CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

O MUNDO ESTÁ DOENTE

No ano dois mil e dezoito,
sentia-se que, no país,
estávamos feitos num oito,
mas não haveria embromas
com um declarado cariz
de preocupantes sintomas...
Tais sinais eram diferentes,
em quem quer dominar o mundo.
Revelavam-se evidentes!
Ocultaram-se mil perguntas
- que prosseguirão sem resposta.
Hoje mais parecem defuntas.
E... em dois mil e dezanove,
foi declarada a suposta
peste,  que move... e remove.
Em dois mil e vinte e dois,
paira um penoso mistério
pelo que se passou depois
da aplicação de vacinas,
deixando um rasto funéreo
em meninos e meninas.
Por infindáveis mutações,
aqueles que vivos estão,
têm fundadas pretensões,
de saber por que não resulta
só uma inoculação,
em cada pessoa adulta.
Resta-nos, então - já se vê -
saber quando irão parar
de dar vacinas... pra quê?
Até jovens vão perecendo?
Onde iremos acabar?
A vida não está vencendo!
Reina um desaire escabroso,
que acaba fazendo mal.
Mesmo que o vírus, teimoso,
acabasse por regredir.
há uma verdade geral:
o mundo está a sucumbir.

Maria Letr@
2022-11-20
Imagem: Mikhail Nilov

Submited by

quinta-feira, novembro 24, 2022 - 13:29

Poesia :

No votes yet

Maria Letra

imagem de Maria Letra
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 4 horas 30 minutos
Membro desde: 11/20/2012
Conteúdos:
Pontos: 2663

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Maria Letra

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Dedicado QUANDO JULGARES-ME É UM ERRO 0 4 02/03/2023 - 12:57 Português
Poesia/Geral ONDE COMEÇA A ESPERA 0 2 02/03/2023 - 12:52 Português
Poesia/Geral QUEM NÃO ESTIVER BEM... QUE SE MUDE! 0 127 11/27/2022 - 23:18 Português
Poesia/Pensamentos OS MEUS QUERERES 0 76 11/27/2022 - 21:47 Português
Poesia/Meditação SÃO AMORES_PARTES DE MIM 0 71 11/27/2022 - 21:32 Português
Prosas/Outros O EXCEPCIONAL INTÉRPRETE MUSICAL DIMASH QUDAIBERGEN 0 94 11/26/2022 - 23:57 Português
Prosas/Outros O CUSCAS QUER IR AO QATAR 0 99 11/26/2022 - 23:51 Português
Poesia/Tristeza TOXIMUNDO 0 111 11/25/2022 - 22:07 Português
Críticas/Outros AINDA O IDOSO CARENCIADO 0 131 11/25/2022 - 17:42 Português
Poesia/Meditação O OBVERSO DO UNIVERSO 0 92 11/25/2022 - 17:15 Português
Poesia/Geral CORRIDA EM DIRECÇÃO À META 0 98 11/24/2022 - 16:37 Português
Poesia/Geral CAMINHADA DE AMOR 0 152 11/24/2022 - 16:19 Português
Poesia/Tristeza O MUNDO ESTÁ DOENTE 0 128 11/24/2022 - 13:29 Português
Poesia/Tristeza O FLAGELO DA PERDA 1 709 06/17/2021 - 15:23 Português
Poesia/Geral NA MIRA DE GENTE FALSA 0 596 06/13/2021 - 20:41 Português
Poesia/Intervenção SOCIALIZAR_OU NÃO? 0 522 06/13/2021 - 20:36 Português
Poesia/Geral RENOVAÇÃO 0 683 05/27/2021 - 16:34 Português
Poesia/Intervenção AUTO DA SUBSERVIÊNCIA 0 591 05/25/2021 - 00:03 Português
Poesia/Soneto LUZ E DESAIRE 0 734 05/21/2021 - 17:32 Português
Poesia/Desilusão ESPECTRO DO QUE ME RESTA 0 675 05/06/2021 - 23:10 Português
Poesia/Soneto QUERIA SER POMBA COM ASAS DE ESTANHO 0 695 05/06/2021 - 21:29 Português
Poesia/Soneto DEIXA-ME VIVER! 2 872 04/27/2021 - 20:40 Português
Poesia/Tristeza MUITOS FORAM OS QUE PARTIRAM 0 745 04/25/2021 - 10:42 Português
Poesia/Intervenção REVOLUÇÃO 0 745 04/25/2021 - 08:39 Português
Poesia/Dedicado UM HINO À NOITE 0 806 04/22/2021 - 23:15 Português