CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Medeia

Nas profundezas do mito, onde sombras dançam, 
Medeia, a feiticeira, sua história tece. 
De olhos ardentes, alma quebrada, ela avança, 
Caminhando na linha entre amor e desamparo. 
 
Filha do Sol, sacerdotisa da noite, 
Medeia, desterrada, de terras distantes, 
Na Grécia encontrou amor, um vínculo frágil, 
Jason, o herói, que lhe prometeu mundos e estrelas. 
 
Por amor, ela abandonou sua terra, 
Traiu sua família, desafiou reis, 
Mas o destino, como uma serpente oculta, 
Preparava sua peçonha na trama dos dias. 
 
Na cama de núpcias, traições se urdem, 
Jason a troca por uma aliança política, 
E Medeia, na fúria da traição e da dor, 
Despeja veneno nas veias de seus inimigos. 
 
Mãe das sombras, dos gritos da vingança, 
Medeia, em desespero, semeia a destruição, 
Sangue mancha suas mãos, seus olhos queimam, 
Ela parte, num carro puxado por dragões, para além da razão. 
 
 Oh, Medeia, mulher de paixão e fúria, 
Tua história ecoa através dos tempos, 
Em cada coração ferido, em cada alma perdida, 
O eco de tua voz ressoa em um eterno lamento.
 
 
Poema: Odair José, Poeta Cacerense

www.odairpoetacacerense.blogspot.com

Submited by

sexta-feira, maio 3, 2024 - 20:07

Poesia :

No votes yet

Odairjsilva

imagem de Odairjsilva
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 14 horas 30 minutos
Membro desde: 04/07/2009
Conteúdos:
Pontos: 15870

Comentários

imagem de Odairjsilva

Visitem os

imagem de Odairjsilva

Visitem os

imagem de Odairjsilva

Visitem os

imagem de Odairjsilva

Visitem os

imagem de Odairjsilva

Visitem os

imagem de Odairjsilva

Visitem os

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Odairjsilva

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Pensamentos As distâncias do mundo 6 351 06/16/2024 - 13:12 Português
Poesia/Desilusão Em cada despedida 6 194 06/15/2024 - 13:12 Português
Poesia/Desilusão O vento levou 6 173 06/14/2024 - 21:14 Português
Poesia/Meditação Dez pragas terríveis 6 156 06/13/2024 - 23:07 Português
Poesia/Amor Teu amor é jardim em flor 6 154 06/12/2024 - 22:31 Português
Poesia/Poetrix Saudades 6 296 06/12/2024 - 04:07 Português
Poesia/Desilusão Recordo-me da morena 6 343 06/11/2024 - 03:10 Português
Poesia/Desilusão Ruminando os pedaços 6 226 06/09/2024 - 13:07 Português
Poesia/Meditação Confusão mental 6 532 06/07/2024 - 13:46 Português
Poesia/Amor E a saudade se foi 6 335 06/06/2024 - 12:09 Português
Poesia/Pensamentos Um mistério em cada esquina 6 652 06/05/2024 - 22:18 Português
Poesia/Amor Você é a razão 6 211 06/04/2024 - 20:23 Português
Poesia/Amor No olhar dela 6 316 06/04/2024 - 12:04 Português
Poesia/Amor Se o amor não faz parte 6 213 06/04/2024 - 02:43 Português
Poesia/Pensamentos Caminhos desconhecidos 6 1.015 06/03/2024 - 20:38 Português
Poesia/Dedicado Ser poeta é... 6 238 06/02/2024 - 13:53 Português
Poesia/Amor Mil segredos temos nós 6 254 06/01/2024 - 13:42 Português
Poesia/Pensamentos Ecos distantes em nossa cabeça 6 943 05/31/2024 - 13:46 Português
Poesia/Amor Só não sei como te dizer 6 260 05/30/2024 - 20:17 Português
Poesia/Meditação Ignorância 6 318 05/29/2024 - 22:05 Português
Poesia/Amor Nunca tenho as palavras certas 6 513 05/28/2024 - 13:40 Português
Poesia/Desilusão Vejo que está feliz 6 231 05/27/2024 - 20:43 Português
Poesia/Pensamentos Porcos no poder 6 1.013 05/25/2024 - 13:45 Português
Poesia/Pensamentos Circo de horrores 6 1.068 05/24/2024 - 12:09 Português
Poesia/Pensamentos Trombetas que ecoam no vazio 6 604 05/23/2024 - 20:47 Português