CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

CAI CHUVA EM MIM

Cai chuva miúda,
que atropela
a graúda
que fica nas nuvens,
esperando cair.
Vem suave,
mansinha,
com ar de santinha
mas vem p’ra ferir.
me enlaço
num laço,
em jeito de abraço,
em jeito de amar.
Me giro,
me viro,
e fico suspensa,
com a chuva a cansar.
Traz sabor de fel,
disfarçado de mel,
e quando desperto,
não há céu aberto,
há nuvem cinzenta.
A chuva graúda,
que já não desgruda,
cai forte, não lenta.
Então, recomeço
de novo e tropeço
tanto, que me esqueço
da chuva miúda
Que nem me saúda.

Maria Letra
Abril de 2011

Submited by

terça-feira, novembro 20, 2012 - 16:25

Poesia :

Your rating: None (1 vote)

Maria Letra

imagem de Maria Letra
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 2 semanas 5 dias
Membro desde: 11/20/2012
Conteúdos:
Pontos: 2223

Comentários

imagem de Maria Letra

Sua gentil oferta

Obrigada, poetisa Sofia. Estou a tentar não incomodar ninguém até porque é a primeira vez que eu encontro dificuldades neste tipo de sites. Mas eu vou conseguir. Basta dedicar um pouco mais do meu tempo à página, analisando ponto por ponto. É que nem sempre poderei estar aqui. Bjnhs.

imagem de Maria Letra

Um agradecimento

Muito obrigada, Sofia (pode tratar-me por Maria?). Eu estou a tentar descobrir tudo sózinha, sendo a colocação de imagens o meu problema no momento. Veremos se consigo.
Bjnhs.

imagem de Nuno Lago

CAI CHUVA EM MIM

Metáfora muito bem conseguida, Maria Letra! Hoje, já raro é que me apeteça, ou precise, de que chova em mim... As mais das vezes a chuva estraga-me o dia lol Mas as chuvas que poetaste não nos dão chance, caem, e há que arranjar abrigo. Gostei da tua Poesia.
Abraço.
Nuno

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Maria Letra

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Poetrix SE TU AMAS A CRIANÇA 0 252 03/10/2019 - 12:34 Português
Poesia/Desilusão BASTA DE GENTE A MORRER 0 272 03/10/2019 - 12:27 Português
Poesia/Poetrix SOU CONTRA! 0 298 03/10/2019 - 12:10 Português
Poesia/Poetrix É TEMPO DE AGIR 0 267 03/08/2019 - 21:13 Português
Poesia/Geral SABER SPERIOR 0 309 03/08/2019 - 20:09 Português
Poesia/Geral MULHR_VOCÊ_É_DIVINA! 0 200 03/08/2019 - 19:32 Português
Poesia/Geral PARA ALÉM DO SUPORTÁVEL 0 286 02/27/2019 - 22:37 Português
Críticas/Outros BAILE DE MÁSCARAS PERMANENTE 0 272 02/26/2019 - 00:35 Português
Poesia/Poetrix PRAGA DE CHACAIS 0 272 02/26/2019 - 00:20 Português
Poesia/Soneto TERMOS ESTRAMBÓTICOS 0 234 02/24/2019 - 11:14 Português
Poesia/Soneto VALES PELO QUE TENS 0 284 02/24/2019 - 11:07 Português
Poesia/Geral VOOS ALTOS 0 319 02/24/2019 - 10:53 Português
Poesia/Meditação SEGUIREI... 0 432 12/31/2018 - 11:46 Português
Poesia/Amor TU VIVI IN ME - (Revizione della traduzione: Carla Ghezzo) 0 401 12/28/2018 - 16:22 Português
Poesia/Poetrix QUE FUTURO? 0 367 12/16/2018 - 06:14 Português
Poesia/Intervenção O QUE QUERO ESTE NATAL 0 472 12/15/2018 - 23:12 Português
Poesia/Intervenção QUERIA O NATAL ASSIM 0 370 12/15/2018 - 08:44 Português
Poesia/Geral CORAGEM DE SER 0 381 12/15/2018 - 08:39 Português
Poesia/Geral EXEMPLO DE UM TAUTOGRAMA 0 639 12/10/2018 - 22:39 Português
Poesia/Meditação O ALÉM E EU 0 326 12/10/2018 - 19:24 Português
Poesia/Geral NATUREZA EU TE VENERO 0 384 12/10/2018 - 17:49 Português
Poesia/Meditação LUTA CONTRA O TEMPO 0 376 12/03/2018 - 23:12 Português
Poesia/Poetrix PUNIÇÃO POR TRAIÇÃO... 0 424 11/30/2018 - 18:13 Português
Poesia/Poetrix UNIÃO PERFEITA 0 529 11/30/2018 - 17:43 Português
Poesia/Soneto DEIXA-ME VIVER, Ó VIDA! 0 356 11/30/2018 - 15:54 Português