CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Ad Infinitum

Saudade é grito
Dado no
infinito
Em sonho que ninguém me espera

É lembrar de céus em esferas
Cornucópias a mil
Flores mortas

Saudade é meu chão
Porque não tenho outro
Lembranças
Que só esqueço,
Se de mim, esquecer

São vidas que guardo
Em tantos, que ali
Quereriam morrer...

Saudade é meu
Grito!

Gravado no infinito.
 

Submited by

quinta-feira, abril 7, 2011 - 00:54

Poesia :

Your rating: None (1 vote)

MariaButterfly

imagem de MariaButterfly
Offline
Título: Moderador Vídeos
Última vez online: há 7 anos 26 semanas
Membro desde: 08/02/2010
Conteúdos:
Pontos: 1428

Comentários

imagem de cmcmachado

poemas

Verdade, MARIA, SAUDADE é meu chão também , pois foi o que vivi intensamente e divinamente sem arrependimentos , só saudades, somente ela, dói, no peito como se tivesse uma navalha cortando, mas é uma ferida mal curada pois quero ela assim!

imagem de MariaButterfly

penso que as vezes as

penso que as vezes as saudades é dos

é dos sentimentos, que mais doi.

 

gostei, das tuas palavras.

obrigada.

 

beijos

imagem de MariaButterfly

pois o pior é que não

pois o pior é que não caia...

no infinito.

 

obrigado,

por passares por aqui.

 

beijos

imagem de SuzeteBrainer

Querida Maria, Belo o teu

Querida Maria,

Belo o teu poema que num tom melancólico canta uma saudade de um coração que sangra...

Sempre é muito especial para mim ler a tua bela e singular poesia! 

smileyBeijo.

imagem de MariaButterfly

obrigada, é muito bom pra

obrigada,

é muito bom pra mim, saber que minhas poesias tem um toque

especial em ti.

assim, como saber que me lês.

 

beijos

imagem de rainbowsky

Infinito...

 

Saudade é grito ( em muitas formas podemos descrever a saudade, mas não há nenhuma que consiga explicá-la com certezas! O grito é a forma de expressar essa revolta (ou não) de um sentimento que fervilha e nos inquieta.


Dado no
infinito ( é dado no infinito segundo que se segue ao anterior e antes que venha o próximo. Tão vasto pode ser esse instante como uma vida inteira de espera)


Em sonho que ninguém me espera (Um sonho criado em ti, um desejo intenso, mas com a crua certeza de que não te esperam. Ou pelo menos quem desejavas que esperasse...)


É lembrar de céus em esferas (E porque são esferas rolam, e porque rolam mudam de lugar mais facilmente. As lembranças podem ser boas ou más, mas há aquelas que sejam de umas ou ou de outras ficam para sempre)


Cornucópias a mil ( Diria que a mil é pouco, é mais veloz, nem se pode ver num raio de luz)


Flores mortas (O perfume transforma-se. Pode se amargura, pode ser tortura. As flores podem até estar bem vivas, mas parecem mortas diante daquilo quw nos vai na alma)


Saudade é meu chão
Porque não tenho outro   (Quando se sente saudade vive-se com ela constantemente. Se pisamos um chão, dadas as circunstâncias tem de ser assim. Mas há um chão que é interior, que dilacera e se arrasta como a lama em dias de tempestade)


Lembranças
Que só esqueço,
Se de mim, esquecer (ESpero que nao te esqueças de ti, mesmo que tenhas de "pagar" com a manutenção dessas lembranças. Boas? Óptimo! Más? Aprender a lidar com elas... ou tentar)


São vidas que guardo
Em tantos, que ali
Quereriam morrer...

(Vidas... vidas... tanto se pode escrever sobre elas, mas nada é certo, apenas que a morte há-de chegar quer ser queira quer não)

 


Saudade é meu
Grito!
Gravado no infinito. (Gostei verdadeiramente deste final e mostra bem o porquê do título. Que a saudade que graves no infinito seja sempre um grito de ternura!)

 

 

Gostei de ler!

