CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

A BELA E O MONSTRO

Vou contar-vos uma história, mas não uma qualquer,
Foi uma história verdadeira e antiga, entre uma gárgula e uma mulher.

-

Passou-se em terras francas, onde o tempo era de guerra, fome e desgraça,
A peste havia chegado ao reino em meados do inverno,
O gado que outrora havia habitado o campo, tinha virado carcaça,
E o povo vivia com pavor de morrer e ir para o Inferno.

-

Era um tempo negro, em que as trevas imperavam...

-

Virgens eram cativas de feiticeiras, magos e dragões,
Quer fossem bonitas ou feias, quem as prendia, acreditava,
Que o seu poder aumentaria, se a eles, entregassem seus corações,
Daí fazerem tal coisa cruel e malvada.

-

Mas, em certa parte desta história,
Diz a lenda, que houve uma virgem, que por amor,
Se entregou ao seu amo, de alma e coração, como não havia tido memória,
E que por esse mesmo, sofreu e chorou de dor.

-

Cativa estava no castelo de um mago, que cedo a tomou da sua aldeia,
Moça bonita, de cabelos cor de fogo e pele de porcelana,
Nunca se tinha conformado, com aquela vida, com aquela triste ideia,
Apenas, queria dali fugir, antes passar fome, do que ficar insana…

-

No dia, em conseguiu subir ao mais alto ponto do castelo,
Tentou matar-se e foi aí que conheceu o seu grande e único amor,
Uma gárgula, salvara-a, de tal fatalidade, com o seu zelo,
E foi a partir desse dia, que a pobre donzela, nunca mais sentiu dor.

-

Fugiram…

-

O mago, de tão furioso que ficou,
Um feitiço, a ambos lançou.

-

A partir desse dia, todas as gárgulas, teriam um castigo eterno,
Nunca mais poderiam de dia viver, na sua verdadeira forma,
Apenas de noite, poderiam ter a sua forma viva, fosse primavera ou inverno,
E depois daquele dia, a maldição virou lei, em todo o lado... norma.

-

E por isso, vemos ainda hoje, a estátua de uma gárgula parada,
Quase que em sofrimento e dor,
À espera da noite, para a visita da sua amada,
Para que nem uma maldição de séculos, lhe torne a roubar o amor.

-

Para sempre, viveram...

 

Submited by

sábado, junho 30, 2012 - 23:01

Poesia :

Your rating: None (4 votes)

joanadarc

imagem de joanadarc
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 2 anos 1 dia
Membro desde: 07/18/2011
Conteúdos:
Pontos: 1575

Comentários

imagem de AnaLira

Gosto de gárgulas, tenho uma

Gosto de gárgulas, tenho uma certa fixação pelo seu mistério, o seu ar expectante, a vigilância, o terror e a poesia que encerram e sobretudo pelos lugares onde surgem....

A tua estória tem um fio condutor muito coerente, com um enquadramento perfeito, quase cinematográfico, mas acaba por ser um poema de amor, uma narrativa amorosa muito bela.

Votos de boa noite!

imagem de joanadarc

Cara AnaLira, Muito obrigado

Cara AnaLira,

Muito obrigado pela tua visita a este meu canto mágico...é de certo tudo isso que referes e muito mais, porque sou uma sentimentalista acima de tudo e escrevo sobre sentimentos, paixões e afins, com quase tudo...até com gârgulas...

Joana

imagem de aasp

Gostei bastante! Simplesmente

Gostei bastante! Simplesmente espectacular.

imagem de joanadarc

Obrigado, Foi um poema que

Obrigado,

Foi um poema que escrevi especialmente para a revista Sweet Dreams, da qual faz parte, um amigo aqui da Waf, chamado Domino Pawo, que é simplesmente genial e me convidou para fazer um poema especial, para a edição Dark.

Beijo

Joana

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of joanadarc

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Paixão ESPERO-TE 6 1.531 03/15/2018 - 11:14 Português
Poesia/Dedicado OS HOMENS TAMBÉM CHORAM... 4 722 03/15/2018 - 11:13 Português
Poesia/Paixão O HOMEM COM MEDO 3 752 03/15/2018 - 11:12 Português
Poesia/Pensamentos DEMOCRACIA DA EXPRESSÃO 11 2.061 02/27/2018 - 12:13 Português
Poesia/Paixão FICA-TE A MATAR... 1 714 04/20/2013 - 01:07 Português
Poesia/Paixão FICA-TE A MATAR... 0 1.779 04/06/2013 - 01:55 Português
Poesia/Paixão FICA-TE A MATAR... 0 1.039 04/06/2013 - 01:50 Português
Poesia/Paixão DEBAIXO DA TUA PELE 1 1.346 03/28/2013 - 19:05 Português
Poesia/Dedicado A SOMBRA DA SOLIDÃO 1 1.591 03/04/2013 - 12:47 Português
Poesia/Paixão DEVIA TER-TE... 2 795 03/01/2013 - 18:25 Português
Poesia/Meditação DIZERES MUDOS 2 818 03/01/2013 - 18:15 Português
Poesia/Pensamentos DEIXAR O DESTINO TRABALHAR 3 593 03/01/2013 - 18:10 Português
Poesia/Erótico SODOMIZO-TE…O Diabo do Corpo 5 1.197 10/04/2012 - 23:55 Português
Poesia/Paixão MORRES 8 1.279 07/03/2012 - 00:57 Português
Videos/Pessoal Bruno Mars - It Will Rain 0 1.238 07/01/2012 - 00:12 Português
Videos/Música Lana Del Rey - Blue Jeans 0 1.428 07/01/2012 - 00:03 Português
Poesia/Paixão TARDO EM TI... 2 1.193 06/30/2012 - 23:59 Português
Poesia/Paixão A BELA E O MONSTRO 4 2.513 06/30/2012 - 23:38 Português
Videos/Música Alejandro Sanz - y solo se me ocorre amarte 0 1.471 06/30/2012 - 23:31 Português
Videos/Música Heartbeat City - The Cars 0 1.610 06/30/2012 - 23:11 Português
Poesia/Dedicado Já não tenho medo 12 1.906 06/25/2012 - 01:21 Português
Poesia/Dedicado ESTE COMBOIO NÃO VAI PARAR 4 914 06/24/2012 - 22:20 Português
Videos/Música Pedro Abrunhosa - Tenho o Diabo no Corpo 0 1.909 06/22/2012 - 23:30 Português
Videos/Música Susana Félix - Idade do Céu 0 1.587 06/16/2012 - 22:36 Português
Poesia/Paixão CAÍRAM AS PONTES ENTRE NÓS 0 937 06/10/2012 - 21:47 Português