CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Atraído pela ilusão

Sentimento expostos pelo tempo
Lágrimas que não foram ocultas
Porque o amor existiu no coração
De quem não sabia o que era isso
E deixou-se ser atraído pela ilusão.

Um dia o coração está tranquilo
E no outro não consegue esconder a agonia
O sofrimento por alguém que se foi
E o tempo parece não passar mais
Apenas a solidão vem para fazer companhia.

O olhar não consegue disfarçar
O medo que sente na alma
Um vazio que não pode ser preenchido
Com palavras vazias de tristeza
Quando não há nenhum consolo no horizonte.

As lembranças de um sorriso tão meigo
Pode ser a última esperança
De alguém que não consegue esquecer
O sentimento que um dia viu nascer
Por alguém que não pediu para chegar.

Agora espera um novo dia surgir
Uma nova esperança trazer coisas novas
Porque não pode ficar para sempre
Esperando que o sentimento possa ressurgir
De onde o solo do coração já virou cinzas.

Poema: Odair José, Poeta Cacerense

www.odairpoetacacerense.blogspot.com

Submited by

quinta-feira, novembro 17, 2022 - 18:43

Poesia :

No votes yet

Odairjsilva

imagem de Odairjsilva
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 23 horas 38 minutos
Membro desde: 04/07/2009
Conteúdos:
Pontos: 14760

Comentários

imagem de Odairjsilva

Visitem os

imagem de Odairjsilva

Visitem os

imagem de Odairjsilva

Visitem os

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Odairjsilva

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Pensamentos História oficial 6 262 02/01/2024 - 20:19 Português
Poesia/Amor Paixão que não se cala 6 211 01/31/2024 - 19:11 Português
Poesia/Amor A felicidade que sonhei 6 383 01/30/2024 - 10:30 Português
Poesia/Pensamentos O último poema do rinoceronte 6 1.135 01/29/2024 - 19:15 Português
Poesia/Amor Só por hoje 6 214 01/28/2024 - 11:45 Português
Poesia/Meditação Águas turvas 6 284 01/27/2024 - 11:00 Português
Poesia/Amor Alvorada voraz 6 163 01/25/2024 - 22:25 Português
Poesia/Meditação Primeira Guerra Mundial 6 282 01/24/2024 - 18:46 Português
Poesia/Amor Murmúrio de desejos 6 218 01/22/2024 - 18:01 Português
Poesia/Desilusão Caminhos diferentes 6 398 01/21/2024 - 11:13 Português
Poesia/Amor Contagem regressiva 6 314 01/20/2024 - 12:13 Português
Poesia/Pensamentos Criatura selvagem 6 1.073 01/19/2024 - 11:13 Português
Poesia/Pensamentos Apocalipse 6 375 01/18/2024 - 11:17 Português
Poesia/Amor Seus olhos 6 281 01/17/2024 - 12:06 Português
Poesia/Desilusão Se distante de mim você sorrir 6 221 01/16/2024 - 11:17 Português
Poesia/Desilusão Segredos de um coração ferido 6 1.140 01/15/2024 - 12:30 Português
Poesia/Desilusão Ele apenas faz sofrer 6 288 01/14/2024 - 12:46 Português
Poesia/Amor Que o tempo não apague 6 240 01/12/2024 - 22:39 Português
Poesia/Amor Musa inspiradora 6 318 01/12/2024 - 11:30 Português
Poesia/Amor Visceral 6 262 01/11/2024 - 11:49 Português
Poesia/Pensamentos O ovo da serpente 6 315 01/10/2024 - 12:16 Português
Poesia/Pensamentos Filhinhos de papai 6 276 01/09/2024 - 18:29 Português
Poesia/Amor Momento sublime 6 207 01/09/2024 - 11:16 Português
Poesia/Pensamentos Zé Ninguém 6 1.174 01/08/2024 - 11:15 Português
Poesia/Amor O amor outra vez 6 293 01/07/2024 - 11:29 Português