CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Tempo

Tempo…
Há um tempo e as fases do tempo. Há o tempo cronológico e as fases desse tempo cronológico, dentro do qual crescemos como pessoas. Há o tempo psicológico e os estados de alma que nele projetamos…
Há o tempo do ser, do estar, do fazer e a forma como cada um de nós o decalca na sua essência. É neles que se faz a aprendizagem que nos torna seres com particularidades.
Há o tempo do pensar, do questionar, do memorizar que se molda na memória da nossa história de vida e nos leva a exteriorizar, frequentemente traduzindo-a por palavras, em prosa ou verso.
Depois vem a saudade do próprio tempo, a saudade de nós, entrosada com a de outros. O tempo concreto e o abstrato. O tempo que se percepciona como real e o tempo do irreal, do sonho, da utopia. O tempo relacional e o empenho que nele investimos para que possa ser transcendental, plasmado em momentos, instantes.
O tempo e a sua ausência, metaforicamente falando…
Hoje o tempo será o da poesia ou a sua dialética. O despoletar de um subconsciente. A introspeção vertida na extroversão de sentires…O tempo, hoje, é vosso…Mas não façam do tempo um tempo de fuga!


Tempo de fuga

O calendário assinala
dias de aniversário
e datas com sentido, apreendido
entre dedos que folheiam
memórias,
marcadas pelo tempo…

Em fuga permanente
o tempo nada nos diz.
Escapa-se
e sente-se feliz.
Ri às gargalhadas
de pessoas orfandadas
de momentos
que não sentiram
nem colaram na sua pele…

Lamentam-se…
Para quê?
O tempo sorri
de lágrimas ensopadas
nas suas próprias palavras
que alguém não quis
transformadas…
Em instantes das suas vidas.

O tempo fugiu…
E eu não fui atrás…
Então sorrio
é a minha vez
de soltar gargalhadas
abafadas
em lábios trocistas
estampadas
em qualquer espelho…

Triste figura a minha!
O tempo, esse, está em fuga!
E muito bem, é a sua sina!

Odete Ferreira
(Texto introdutório e poema para dinamização de uma tertúlia num grupo poético, dia 16-09-11)
 

Submited by

sexta-feira, setembro 23, 2011 - 00:05

Prosas :

No votes yet

Odete Ferreira

imagem de Odete Ferreira
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 21 semanas 5 dias
Membro desde: 01/11/2011
Conteúdos:
Pontos: 1927

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Odete Ferreira

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Tristeza Entardecer com sabor a despedida 1 746 03/15/2018 - 13:59 Português
Poesia/Tristeza Música 1 852 03/15/2018 - 13:58 Português
Poesia/Desilusão Apenas mais um dia 1 1.414 03/15/2018 - 13:57 Português
Poesia/Meditação Se a vida fosse sempre assim 1 978 03/15/2018 - 13:56 Português
Ministério da Poesia/Fantasia Seres incompletos 3 1.053 03/15/2018 - 13:56 Português
Prosas/Outros No sopé da montanha 1 442 03/08/2018 - 19:01 Português
Poesia/Meditação Tempo(s) 1 1.000 03/08/2018 - 18:43 Português
Poesia/Fantasia Surrealidades 1 833 03/08/2018 - 18:42 Português
Poesia/Tristeza Emocão 5 1.225 03/08/2018 - 16:48 Português
Poesia/Dedicado Mulher-Dor 3 299 03/08/2018 - 16:14 Português
Poesia/Intervenção E a festa veste-se em cada madrugada 3 796 02/27/2018 - 11:43 Português
Poesia/Meditação À míngua 0 741 12/30/2015 - 22:36 Português
Poesia/Intervenção Não invoquem o meu nome em vão 0 1.142 11/25/2015 - 02:18 Português
Poesia/Fantasia Surreal XXVIII 2 647 09/05/2015 - 19:00 Português
Prosas/Outros Da alma 0 416 09/01/2015 - 19:58 Português
Poesia/Intervenção Da destemperança 0 848 08/26/2015 - 01:35 Português
Poesia/Meditação E no entre-Tanto faço caminho 0 589 07/02/2015 - 23:55 Português
Poesia/Meditação E continuamos pequeninos! 0 855 06/02/2015 - 20:15 Português
Poesia/Intervenção Nem te renego nem me nego 0 706 04/25/2015 - 02:08 Português
Poesia/Dedicado Laudatória 0 539 03/24/2015 - 19:03 Português
Poesia/Dedicado És...Mulher 0 952 03/08/2015 - 18:53 Português
Poesia/Amor Vida(s) 0 804 02/14/2015 - 18:07 Português
Poesia/Amor Moras nos meus sonhos 0 1.041 02/13/2015 - 16:30 Português
Poesia/Dedicado Olhares 0 1.315 01/22/2015 - 01:58 Português
Prosas/Outros Do exato momento da VIragem 0 765 12/30/2014 - 14:27 Português