CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

DELÍRIO DO ÍNDIO PYATÃ


Acauã deixou o seu ninho.
Por isso se ouvem os pios
do seu filhote sozinho
nas sombras dos arrepios.

Acauã espreita a aldeia
e encara o índio na oca.
Grasna para lua cheia
e abre as asas sobre a toca.

É uma noite que espanta,
que só índio pode entender.
Quando um acauã canta
alguém por ali vai morrer.

Acauã é praga que azara;
mas, pode ser sina ou sorte.
Pyatã sofre e se arrasa
e sente o agouro da morte.

O índio cai em sono profundo.
A luz pra ele se apaga, escurece.
Pyatã está fora do mundo.
Seu corpo então desfalece.

Acauã o carrega pro espaço.
Sua mente enfraquece e atordoa.
Acauã é uma ave de aço
navegando pelo céu na canoa.

J.Thamilel
11.06.2021

Submited by

sexta-feira, junho 11, 2021 - 19:40

Poesia :

Your rating: None (1 vote)

J. Thamiel

imagem de J. Thamiel
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 5 dias 7 horas
Membro desde: 05/02/2016
Conteúdos:
Pontos: 3742

Comentários

imagem de J. Thamiel

coment

Obrigado amigo pelo comentário

imagem de Joel

semper Fi...

semper Fi...

imagem de Joel

obrigado pela leitura

é sempre agradável sentir o voo do falcão a lua meia e da floresta o cheiro, bem haja por isso

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of J. Thamiel

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Amor ¿QUIEN SOY YO? 0 416 05/11/2024 - 03:51 Português
Poesia/Amor ¿QUIEN SOY YO? 0 99 05/11/2024 - 03:42 Espanhol
Poesia/Fantasia VENTO ANDALUZ 1 444 05/08/2024 - 15:57 Português
Poesia/Amor MEUS OLHOS 1 593 05/04/2024 - 13:08 Português
Poesia/Geral DIVINO PARTO 0 598 05/01/2024 - 15:58 Português
Poesia/Amor Tua beleza 0 521 04/27/2024 - 23:10 Português
Poesia/Amor SONHOS SÃO ETERNOS 0 551 04/27/2024 - 23:07 Português
Poesia/Desilusão IMPASSIBILIDADE 0 607 04/26/2024 - 16:40 Português
Poesia/Meditação QUANDO SOAR A TROMBETA DO ANJO 0 529 04/22/2024 - 20:50 Português
Poesia/Geral UM OLHO NO PEIXE, OUTRO NO GATO 0 531 04/22/2024 - 16:49 Português
Poesia/Soneto PERDIDOS NO TEMPO 1 606 04/20/2024 - 12:44 Português
Poesia/Geral . ORGULHOSO COMPLACENTE 0 584 04/18/2024 - 19:21 Português
Poesia/Amor O ETRNAMENTE 2 661 04/18/2024 - 13:47 Português
Poesia/Amor SONHO PERDIDO 2 529 04/08/2024 - 20:25 Português
Poesia/Geral Aqui jaz 0 517 04/08/2024 - 14:12 Português
Poesia/Amor Procurando você 0 450 04/05/2024 - 13:58 Português
Poesia/Amor Procurando você 0 227 04/05/2024 - 13:58 Português
Poesia/Fantasia FEZ-SE A LUZ 0 509 04/04/2024 - 16:37 Português
Poesia/Dedicado NÃO ESTOU SOZINHO 1 727 12/15/2022 - 11:30 Português
Poesia/Soneto SONETO TRÊMULO 0 1.150 08/13/2022 - 21:47 Português
Poesia/Meditação TRÊMULA 0 1.331 07/30/2022 - 13:59 Português
Poesia/Geral NADA ESTÁ PERDIDO 0 1.209 07/21/2022 - 14:02 Português
Poesia/Fantasia PARALELAMENTE OPOSTOS 1 1.854 07/14/2022 - 13:46 Português
Poesia/Meditação VIDA VELA 0 1.815 12/10/2021 - 14:55 Português
Poesia/Fantasia PARALELAMENTE OPOSTOS 2 1.398 11/16/2021 - 18:59 Português