CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Cem Avós, Sem Netos!

Felizes daqueles que não viram ninguém partir
Esvoaçando pelo ar num rasto de fumaça,
Na emboscada liberdade ao encontro dos seus.
Aqueles, que abalaram um dia pela madrugada
E não disseram nada!
Num dia brilhante ou numa manhã cinzenta,
De sol escondido e inseguro ainda pela madrugada cerrada,
De uma chuva a premiar muito baixinho um segredo
Miudinho ao coração de quem fica.
Apenas para quedar e segurar as lágrimas
Que teimam em cair teimosas, as ingratas!
Felizes dos pequenos que na sua infância assentam os olhos
Em reconfortantes abraços nos sentidos mais apurados
Dos corpos apertados num só amor:
Aos olhos dos antigos que cá ficaram.
Nos troncos das meiguices gratificantes e sábias,
Envoltas aos ramos da grande árvore da experiência
Conhecedoras das emoções, que vos recebem de porta aberta
No conforto de palavras conselheiras.
Desgraçadamente, de quem não os teve!
Em momento algum conheceu a ternura de um abraço quente
E duradouro. Talvez lembrando o sabor a chocolate
De uma cevada acabada de preparar e ainda ferve…
Acompanha com pão cozido pela manhã,
Um pouco de queijo de ovelha e cabra
O doce de ginja e uma tigela de marmelada.
Nalguma casa humilde e pequena,
Nobre em amor, conforto e carinho
Enfeitado com o cheiro de bolinho de chocolate em pequena fatia,
Dispostas sobre a farta mesa umas douradas farófias
No paninho branco de linho bordado,
Em finas cores, ou o já remendado
Pano de algodão manchado de estar arrecadado,
Numa grosseira estopa torcida
Pelas mãos aplicadas das vossas avós!
Ai daqueles que a solidão transporta
Desconhecedores, da liberdade imposta
Desde os tempos versados na origem!
Derrotados, para onde ireis netos, sem lar de avós?
Cansados, por onde andais vós, avós… sem netos!
E quem não os tem, nunca os teve?
Premiai da vida a vossa solidão em grandiosos abraços
Em virtuosos olhares de amor em corpos meninos,
Dos rostos pousados nos braços animados.
Ai daqueles olhos novos e brilhantes
Ai daqueles outros já vividos em inquietude,
Por anos enrugados e escondidos entre os óculos
Da solidão imposta ao convívio da juventude.

Carla Bordalo

Submited by

quinta-feira, abril 29, 2010 - 05:12

Poesia :

No votes yet

mariacarla

imagem de mariacarla
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 4 anos 28 semanas
Membro desde: 01/18/2010
Conteúdos:
Pontos: 2067

Comentários

imagem de Clarisse

Re: Cem Avós, Sem Netos!

Que lindo texto Carla, tanto pela forma em si, como pelo seu significado!

Fez-me voltar à minha infancia e lembrar de outros tempos.

Lindo!
Beijo,
Clarisse

imagem de nunomarques

Re: Cem Avós, Sem Netos!

Este levo-o comigo e mais não digo por tanto o sentir.

Obrigado Carla

Beijo
Nuno

imagem de Librisscriptaest

Re: Cem Avós, Sem Netos!

Minha querida Maria Carla!
Este teu poema além da beleza e doçura extraordinária q o pautam, comoveu-me de uma forma muito especial por motivos muito pessoais, trouxe-me saudade e um sorriso!
Felizes daqueles q souberam dar valor ao mote maravilhoso do teu poema!
Beijinho tão grande em ti e abraço apertadinho!
Inês

imagem de Henrique

Re: Cem Avós, Sem Netos!

Dás voz aos avós esquecidos ou abandonados!!!

Brilhante!!!

:-)

imagem de vitor

Re: Cem Avós, Sem Netos!

Ai daqueles que a solidão transporta
Desconhecedores, da liberdade imposta
Desde os tempos versados na origem!
Derrotados, para onde ireis netos, sem lar de avós?
Cansados, por onde andais vós, avós… sem netos!

