CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Clandestino (viajante) - Bernardo Almeida

Clandestino (viajante)

Sou o pó da raiz triturada pela sede,
Saturada pelo sol e nutrida pelo esterco
Falo grave neste chão árido e severo
Ao qual lanço o meu olhar
Descansado sob o mel que derrama
Sobre as cercas de calor desumano
Tão irônico, lacônico e desgastado
Quanto as fardas de uma tortura condecorada
Guardo então as medalhas que recebi da Terra e do mérito
Fruto cadente da árvore do orgulho alheio
E sinto o caule do sucesso, sempre ascendente
Encontrar o recesso no topo carente da alma do lutador
Escondido na transitoriedade da sensibilidade de um trovador
Que se aventura na estrada das emoções
Plantando saudade no seio da colheita repartida
Enjaulada na seleção inusitada do cantil da liberdade
 

Bernardo Almeida

Submited by

segunda-feira, fevereiro 28, 2011 - 01:19

Poesia :

No votes yet

Bernardo Almeida

imagem de Bernardo Almeida
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 8 anos 1 semana
Membro desde: 02/08/2011
Conteúdos:
Pontos: 336

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Bernardo Almeida

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Pensamentos Aos 29 - Bernardo Almeida 0 481 02/28/2011 - 01:31 Português
Poesia/Paixão Au revoir! - Bernardo Almeida 0 293 02/28/2011 - 01:27 Português
Poesia/Pensamentos Conforto passageiro 0 365 02/28/2011 - 01:26 Português
Poesia/Paixão Encontro surpresa 0 467 02/28/2011 - 01:26 Português
Poesia/Dedicado Debate 0 469 02/28/2011 - 01:25 Português
Poesia/Fantasia Duplo - Bernardo Almeida 0 508 02/28/2011 - 01:24 Português
Poesia/Paixão Fumaça 0 483 02/28/2011 - 01:23 Português
Poesia/Paixão O segundo toque 0 452 02/28/2011 - 01:23 Português
Poesia/Pensamentos Enganados 0 550 02/28/2011 - 01:22 Português
Poesia/Amor Permuta 0 411 02/28/2011 - 01:22 Português
Poesia/Pensamentos Mundo inundado 0 313 02/28/2011 - 01:21 Português
Poesia/Paixão Profecia 0 412 02/28/2011 - 01:21 Português
Poesia/Paixão Múltipla (transcendental) 0 294 02/28/2011 - 01:20 Português
Poesia/Intervenção Clandestino (viajante) - Bernardo Almeida 0 535 02/28/2011 - 01:19 Português
Poesia/Desilusão Desnutrição 0 702 02/28/2011 - 01:18 Português
Poesia/Paixão Precipício 0 251 02/28/2011 - 01:18 Português
Poesia/Pensamentos Mutação 0 290 02/28/2011 - 01:17 Português
Poesia/Pensamentos Vigarista 0 219 02/28/2011 - 01:16 Português
Poesia/Paixão Sem destino 0 326 02/28/2011 - 01:16 Português
Poesia/Paixão Pacífico - Bernardo Almeida 0 274 02/28/2011 - 01:15 Português
Poesia/Gótico Nem um, nem outro - Bernardo Almeida 0 317 02/28/2011 - 01:14 Português
Poesia/Gótico De lado 0 478 02/28/2011 - 01:14 Português
Poesia/Paixão Incógnita 0 303 02/28/2011 - 01:13 Português
Poesia/Comédia Despedida 0 416 02/28/2011 - 01:13 Português
Poesia/Paixão Perplexo - Bernardo Almeida 0 404 02/28/2011 - 01:12 Português