CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Distância cruel

Na vastidão dos dias sem fim,
O eco dos suspiros paira em mim.
Saudades me abraçam como a brisa do mar,
Aflorando lembranças que não quer me deixar.

Nos cantos do peito, um vazio se faz,
Onde antes pulsava o calor do nosso abraço audaz.
Teu sorriso, como sol a brilhar,
Ilumina meu ser, mesmo longe do teu olhar.

Nas noites solitárias, tua voz ecoa,
Como uma melodia que acalma e entoa.
Cada palavra tua é um bálsamo, um alívio,
Nas estradas da vida, és meu guia, meu convívio.

Ah, como dói essa distância cruel,
Que separa nossas almas, do desejo fiel.
Mas não tão longe, te carrego comigo,
Em cada batida do coração, pensando prossigo.

Espero ansiosamente pelo reencontro,
Onde a saudade se dissolverá em pranto.
Até lá, guardarei nossas memórias com fervor,
E alimentarei a esperança de reviver esse amor.

Poema: Odair José, Poeta Cacerense

www.odairpoetacacerense.blogspot.com

Submited by

terça-feira, fevereiro 13, 2024 - 12:42

Poesia :

No votes yet

Odairjsilva

imagem de Odairjsilva
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 12 horas 56 minutos
Membro desde: 04/07/2009
Conteúdos:
Pontos: 15551

Comentários

imagem de Odairjsilva

Visitem os

imagem de Odairjsilva

Visitem os

imagem de Odairjsilva

Visitem os

imagem de Odairjsilva

Visitem os

imagem de Odairjsilva

Visitem os

imagem de Odairjsilva

Visitem os

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Odairjsilva

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Pensamentos A voz que ninguém quer ouvir 6 106 05/18/2024 - 23:41 Português
Poesia/Desilusão Tão triste e vazio 6 206 05/14/2024 - 12:16 Português
Poesia/Amor Sob o luar 6 163 05/12/2024 - 14:19 Português
Poesia/Pensamentos Um abismo chama outro 6 603 05/11/2024 - 13:22 Português
Poesia/Tristeza A dor de quem perde o que mais ama 6 565 05/09/2024 - 20:39 Português
Poesia/Meditação Almas quietas 6 426 05/08/2024 - 11:42 Português
Poesia/Desilusão No silêncio da noite 6 311 05/07/2024 - 20:36 Português
Poesia/Dedicado No coração do Pantanal 6 277 05/06/2024 - 23:01 Português
Poesia/Desilusão O horizonte faz lembrar 6 673 05/04/2024 - 14:29 Português
Poesia/Meditação Medeia 6 492 05/03/2024 - 20:12 Português
Poesia/Amor Quem dera eu tivesse o poder 6 450 05/02/2024 - 12:06 Português
Poesia/Pensamentos O último suspiro 6 675 05/01/2024 - 14:29 Português
Poesia/Amor A inquietude do amor 6 485 04/30/2024 - 11:54 Português
Poesia/Meditação Meu lado sombrio 6 470 04/29/2024 - 20:30 Português
Poesia/Alegria A vida que se abre 6 500 04/28/2024 - 14:11 Português
Poesia/Pensamentos Condicionacérebros 6 514 04/27/2024 - 14:06 Português
Poesia/Paixão Tudo mudou outra vez 6 286 04/26/2024 - 20:54 Português
Poesia/Paixão Loucura que me faz sonhar 6 1.072 04/25/2024 - 21:40 Português
Poesia/Paixão Apenas um olhar e um sorriso 6 486 04/24/2024 - 20:13 Português
Poesia/Desilusão Essa saudade que me invade 6 211 04/22/2024 - 20:29 Português
Poesia/Dedicado Tiradentes 6 553 04/21/2024 - 13:48 Português
Poesia/Pensamentos Armadilhas ou ratoeiras 6 1.223 04/20/2024 - 20:08 Português
Poesia/Meditação Onde vão os velhos quando ficam velhos? 6 216 04/20/2024 - 13:53 Português
Poesia/Pensamentos Incoerência fantasiosa absurda 6 1.077 04/19/2024 - 20:29 Português
Poesia/Meditação A trágica paixão de Sansão 6 258 04/18/2024 - 20:34 Português