CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Enxugando-me em êxtase

Enxugando-me em êxtase

Sugaste minha energia até o limite, devoraste-me
tanto!!!!!

Ia enxugando-me em êxtase, eu me permitia delírios celestiais ao sabor da sua pele que me cobria com o manto santo ao gosto do fruto proibido.

Meu ser penetrava ao seu regado a doces lambidas
em meus ouvidos.

Naveguei nos mares da paixão me vi febril de amores e desejo por você.

Desfaleci-me com simples fato de te possuir por
inteira, me deixaste ver o gosto gostoso e verdadeiro.

Comeste-me por completo o meu nu cru por parte
e como na arte depois por inteiro.

Fomos voltamos, voltamos e fomos praticando a
invasão permitida.

Degustando o amor com amor na vida, mesmo
variando o de costume.

Brilhaste mais que estrela cadente, me “atracou”
fervorosamente com os dentes.

Fizeste caminhos longos com suas unhas afiadas.

Feito um louco dei loucas risadas, rolamos em
lençóis de seda que se deslizavam em sua pele
macia.

Meus prazeres da carne novamente se escarneciam.

Nosso delírio desnudo nos permitia um tanto
qualquer de tudo.

Amanhecemos abraçados semi-mortos na carne
e entrelaçado na alma.

O NOVO POETA. (W.Marques).

O NOVO POETA.(W.Marques).

Submited by

quarta-feira, junho 10, 2009 - 19:11

Poesia :

No votes yet

onovopoeta

imagem de onovopoeta
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 1 ano 14 semanas
Membro desde: 04/19/2009
Conteúdos:
Pontos: 1469

Comentários

imagem de meninadorio

Re: Enxugando-me em êxtase

Acesso restrito??? Quase que num entro...
Uhh!!!!! erotismo à flor da pele!
Good!

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of onovopoeta

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Pensamentos Santo do pau oco 0 851 11/03/2018 - 20:51 Português
Poesia/Geral Gemas acabrunhadas 0 619 10/19/2018 - 13:06 Português
Poesia/Geral Receio do remate 1 1.513 10/15/2018 - 15:47 Português
Poesia/Meditação Talvez um anjo 1 909 10/15/2018 - 15:46 Português
Poesia/Meditação Oscilação 1 1.537 10/15/2018 - 15:45 Português
Poesia/Geral Dito-cujo 2 928 10/15/2018 - 15:43 Português
Poesia/Geral Abstrato 2 1.290 03/15/2018 - 08:42 Português
Poesia/Amor Sobejar de paixão 2 549 03/15/2018 - 08:41 Português
Poesia/Geral Beiços de homens 1 635 02/27/2018 - 10:37 Português
Poesia/Meditação Morte e vida 1 1.422 02/27/2018 - 10:36 Português
Poesia/Amor Pétalas do amor 1 791 01/22/2018 - 13:58 Português
Poesia/Meditação 10 graças 1 892 05/29/2016 - 12:03 Português
Poesia/Geral Sinfônica saúde 0 791 04/22/2016 - 14:02 Português
Poesia/Geral Santas descabidas 0 842 02/21/2016 - 19:22 Português
Poesia/Amor Vinho triste 0 1.064 02/21/2016 - 19:20 Português
Poesia/Amor Lucidez abstrusa 0 1.575 12/24/2015 - 11:19 Português
Poesia/Geral Oportunista 0 838 11/07/2015 - 21:42 Português
Poesia/Geral Fluidos mínimos 0 926 09/23/2015 - 10:55 Português
Poesia/Geral Mortos odoríferos 0 1.238 07/21/2015 - 10:30 Português
Poesia/Amor Princesa do gueto (A morte da princesa). 0 1.241 06/13/2015 - 18:21 Português
Poesia/Meditação Dias encafifados 0 1.161 04/29/2015 - 11:07 Português
Poesia/Amor Amor de seis rimas 0 1.299 03/27/2015 - 11:29 Português
Poesia/Geral Mortos do vaso 0 1.087 02/15/2015 - 12:26 Português
Poesia/Amor Memórias de girasol 0 943 01/15/2015 - 10:12 Português
Poesia/Fantasia Luzes dos lampiros 0 1.056 12/23/2014 - 13:55 Português