CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Na Morte do Dia

Sou um menino na palavra
Que brinca nas linhas do padecimento
Por outras línguas, não subo nem desço a escada
Mas porto-me como adulto no entendimento.

Eu, protesto que cada dia morri;
Comendo e bebendo, para amanhã voltar a viver
Pois, como Homem fui, como Homem combati...
Porque já os meus pecados acumularam até os poder...

Pois que, a palavra da promessa é esta:
Por este tempo virei e, o Mundo, terá um Filho e uma Besta.

Erguem-se as escadas lá fora
Por onde Breu vai descer...
Quão lento roda uma nora:
Que o crepúsculo vê morrer

Morre audaz e lentamente
Sem coragem de viver...
Abre-se aos olhos de toda a gente
Porque nasceu para morrer

Alaranja-se no horizonte rasgado,
Caíndo do outro lado do mar;
Despede-se de mim chocado
E chora, chora... Chora:
Quando Breu se faz chegar...

É a noite que o faz chorar
Desmaiando nas voltas da nora...
Por cada lágrima, uma pérola no olhar
E um sorriso, florido, em cada brilho de Aurora.

Submited by

quarta-feira, abril 14, 2010 - 18:45

Ministério da Poesia :

No votes yet

antonioduarte

imagem de antonioduarte
Offline
Título: Moderador Poesia
Última vez online: há 48 semanas 2 horas
Membro desde: 01/09/2010
Conteúdos:
Pontos: 2570

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of antonioduarte

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Soneto “Cheguei Tardio” 4 1.458 03/15/2018 - 11:17 Português
Poesia/Poetrix “Quadra a ti” Acto 7º 1 915 06/13/2014 - 23:54 Português
Poesia/Soneto “Delicado” 3 1.244 12/04/2013 - 22:15 Português
Prosas/Lembranças “Tornado Pedra” 0 1.779 11/07/2013 - 02:30 Português
Poesia/Soneto “Terra” 0 2.184 11/07/2013 - 02:02 Português
Poesia/Soneto “Milagre de Flores” 0 1.135 04/03/2013 - 03:00 Português
Poesia/Haikai Quadra a ti” Acto 5º 0 2.024 03/22/2013 - 05:17 Português
Poesia/Soneto “Ecos Distantes” 0 1.503 02/22/2013 - 01:16 Português
Poesia/Soneto “Tantos… Tantos” 0 1.141 01/10/2013 - 04:34 Português
Poesia/Haikai “Quadra a ti” - ( Ato 6º ) 0 1.049 10/24/2012 - 15:11 Português
Poesia/Haikai "Quadra a ti: ( Géneros Distraídos) 0 1.695 10/24/2012 - 14:56 Português
Poesia/Amor “Numa lembrança de ti” 2 1.164 10/23/2012 - 16:35 Português
Prosas/Pensamentos "Sobra de Mim" 0 1.587 10/22/2012 - 23:21 Português
Poesia/Soneto “De Mim, Fundo No Olhar” 0 1.277 10/18/2012 - 23:47 Português
Poesia/Soneto “Porte Belo” 0 998 10/07/2012 - 13:09 Português
Poesia/Soneto “Míopes” 0 910 10/04/2012 - 21:55 Português
Poesia/Soneto “Perto do Céu” 4 1.948 10/03/2012 - 23:52 Português
Poesia/Arquivo de textos “Quando estás longe de mim” 2 1.217 10/03/2012 - 23:35 Português
Poesia/Soneto Ao despertar 0 2.117 10/03/2012 - 23:22 Português
Poesia/Soneto “Na Praia” 0 1.276 09/30/2012 - 11:53 Português
Poesia/Soneto "Caminho de Parecer" 1 2.100 09/27/2012 - 16:37 Português
Poesia/Meditação “Do céu ao mar” 1 1.717 09/16/2012 - 18:06 Português
Poesia/Arquivo de textos Versão destrocida: "Numa Lembrança de ti" 0 2.018 09/12/2012 - 11:58 Português
Poesia/Arquivo de textos “Estrela Proibida” 0 1.029 09/09/2012 - 22:04 Português
Poesia/Pensamentos “Teu rosto foi o primeiro” 0 1.750 08/04/2012 - 02:02 Português