CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

CAMINHADA DE AMOR

Não fora este meu jeito de viver
despegada do infâme materialismo
em que vejo o nosso mundo se abater...
e eu me anularia neste abismo.

Não fora este meu jeito de esquecer
e até de perdoar, sem abusar-me...
...e aqueles que me magoam, sem piedade,
teriam muitas contas a prestar-me.

Não me revejo em tudo o que é vileza
e falta de respeito, ou desamor.
Assusta-me a ousadia e a ligeireza
com que é adulterado o termo AMOR.

Prezo o abraço quente de quem ama,
tanto quanto abomino o dos que odeiam
e o dos que, sequiosos, querem fama.
Em mim, os maus amantes... serpenteiam.

Bem haja quem nas trevas se faz luz
e quem, no desfolhar-se, busca Vida.
Esses, seguem na estrada que conduz
a um Amor sem conta e sem medida.

Maria Letr@
2018-10-30
Imagem: Wendy Wei

Submited by

quinta-feira, novembro 24, 2022 - 16:19

Poesia :

No votes yet

Maria Letra

imagem de Maria Letra
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 4 horas 29 minutos
Membro desde: 11/20/2012
Conteúdos:
Pontos: 2663

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Maria Letra

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Dedicado QUANDO JULGARES-ME É UM ERRO 0 4 02/03/2023 - 12:57 Português
Poesia/Geral ONDE COMEÇA A ESPERA 0 2 02/03/2023 - 12:52 Português
Poesia/Geral QUEM NÃO ESTIVER BEM... QUE SE MUDE! 0 127 11/27/2022 - 23:18 Português
Poesia/Pensamentos OS MEUS QUERERES 0 76 11/27/2022 - 21:47 Português
Poesia/Meditação SÃO AMORES_PARTES DE MIM 0 71 11/27/2022 - 21:32 Português
Prosas/Outros O EXCEPCIONAL INTÉRPRETE MUSICAL DIMASH QUDAIBERGEN 0 94 11/26/2022 - 23:57 Português
Prosas/Outros O CUSCAS QUER IR AO QATAR 0 99 11/26/2022 - 23:51 Português
Poesia/Tristeza TOXIMUNDO 0 111 11/25/2022 - 22:07 Português
Críticas/Outros AINDA O IDOSO CARENCIADO 0 131 11/25/2022 - 17:42 Português
Poesia/Meditação O OBVERSO DO UNIVERSO 0 92 11/25/2022 - 17:15 Português
Poesia/Geral CORRIDA EM DIRECÇÃO À META 0 98 11/24/2022 - 16:37 Português
Poesia/Geral CAMINHADA DE AMOR 0 152 11/24/2022 - 16:19 Português
Poesia/Tristeza O MUNDO ESTÁ DOENTE 0 128 11/24/2022 - 13:29 Português
Poesia/Tristeza O FLAGELO DA PERDA 1 709 06/17/2021 - 15:23 Português
Poesia/Geral NA MIRA DE GENTE FALSA 0 596 06/13/2021 - 20:41 Português
Poesia/Intervenção SOCIALIZAR_OU NÃO? 0 522 06/13/2021 - 20:36 Português
Poesia/Geral RENOVAÇÃO 0 683 05/27/2021 - 16:34 Português
Poesia/Intervenção AUTO DA SUBSERVIÊNCIA 0 591 05/25/2021 - 00:03 Português
Poesia/Soneto LUZ E DESAIRE 0 734 05/21/2021 - 17:32 Português
Poesia/Desilusão ESPECTRO DO QUE ME RESTA 0 675 05/06/2021 - 23:10 Português
Poesia/Soneto QUERIA SER POMBA COM ASAS DE ESTANHO 0 695 05/06/2021 - 21:29 Português
Poesia/Soneto DEIXA-ME VIVER! 2 872 04/27/2021 - 20:40 Português
Poesia/Tristeza MUITOS FORAM OS QUE PARTIRAM 0 745 04/25/2021 - 10:42 Português
Poesia/Intervenção REVOLUÇÃO 0 745 04/25/2021 - 08:39 Português
Poesia/Dedicado UM HINO À NOITE 0 806 04/22/2021 - 23:15 Português