CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Análise dos Sonhos

No passado, os sonhos eram vistos como um aviso dos deuses, uma visão de um futuro que aconteceria. Era um presságio.
Atualmente, os homens colocaram os sonhos submersos no mar do
desprezo, dentro da alma e se esqueceram que sonhar é liberar o
inconsciente, que através dessa linguagem, fala.
Um sonho pode não ter censura alguma, mas pode ser reprimido. Analisando de forma honesta, ele pode revelarar segredo, os quais nem nós mesmos conhecemos.
Nem todos os sonhos são entendidos, mas todos simbolizam alguma coisa.
Há quem sonhe colorido, e há quem sonhe em preto e branco.
Há os que absolutamente, não sonham.
De alguns sonhos, preferimos até não lembrar.
Neles, não há regras.
Somos livres.
Podemos dizer que o sonho é o caminho mais direto até o nosso inconsciente. Nos conhecermos melhor a cada dia é um desafio, que deve ser encarado de bom humor.
Dessa forma, não nos desgrafmentaremos sem razão.

"A vida, como tudo, tem um ciclo; tem um começo e um fim;cada começo também é o começo do fim." (Freud)

Submited by

domingo, abril 20, 2008 - 01:43

Poesia :

No votes yet

Cbanegas

imagem de Cbanegas
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 5 anos 43 semanas
Membro desde: 04/18/2008
Conteúdos:
Pontos: 278

Comentários

imagem de Henrique

Re: Análise dos Sonhos

Eu vejo os sonhos como os antigos e concordo com o Freud...

Abraços

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Cbanegas

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Ministério da Poesia/Tristeza O Velho e o Mar 0 868 12/30/2014 - 21:16 Português
Poesia/Paixão Namorando o Sol 0 800 12/09/2014 - 20:06 Português
Poesia/Geral FOGO E AR - FIRE AND AIR 0 773 11/12/2014 - 02:26 Português
Poesia/Geral TERNURA 0 635 11/04/2014 - 23:35 Português
Poesia/Pensamentos Devaneios 0 800 10/29/2014 - 21:07 Português
Poesia/Geral Eu, Poeta 4 650 10/28/2014 - 21:36 Português
Poesia/Tristeza Andorinhas 4 983 10/28/2014 - 21:31 Português
Poesia/Pensamentos Essência de Ana 0 874 10/28/2014 - 21:28 Português
Poesia/Paixão Destino 0 908 10/27/2014 - 15:58 inglês
Ministério da Poesia/Paixão Destiny 0 1.973 10/27/2014 - 15:58 inglês
Fotos/ - 277 0 1.332 11/23/2010 - 23:34 Português
Poesia/Amor O Amor 1 832 03/06/2010 - 22:19 Português
Poesia/Geral Início de um Novo Ciclo 1 657 02/28/2010 - 14:54 Português
Poesia/Geral Noite Fria 1 863 02/28/2010 - 00:58 Português
Poesia/Aforismo Noche Fría 1 602 02/26/2010 - 13:38 Português
Poesia/Amor Acordes 1 856 02/25/2010 - 23:22 Português
Poesia/Meditação Solidão (I) 1 697 02/25/2010 - 22:46 Português
Poesia/Geral Folhas Secas - Indriso 1 843 02/25/2010 - 22:41 Português
Poesia/Geral Pensamentos - Indriso 1 628 02/25/2010 - 22:40 Português
Poesia/Geral Vinte e Quatro Horas 1 675 02/24/2010 - 19:23 Português
Poesia/Geral Virtualidade, Doença Real 1 736 02/24/2010 - 19:22 Português
Poesia/Comédia Peripécias do Tércio - II 1 723 02/24/2010 - 03:06 Português
Poesia/Geral Não Aceite Imitações 1 641 02/24/2010 - 03:05 Português
Poesia/Meditação Quem Realmente Sou 1 732 02/24/2010 - 03:04 Português
Poesia/Meditação Labirinto de Poesia 1 978 02/24/2010 - 03:02 Português