CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Contra o racismo

Prisioneiro de uma herança maldita
Exposta publicamente por racista
Que gritam em altos brados:
- Ei, crioulo de merda!
Alguém até olha com desdém
Enquanto ele continua a vociferar:
- Levanta esse rabo sujo daí!
Como se o mundo pertencesse aos brancos
Grita mais alto dessa vez:
- Larga de ser preguiçoso
Que aqui não é da tua laia!

Quem poderá deitar em sua cama e dormir
Depois de ouvir tantas injúrias?
Ecoa ainda em sua mente
A fala sútil daquela pessoa:
- Tirem esse preto de perto de mim!

E quando vira o rosto para a parede
Ainda consegue ver as correntes
Estão amarradas em seu subconsciente
Os grilhões que prenderam seus ancestrais
Nos ignominiáveis navios negreiros
Que os trouxeram da África.
Até quando deverá carregar essas marcas?
Até quando pode suportar esse desprezo?

Em pleno século vinte e um
É espancado com palavras que ferem
Menosprezado por sua cor de pele
Como se merecesse o castigo divino.

O que vamos fazer a respeito?
Porque o certo é que possamos lutar
Para erradicar do nosso meio
Toda forma de preconceito!

Poema: Odair José, Poeta Cacerense

www.odairpoetacacerense.blogspot.com

Submited by

domingo, abril 7, 2024 - 14:03

Poesia :

No votes yet

Odairjsilva

imagem de Odairjsilva
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 5 horas 44 minutos
Membro desde: 04/07/2009
Conteúdos:
Pontos: 15595

Comentários

imagem de Odairjsilva

Visitem os

imagem de Odairjsilva

Visitem os

imagem de Odairjsilva

Visitem os

imagem de Odairjsilva

Visitem os

imagem de Odairjsilva

Visitem os

imagem de Odairjsilva

Visitem os

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Odairjsilva

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Pensamentos Isso é totalmente estupidez 6 107 05/23/2024 - 01:31 Português
Poesia/Pensamentos Soltos pelas ruas 6 213 05/21/2024 - 21:04 Português
Poesia/Pensamentos Espero a ressurreição nos campos humanos 6 224 05/20/2024 - 23:11 Português
Poesia/Pensamentos O vazio é o parasita 6 296 05/19/2024 - 14:19 Português
Poesia/Pensamentos A voz que ninguém quer ouvir 6 364 05/18/2024 - 23:41 Português
Poesia/Desilusão Tão triste e vazio 6 267 05/14/2024 - 12:16 Português
Poesia/Amor Sob o luar 6 208 05/12/2024 - 14:19 Português
Poesia/Pensamentos Um abismo chama outro 6 782 05/11/2024 - 13:22 Português
Poesia/Tristeza A dor de quem perde o que mais ama 6 605 05/09/2024 - 20:39 Português
Poesia/Meditação Almas quietas 6 450 05/08/2024 - 11:42 Português
Poesia/Desilusão No silêncio da noite 6 327 05/07/2024 - 20:36 Português
Poesia/Dedicado No coração do Pantanal 6 285 05/06/2024 - 23:01 Português
Poesia/Desilusão O horizonte faz lembrar 6 733 05/04/2024 - 14:29 Português
Poesia/Meditação Medeia 6 497 05/03/2024 - 20:12 Português
Poesia/Amor Quem dera eu tivesse o poder 6 469 05/02/2024 - 12:06 Português
Poesia/Pensamentos O último suspiro 6 803 05/01/2024 - 14:29 Português
Poesia/Amor A inquietude do amor 6 490 04/30/2024 - 11:54 Português
Poesia/Meditação Meu lado sombrio 6 472 04/29/2024 - 20:30 Português
Poesia/Alegria A vida que se abre 6 506 04/28/2024 - 14:11 Português
Poesia/Pensamentos Condicionacérebros 6 629 04/27/2024 - 14:06 Português
Poesia/Paixão Tudo mudou outra vez 6 289 04/26/2024 - 20:54 Português
Poesia/Paixão Loucura que me faz sonhar 6 1.076 04/25/2024 - 21:40 Português
Poesia/Paixão Apenas um olhar e um sorriso 6 490 04/24/2024 - 20:13 Português
Poesia/Desilusão Essa saudade que me invade 6 214 04/22/2024 - 20:29 Português
Poesia/Dedicado Tiradentes 6 560 04/21/2024 - 13:48 Português