Felizes aqueles netos que foram amados pelos avós, nunca mais se vão esquecer o que é serem amados pela segunda e terceira vez por outros múltiplos pais...

Estou sem palavras.
Belo texto poético Carla.

Abraço.
Vitor.

imagem de Mefistus

Re: Cem avós, Sem Netos!

Saudades de te ler..
Assim, devagarinho, bem de macio, com suavidade.
Da mesma forma como escreves.

Por anos enrugados e escondidos entre os óculos
Da solidão imposta ao convívio da juventude.

Uma grande frase engendrada num final entusiasmante.

Gostei bastante Carla!

imagem de Anonymous

Re: Cem avós, Sem Netos!

Belo texto Ana Carla.
Virei sempre lê-la e se possível
deixar as minhas palavras e um abraço.
Até sempre!
Vóny Ferreira

imagem de ÔNIX

Re: Cem avós, Sem Netos!

Carla

Adorei o poema

Tenho 3 netos bébes e adoro estar com eles.

Pena que não tenha mais tempo disponível

Agora este teu poema fez-me lembrar os meus avós que já partiram. Tudo me sabia bem na sua companhia

beijos

Matilde D'Ônix

imagem de Gisa

Re: Cem avós, Sem Netos!

Belíssimo! Voltei à infância, nos braços de meus avós...E amo ainda mais meus queridos netos(Tenho quatro, e 48 anos...)Obrigada por esta leitura tão linda, abraços

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of mariacarla

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Soneto Amarga Desfolhagem 1 1.475 06/28/2014 - 22:08 Português
Poesia/Soneto O Teu Sorriso 0 1.481 08/03/2013 - 11:03 Português
Poesia/Soneto Se o Sol não nascer, será sempre noite 0 964 08/03/2013 - 11:01 Português
Poesia/Desilusão Nunca Mais! 0 1.844 11/11/2011 - 21:10 Português
Poesia/Pensamentos Lembranças... pensamientos 0 2.196 10/21/2011 - 21:51 Português
Poesia/Intervenção Desprovidos de capela 1 1.747 06/10/2011 - 16:47 Português
Poesia/Dedicado Saudade 1 1.338 03/15/2011 - 21:20 Português
Poesia/Dedicado Poema 0 1.727 03/15/2011 - 18:46 Português
Fotos/ - 2862 0 2.218 11/24/2010 - 00:52 Português
Fotos/ - 2863 0 1.998 11/24/2010 - 00:52 Português
Fotos/ - 2752 0 2.311 11/24/2010 - 00:51 Português
Fotos/ - 3019 0 2.476 11/24/2010 - 00:38 Português
Fotos/Natureza Rio Côa 0 1.983 11/20/2010 - 06:16 Português
Fotos/Natureza Rosa Vermelha 0 1.744 11/20/2010 - 06:16 Português
Fotos/Natureza Jasmim 0 1.888 11/20/2010 - 06:16 Português
Fotos/Natureza Flores Brancas 0 1.953 11/20/2010 - 06:16 Português
Fotos/Outros O meu cão 0 2.247 11/20/2010 - 06:16 Português
Fotos/Natureza Flor de Laranjeira 0 1.901 11/20/2010 - 06:16 Português
Fotos/Natureza Tulipas 0 2.405 11/20/2010 - 06:16 Português
Culinária/Sopas Creme com todos 0 1.443 11/19/2010 - 12:56 Português
Culinária/Saladas Salada Rápida 0 1.569 11/19/2010 - 12:56 Português
Culinária/Sobremesas Tarte de Natas 0 2.002 11/19/2010 - 12:56 Português
Críticas/Outros Restaurante Taberna 0 1.613 11/19/2010 - 02:48 Português
Críticas/Outros Restaurante Tio Mateus 0 2.364 11/19/2010 - 02:48 Português
Críticas/Outros Dia 3 0 1.834 11/19/2010 - 02:47 Português