Beijo*

 

imagem de MariaButterfly

obrigada, pelo resumo

obrigada, pelo resumo que

fazes do meu poema,

 

do que dizes no fim:

Gravado no infinito. (Gostei verdadeiramente deste final e mostra bem o porquê do título. Que a saudade que graves no infinito seja sempre um grito de ternura!)

este não me parece um grito de ternura só de lembrança.

 

beijos

imagem de antonioduarte

Olá MariaButterfly, Muito

Olá MariaButterfly,

Muito profundo, seu poema, de pura beleza fluído.

Tal como digo: A tristeza do poeta pode ser alma de profeta.

Parabéns. PALMAS!

Grande abraço.

imagem de MariaButterfly

obrigado, pela tua leitura,

obrigado,

pela tua leitura, e por teres

gostado!

quanto as palmas,agradeço

mas eu dou as a ti

que as mereçes, bem mais

que eu,

 

beijos e abraços

imagem de antonioduarte

Muito obrigado; palmas e palavras.

Quanta gentileza; admiro esse tipo de modéstia.

***

"Mais palmas são merecidas

Por teu gesto de voz alada

Palavras feitas e convertidas

Em modéstia proclamada."

***

 

Abraços e beijos recebidos.

Saúde e muita inspiração.

Fica bem

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of MariaButterfly

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Geral Em Espelhos partidos Existem sempre reflexos Reflectidos 15 2.507 03/06/2018 - 19:56 Português
Poesia/Tristeza Vingo-me 2 2.353 02/27/2018 - 11:33 Português
Poesia/Dedicado Templo de Alma 4 1.092 06/29/2012 - 21:56 Português
Poesia/Geral Nenhuma noite é Eterna 6 946 06/26/2012 - 22:28 Português
Poesia/Geral Tu, tu fazes-me falta 14 1.922 06/26/2012 - 22:27 Português
Poesia/Fantasia Serei...Sou uma Borboleta! 7 1.746 06/26/2012 - 22:26 Português
Poesia/Geral A Perfeição é uma flor chamada Amor 11 965 06/24/2012 - 19:20 Português
Poesia/Geral Fôlego Luz Vida 6 859 05/23/2012 - 22:52 Português
Poesia/Geral Sonho? 4 1.150 05/15/2012 - 22:14 Português
Poesia/Geral No meu último Ritmo ressuscita-me 13 1.888 05/12/2012 - 22:13 Português
Poesia/Geral Em Ti existe um Fascínio 16 2.760 05/05/2012 - 23:00 Português
Poesia/Geral És Poesia 11 1.964 05/05/2012 - 22:57 Português
Poesia/Geral Guiões são Guiões 10 1.201 05/01/2012 - 23:39 Português
Poesia/Geral A Corda que te Dou 21 1.668 04/20/2012 - 22:23 Português
Poesia/Geral Faria um Relógio de Sol pra me iluminares 6 1.293 04/11/2012 - 22:08 Português
Poesia/Geral Longe é o tempo que Te traduz 6 1.407 04/04/2012 - 23:26 Português
Poesia/Geral Partiste na Noite calaram-se os Pássaros 8 1.050 03/29/2012 - 23:14 Português
Poesia/Geral Gélida ilusão de Ti 14 1.777 03/29/2012 - 00:42 Português
Poesia/Geral Só metade tem a Luz 11 1.174 02/29/2012 - 14:51 Português
Poesia/Geral Todas as tuas Velas estão apagadas 6 962 02/12/2012 - 22:35 Português
Poesia/Geral Horizonte em Fogo 8 1.533 01/21/2012 - 22:37 Português
Poesia/Geral Poema gráfico- Sou (quero) 4 3.065 11/30/2011 - 00:17 Português
Poesia/Geral A Verdade da Alma que habita em Mim 16 1.899 10/28/2011 - 22:04 Português
Fotos/Outros Goodbye 2 2.595 10/24/2011 - 23:58 Português
Poesia/Tristeza Em Gelo Ponto de Fusão 6 1.860 10/07/2011 - 22:50 Português