LENTAMENTE... MUITO LENTAMENTE...


LENTAMENTE, MUITO LENTAMENTE...
SE FEZ DE REPENTE!

Com o passar dos anos, depois do 25 de Abril foi-se diluindo a força do povo e, com descarada táctica que não escapa aos olhos mais abertos, foi-se instalando o direito ao abuso do poder e à prepotência, entremeados com acções que confundem quem os mantém fechados. Tal situação escancarou, mais ou menos lentamente, as portas à entrada de uma ditadura de carácter muito sofisticado. E como o povo é sereno.......... vai assistindo a este cenário, de braços cruzados, cada vez mais desmotivado, até porque a milhares de pessoas, por uma ou por outra razão, causadas por este descalabre de desgoverno, falta força na mesma proporção em que faltou a tantos o tecto que lhes dava abrigo, passando a viver com familiares que, pobres deles, também estão a ver a sua resistência económica a ser “sugada” por canais de forte sucção. Paralelamente a esta situação e em consequência desta péssima forma de governar, elementos defensores da ideologia de um grupo de mal formados - no qual estão magnificamente inseridos - roubam o que podem de uma forma tão sofisticada que, quando se dá pela trama, já estão tramados milhões de Portugueses. Surge, então, uma série de bocas abertas de espanto e de carências de vária ordem.
Este foi tão somente um simples quadro pintado por mim sem pincel, onde o meu heart emoticon gostaria de admitir que uma mistura de cores dar-lhe-ia Vida, mas que, estou verdadeiramente convencida, diluir-se-iam no tempo sempre por causa da luta pela tal sardinha. Temo que a "borrada" que hoje vejo neste quadro, acabe por atrair uma solução drástica. Não será esse o objectivo tanto à direita como à esquerda? Maldito seja o jogo de interesses que deixa de fora os verdadeiros interessados numa mudança radical da sua situação como ser humano que adoraria fazer parte de uma sociedade justa. Mas qual justa, qual carapuça, se farão sempre parte dela pessoas mal formadas?
É! É isso aí! Estão criadas as condições para medidas que deveriam e poderiam ser evitadas.

Maria Letra
2015-07-11

Submited by

Lunes, Julio 13, 2015 - 19:58

Prosas :

Promedio: 5 (1 vote)

Maria Letra

Imagen de Maria Letra
Desconectado
Título: Membro
Last seen: Hace 4 semanas 3 días
Integró: 11/20/2012
Posts:
Points: 2218

Comentarios

Imagen de Maria Letra

Lentamente... muito lentamente... se fez de repente

Grata, Joel.

Imagen de Joel

LENTAMENTE,

LENTAMENTE, MUITO LENTAMENTE..., SE FEZ DE REPENTE

Add comment

Inicie sesión para enviar comentarios

other contents of Maria Letra

Tema Título Respuestas Lecturas Último envíoordenar por icono Idioma
Prosas/Otros LENTAMENTE... MUITO LENTAMENTE... 2 3.216 12/07/2019 - 21:01 Portuguese
Poesia/Poetrix SE TU AMAS A CRIANÇA 0 940 03/10/2019 - 12:34 Portuguese
Poesia/Desilusión BASTA DE GENTE A MORRER 0 608 03/10/2019 - 12:27 Portuguese
Poesia/Poetrix SOU CONTRA! 0 959 03/10/2019 - 12:10 Portuguese
Poesia/Poetrix É TEMPO DE AGIR 0 1.515 03/08/2019 - 21:13 Portuguese
Poesia/General SABER SPERIOR 0 709 03/08/2019 - 20:09 Portuguese
Poesia/General MULHR_VOCÊ_É_DIVINA! 0 604 03/08/2019 - 19:32 Portuguese
Poesia/General PARA ALÉM DO SUPORTÁVEL 0 789 02/27/2019 - 22:37 Portuguese
Críticas/Varios BAILE DE MÁSCARAS PERMANENTE 0 1.447 02/26/2019 - 00:35 Portuguese
Poesia/Poetrix PRAGA DE CHACAIS 0 816 02/26/2019 - 00:20 Portuguese
Poesia/Soneto TERMOS ESTRAMBÓTICOS 0 1.012 02/24/2019 - 11:14 Portuguese
Poesia/Soneto VALES PELO QUE TENS 0 965 02/24/2019 - 11:07 Portuguese
Poesia/General VOOS ALTOS 0 1.047 02/24/2019 - 10:53 Portuguese
Poesia/Meditación SEGUIREI... 0 1.648 12/31/2018 - 11:46 Portuguese
Poesia/Amor TU VIVI IN ME - (Revizione della traduzione: Carla Ghezzo) 0 981 12/28/2018 - 16:22 Portuguese
Poesia/Poetrix QUE FUTURO? 0 1.050 12/16/2018 - 06:14 Portuguese
Poesia/Intervención O QUE QUERO ESTE NATAL 0 1.203 12/15/2018 - 23:12 Portuguese
Poesia/Intervención QUERIA O NATAL ASSIM 0 1.029 12/15/2018 - 08:44 Portuguese
Poesia/General CORAGEM DE SER 0 954 12/15/2018 - 08:39 Portuguese
Poesia/General EXEMPLO DE UM TAUTOGRAMA 0 1.553 12/10/2018 - 22:39 Portuguese
Poesia/Meditación O ALÉM E EU 0 955 12/10/2018 - 19:24 Portuguese
Poesia/General NATUREZA EU TE VENERO 0 1.504 12/10/2018 - 17:49 Portuguese
Poesia/Meditación LUTA CONTRA O TEMPO 0 731 12/03/2018 - 23:12 Portuguese
Poesia/Poetrix PUNIÇÃO POR TRAIÇÃO... 0 1.254 11/30/2018 - 18:13 Portuguese
Poesia/Poetrix UNIÃO PERFEITA 0 1.084 11/30/2018 - 17:43 Portuguese