CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

VINTAGE

Venho de longe. Descansada de estes, agora, deixo-me cansar de oestes avermelhados, no limiar dum porto quase cais de partida. Mas cheguei, finalmente, aos beirais pacíficos onde me sento bebericando um vintage, a admirar horizontes...

E aqui me demoro de cálice na mão, onde mergulho o sol cadente e remexo sabores tangentes. Na contraluz, o líquido concentra-me reflexos místicos no rosto e encandeia-me recordações. Fecho os olhos para ver melhor: há um sentir de sempre a aflorar-me as asas dos dedos, um saber ingénito na liberdade dos sonhos, uma intensidade certa no estremecer das pálpebras - que me diluem no próprio líquido que saboreio, e me encorpam na textura quase imaterial do cristal que me segura o mundo. O Mundo, que, neste momento, é só o pedacinho de mar, vinho, amar e ninho que, do meu beiral, o meu olhar abarca... através da translucidez rubi do (meu) cálice.


 

Submited by

quarta-feira, agosto 3, 2011 - 15:31

Poesia :

No votes yet

Sterea

imagem de Sterea
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 1 ano 51 semanas
Membro desde: 05/05/2010
Conteúdos:
Pontos: 446

Comentários

imagem de Teresa Almeida

Um texto

Um texto vintage.

Bebericando, remexendo sentires tangentes...

Um cálice, um brinde!  Escreves bem.

Beijo

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Sterea

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Pensamentos Impossíveis regressos 3 469 04/22/2019 - 19:39 Português
Poesia/Amor performance 2 504 02/21/2013 - 17:21 Português
Poesia/Amor Paleografia 2 651 02/20/2013 - 15:41 Português
Poesia/Pensamentos mercê 2 371 02/20/2013 - 12:28 Português
Poesia/Meditação Sê fraco enquanto podes 0 316 02/19/2013 - 13:10 Português
Poesia/Pensamentos Hipertensão 1 372 02/06/2013 - 18:24 Português
Poesia/Dedicado Alendouro 1 476 02/06/2013 - 15:37 Português
Poesia/Geral 31 de boca 1 508 01/31/2013 - 12:32 Português
Poesia/Geral Até amanhã, Portugal... 2 357 01/30/2013 - 21:01 Português
Poesia/Pensamentos uma palavra chorou 2 540 01/30/2013 - 18:14 Português
Poesia/Geral Toca-me. 2 443 01/30/2013 - 17:44 Português
Fotos/Rostos TT 4 1.029 01/30/2013 - 17:35 Português
Poesia/Pensamentos da POESIA 2 527 01/30/2013 - 15:56 Português
Videos/Poesia AVISO DE COBRANÇA 0 1.201 01/30/2013 - 13:47 Português
Fotos/Eventos Convite 0 814 03/21/2012 - 21:56 Português
Poesia/Pensamentos O silêncio (não) é inocente 3 501 03/19/2012 - 19:03 Português
Poesia/Pensamentos Permito-me 3 976 03/01/2012 - 23:32 Português
Poesia/Meditação VINTAGE 1 695 02/22/2012 - 21:06 Português
Poesia/Paixão Fronteiras íntimas 2 681 02/22/2012 - 20:57 Português
Poesia/Amor Flui o tempo, por ciúme... 1 652 10/05/2011 - 21:52 Português
Poesia/Meditação Pingos de cera 0 590 08/11/2011 - 21:26 Português
Poesia/Pensamentos De coração perdido 0 845 07/30/2011 - 10:35 Português
Poesia/Pensamentos Make poems, not war 0 550 07/30/2011 - 10:35 Português
Poesia/Amor ter-te 0 669 07/25/2011 - 12:12 Português
Prosas/Contos O encantador de noites 0 724 06/28/2011 - 10:32 Português