CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

A Canção de Budapeste

 
Seria preciso cantar-te,
mas secaram as tintas e os versos.
Secaram, em farpados arames,
que mais te aprisionam
que abraçam.

Seco, ficou, o desejo de falar de tuas Csárdás,
pois já não se ouve os acordes de Liszt,
silenciados pelas bombas da intolerância
e pelo urro dos tristes ogros das fronteiras.

Talvez, nalgum tempo de outros amanhãs,
outros Cantos cantem a verde beleza
que te fez amada pelo Mundo.

Mas não agora,
pois patéticos fantasmas inumanos
acusam-te com a sombra da impiedade.

Produção e divulgação de Vera L. M. Teragosa.
Lettre la Art et la Culture
Enviado por Lettre la Art et la Culture em 18/09/2015

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para o site "www.fabiorenatovillela.com"). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

Submited by

sexta-feira, setembro 18, 2015 - 15:13

Poesia :

No votes yet

fabiovillela

imagem de fabiovillela
Offline
Título: Moderador Poesia
Última vez online: há 5 anos 44 semanas
Membro desde: 05/07/2009
Conteúdos:
Pontos: 6158

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of fabiovillela

Tópico Títuloícone de ordenação Respostas Views Last Post Língua
Poesia/Tristeza A dor fria 2 1.551 04/10/2010 - 12:14 Português
Prosas/Outros Jihadismo: contra os Muçulmanos e contra o Ocidente. 0 2.751 12/20/2015 - 19:17 Português
Poesia/Geral "El Matador" 1 1.740 02/12/2011 - 12:09 Português
Poesia/Aforismo "Vivere Est" 2 1.590 07/07/2009 - 18:57 Português
Fotos/ - 1174 0 4.117 11/24/2010 - 00:38 Português
Poesia/Geral 21 de Brasil 0 1.081 04/21/2013 - 16:14 Português
Poesia/Geral 31 de Março 0 978 03/29/2013 - 14:33 Português
Poesia/Geral 7 de Setembro 1 1.235 09/07/2009 - 23:53 Português
Poesia/Amor 72 Horas 0 1.219 04/18/2010 - 00:40 Português
Poesia/Geral A 2ª Conjugação 3 2.561 04/27/2010 - 22:19 Português
Poesia/Geral A 2ª Dose 1 2.047 02/15/2012 - 12:23 Português
Poesia/Geral A 3ª Conjugação 1 1.550 04/28/2010 - 18:26 Português
Poesia/Amor A Amada 0 1.526 02/19/2012 - 11:54 Português
Poesia/Dedicado A América de Galeano 0 1.192 04/13/2015 - 23:23 Português
Poesia/Tristeza A Angústia 0 1.716 09/28/2011 - 00:46 Português
Poesia/Dedicado A Atriz 5 1.078 10/19/2012 - 14:28 Português
Poesia/Tristeza A Atriz 0 1.025 10/24/2015 - 13:37 Português
Poesia/Soneto A Autora 3 1.256 11/05/2009 - 01:31 Português
Poesia/Geral A Ave de Arribação 0 2.686 06/20/2016 - 18:10 Português
Poesia/Soneto A Barca de Caronte 3 1.557 12/20/2009 - 03:49 Português
Poesia/Geral A Biblioteca 0 1.236 03/26/2015 - 00:46 Português
Poesia/Tristeza A Canção de Alepo 0 3.335 10/01/2016 - 22:17 Português
Poesia/Geral A Canção de Bagdá 0 932 10/31/2014 - 15:04 Português
Poesia/Tristeza A Canção de Budapeste 0 995 09/18/2015 - 15:13 Português
Poesia/Geral A Canção de Hiroshima 0 782 08/05/2015 - 20:11 Português