CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

meu amor

Meu amor,

Como esquecer quem me apoiou. Se eu te esquecesse significava que nunca te tinha amado e isso nunca poderia ser verdade. Eu amei-te. Estive completamente apaixonada por ti, abraçando este amor sem qualquer pudor. Era ele que me satisfazia e me agradava bastante. Sempre que precisava de desabafar, ou simplesmente de um abraço sentia os teus fortes braços a percorrerem o meu corpo frágil. Nunca me esquecerei de quando me beijavas e me deixavas completamente derretida ao ouvir-te proferir as palavras que sempre ansiei ouvir de ti. “Amo-te”, meu querido tudo isso era o que eu sempre quis ouvir de ti. Foi apenas aquilo que desejei na minha vida. Acho que nunca pedi muito na vida, nunca exigi muito a quem tece as linhas do destino. Nunca pedi um amor assim, nunca exigi nada demais. Apenas pedi para ser médica. Mas depois tu apareceste e mudaste completamente a minha vida. Eu era uma miúda pacata, tímida, bastante anti-social, mas tu com esse teu olhar carinhoso, sempre paciente e bastante amistoso deixou-me completamente rendida. Querido, se eu era um barco neste imenso mar onde esperava achar o meu caminho e nunca me desviar da rota traçada, tu eras a minha bússola que nunca me deixou desviar do meu caminho nem esquecer o norte do meu coração. Tu sempre foste aquele que me deixava a suspirar. Inconscientemente fizeste-me mudar mais do que alguém alguma vez o fez. Em troca tentei amar-te o melhor que sabia. E julgo que não era assim tão má a amar. Ah, como eu me lembro da primeira vez que te disse “amo-te”. Estou mesmo a lembrar-me. Estavámos a falar de que quem diz “amo-te” é porque o sentimento já evoluiu bastante. E eu perguntei se tu não me amavas. E tu não me respondeste. E então, eu disse que te amava, sem esperar nada em troca. Acho que o amor é assim. É uma coisa louca incapaz de compreender o que significa o que está presente no meu coração. Amei-te como nunca tinha amado alguém e não sei se sou capaz de sentir algo assim por alguém outra vez. Eu falei contigo, abri-me contigo como nunca pensei que o iria fazer com alguém. Sempre pensei que iria namorar, só depois de ter o meu curso tirado e ter a minha vida estável. Mas não! Eu tinha conseguido muito bem. Pelo menos até tu surgires na minha vida. Foi como se tu me tivesses apanhado com esse teu belo ar. Ao olhar para ti conseguia arranjar mil e uma razões para te amar. Mas tudo isso não era nada comparado com o que sentia por ti. Adorava-te como uma criança adorava o seu cobertorzinho. Ah meu querido, nunca sequer tinha imaginado que seria capaz de guardar este amor dentro do meu coração. Percebi que existem amores dignos daqueles belos livros e que eu, uma mera mortal pode vivenciar esse grande e fantástico amor. O problema é que não é como os contos de fadas nos dizem. Não é para sempre, infelizmente meu querido, o nosso amor durante pouco tempo. Infelizmente hoje estou sozinha e não consigo deixar de me sentir triste por não ter lutado por este belo amor.
 

Submited by

segunda-feira, abril 4, 2011 - 19:03

Prosas :

No votes yet

Ana_fm

imagem de Ana_fm
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 5 anos 32 semanas
Membro desde: 03/08/2011
Conteúdos:
Pontos: 1826

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Ana_fm

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Pensamentos Um mundo novo 3 939 03/12/2018 - 17:37 Português
Prosas/Terror Desesperada... 2 1.980 02/27/2018 - 11:31 Português
Poesia/Geral Almofada 2 1.796 08/05/2011 - 23:20 Português
Fotos/Pessoais Eu... :) 0 2.776 08/01/2011 - 21:16 Português
Anúncios/Outros - Oferece-se Os meus blogs 0 2.418 07/15/2011 - 21:39 Português
Poesia/Amizade Coração 0 1.497 07/15/2011 - 21:13 Português
Poesia/Meditação sem titulo (5) 3 1.429 05/29/2011 - 22:49 Português
Poesia/Geral TPM 6 2.113 05/25/2011 - 21:34 Português
Poesia/Pensamentos nesta noite 4 1.900 05/24/2011 - 21:55 Português
Poesia/Paixão sem titulo (6) 6 1.892 05/24/2011 - 18:43 Português
Poesia/Amizade diferentes 4 2.086 05/10/2011 - 17:05 Português
Poesia/Amizade apenas um amigo 4 1.569 05/10/2011 - 17:04 Português
Poesia/Geral beber 6 5.924 05/10/2011 - 17:01 Português
Poesia/Tristeza mar de solidão 2 1.212 04/30/2011 - 13:21 Português
Poesia/Meditação quero acreditar 2 1.276 04/30/2011 - 13:19 Português
Poesia/Pensamentos transformaçao 2 1.602 04/30/2011 - 13:15 Português
Poesia/Tristeza Tenho medo 0 2.486 04/28/2011 - 22:00 Português
Poesia/Tristeza Máquina estragada 0 3.129 04/28/2011 - 22:00 Português
Poesia/Tristeza Agarra-me 0 2.062 04/28/2011 - 21:59 Português
Poesia/Geral Pôr do sol 0 2.619 04/28/2011 - 21:58 Português
Poesia/Geral à janela. 0 2.237 04/28/2011 - 21:57 Português
Poesia/Meditação perdida 0 2.437 04/28/2011 - 21:56 Português
Poesia/Tristeza Mais uma dor 0 1.248 04/28/2011 - 21:56 Português
Poesia/Pensamentos unknown 0 2.073 04/28/2011 - 21:55 Português
Poesia/Pensamentos sem rumo 4 2.101 04/12/2011 - 11:48 Português