CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

CRISE EXISTENCIAL DO PAI NATAL EM 2009...

Este ano, aquele Pai Natal famoso, por ser gordinho,
corado, bonacheirão e muito rechonchudinho,
entrou pela chaminé, num estado de fazer dó.
De barriguinha encolhida, não conseguiu descer só
e eu, que nem acredito em Pais Natal..., vi, então,
que se impunha ir ajudá-lo, senão caía no chão.
Trazia dentro do saco, promessas, muitas promessas.
Estava muito cabisbaixo. Sabia que nas cabeças
de meio mundo, a sofrer, por tanta leviandade
a que ele estava a assistir, na sua já longa idade,
havia gente que ainda esperava, apesar de tudo,
que ele trouxesse no seu saco, algum presente graúdo.
Perguntei-lhe. Porque sofres e estás tão magrito assim?
Respondeu-me: Porque tenho o meu reinado no fim.
Dantes, todos me esperavam o ano inteiro, pacientes,
agora, que eu já estou pobre e tenho poucos presentes,
ninguém quer saber de mim e já dizem que o Natal
não tem Pai, nem nunca teve. Estou lixadinho, estou mal!
Eu não tive alternativa. Puxei o peito p'ra fora,
dei-lhe o braço, ternamente, e fomos dali embora
conscientes, muito calmos, procurar um novo mundo,
sem esta vil confusão e mil defeitos de fundo,
onde a Paz seja perfeita e este doce Pai Natal
viva só para a criança, rara jóia mundial!

Maria Letra
Dezembro de 2009

Submited by

terça-feira, dezembro 11, 2012 - 23:11

Poesia :

No votes yet

Maria Letra

imagem de Maria Letra
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 2 semanas 6 dias
Membro desde: 11/20/2012
Conteúdos:
Pontos: 2218

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Maria Letra

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Prosas/Outros LENTAMENTE... MUITO LENTAMENTE... 2 3.103 12/07/2019 - 21:01 Português
Poesia/Poetrix SE TU AMAS A CRIANÇA 0 726 03/10/2019 - 12:34 Português
Poesia/Desilusão BASTA DE GENTE A MORRER 0 503 03/10/2019 - 12:27 Português
Poesia/Poetrix SOU CONTRA! 0 783 03/10/2019 - 12:10 Português
Poesia/Poetrix É TEMPO DE AGIR 0 1.362 03/08/2019 - 21:13 Português
Poesia/Geral SABER SPERIOR 0 579 03/08/2019 - 20:09 Português
Poesia/Geral MULHR_VOCÊ_É_DIVINA! 0 476 03/08/2019 - 19:32 Português
Poesia/Geral PARA ALÉM DO SUPORTÁVEL 0 607 02/27/2019 - 22:37 Português
Críticas/Outros BAILE DE MÁSCARAS PERMANENTE 0 1.176 02/26/2019 - 00:35 Português
Poesia/Poetrix PRAGA DE CHACAIS 0 630 02/26/2019 - 00:20 Português
Poesia/Soneto TERMOS ESTRAMBÓTICOS 0 902 02/24/2019 - 11:14 Português
Poesia/Soneto VALES PELO QUE TENS 0 728 02/24/2019 - 11:07 Português
Poesia/Geral VOOS ALTOS 0 847 02/24/2019 - 10:53 Português
Poesia/Meditação SEGUIREI... 0 1.501 12/31/2018 - 11:46 Português
Poesia/Amor TU VIVI IN ME - (Revizione della traduzione: Carla Ghezzo) 0 798 12/28/2018 - 16:22 Português
Poesia/Poetrix QUE FUTURO? 0 830 12/16/2018 - 06:14 Português
Poesia/Intervenção O QUE QUERO ESTE NATAL 0 984 12/15/2018 - 23:12 Português
Poesia/Intervenção QUERIA O NATAL ASSIM 0 839 12/15/2018 - 08:44 Português
Poesia/Geral CORAGEM DE SER 0 815 12/15/2018 - 08:39 Português
Poesia/Geral EXEMPLO DE UM TAUTOGRAMA 0 1.290 12/10/2018 - 22:39 Português
Poesia/Meditação O ALÉM E EU 0 844 12/10/2018 - 19:24 Português
Poesia/Geral NATUREZA EU TE VENERO 0 1.327 12/10/2018 - 17:49 Português
Poesia/Meditação LUTA CONTRA O TEMPO 0 673 12/03/2018 - 23:12 Português
Poesia/Poetrix PUNIÇÃO POR TRAIÇÃO... 0 1.085 11/30/2018 - 18:13 Português
Poesia/Poetrix UNIÃO PERFEITA 0 954 11/30/2018 - 17:43 Português