024 - 20:43 Português
Poesia/Pensamentos Porcos no poder 6 1.013 05/25/2024 - 13:45 Português
Poesia/Pensamentos Circo de horrores 6 1.068 05/24/2024 - 12:09 Português
Poesia/Pensamentos Trombetas que ecoam no vazio 6 604 05/23/2024 - 20:47 Português