Despedida

Passavas quieto de passos largos
Calmo e tranqüilo seguias teu caminho
Olhaste-me sereno, triste e destemido
Mal saberia que jamais voltaria a te ver
Dizias algo no teu olhar que a alma me penetrava
Indecifrável, demorado, flamejante e ardente
Era uma despedida e eu nem percebia
Nunca mais te veria, naquele dia partirias
Tua presença ora tão presente desapareceria
Nossos encontros não mais se dariam
Tranquilo e manso partirias sem marcas
Sem adeus, sem despedidas só partirias
Simplesmente jamais te encontraria
Sobraria só a lembrança e tristeza
Daquele olhar daquele dia, que por mim passaste
Não era hora nem tempo de partida
Mas aquele olhar algo me dizia
Simplesmente me deixarias não mais te veria
Sem tua presença destemida me perderia
Tua força desapareceria teu poder acabaria
A despedida foi só um olhar longo e triste
Que levarei sempre comigo no espelho de minha alma

Submited by

Miércoles, Julio 8, 2009 - 04:11

Poesia :

Sin votos aún

marialds

Imagen de marialds
Desconectado
Título: Membro
Last seen: Hace 2 años 19 semanas
Integró: 03/31/2009
Posts:
Points: 2887

Comentarios

Imagen de Poetaminas

Re: Despedida

Era uma despedida e eu nem percebia
Nunca mais te veria, naquele dia partirias

Este poema me fez sentir uma despedida definitiva, com a morte, não é?
Nunca sabemos qual será nossa última oportunidade de ter alguém ou de vê-la, mas mesmo assim, não pensamos que amanhã poderemos estar arrependidos de não termos feito alguma coisa, mesmo que fosse a última.
Muito triste, mas muito bonito, amiga! beijos

Imagen de marialds

Re: Despedida

Realmente cara Neuza Maria foi uma morte.
A morte é um percalce da vida e um enlace com eternidade do jamais ver.

Imagen de meninadorio

Re: Despedida

Partidas sempre deixam um vazio, mas sempre haverá a possibilidade de um novo encontro.

Add comment

Inicie sesión para enviar comentarios

other contents of marialds

Tema Título Respuestas Lecturas Último envíoordenar por icono Idioma
Poesia/Tristeza Separação 0 1.082 07/22/2015 - 19:11 Portuguese
Poesia/General Veja 0 1.468 07/19/2014 - 02:55 Portuguese
Prosas/Pensamientos Pensamentos 0 1.055 03/02/2014 - 01:55 Portuguese
Prosas/Pensamientos Pensamentos 0 1.358 03/02/2014 - 01:47 Portuguese
Prosas/Pensamientos Pensamentos 0 1.062 03/02/2014 - 01:41 Portuguese
Prosas/Pensamientos Pensamentos 1 1.706 12/20/2013 - 20:17 Portuguese
Prosas/Otros Frase 0 1.218 11/27/2013 - 23:50 Portuguese
Fotos/Naturaleza Flores popularmente chamadas de "Damas da Noite" 0 2.069 11/27/2013 - 23:44 Portuguese
Poesia/General Noite de Solidão 0 1.527 11/27/2013 - 22:23 Portuguese
Poesia/General Fria Madrugada 2 1.831 11/27/2013 - 21:34 Portuguese
Poesia/General Cotidiano 2 1.444 11/17/2013 - 23:57 Portuguese
Poesia/Fantasía Ser em Sombras 0 1.089 05/11/2013 - 23:30 Portuguese
Poesia/General A Flor da Pele 2 1.474 06/24/2012 - 20:48 Portuguese
Poesia/General Solidão de nos Dois. 2 1.277 06/17/2012 - 19:39 Portuguese
Poesia/General Passagem 0 1.071 06/17/2012 - 01:57 Portuguese
Poesia/General Momentos 1 1.690 03/30/2012 - 09:04 Portuguese
Poesia/General Teu Perfume 0 1.628 03/30/2012 - 04:04 Portuguese
Poesia/General Espectro 0 1.340 03/30/2012 - 03:56 Portuguese
Poesia/General Na Face do Menino 2 1.515 01/22/2012 - 02:59 Portuguese
Poesia/General Tombados 0 1.118 01/21/2012 - 02:32 Portuguese
Fotos/Paisaje Estrada de nuvens. 0 3.158 01/15/2012 - 21:38 Portuguese
Poesia/Haiku Sem Titulo 0 1.488 01/15/2012 - 21:00 Portuguese
Poesia/Haiku Sem Título 0 1.178 01/15/2012 - 20:59 Portuguese
Poesia/Tristeza Apenas Lembranças 0 1.263 01/15/2012 - 20:56 Portuguese
Poesia/Soneto Livro de bolso 0 2.532 09/17/2011 - 04:15 Portuguese