CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Duplo - Bernardo Almeida

Duplo

Escuto um soluço insistente vindo da sala
Talvez seja a Lua aflita pelos trovões
Que cercam-na em forma de pensamentos
E há também uma estrela que chora em meu quarto
Deita sobre a minha cama pontualmente às dez
E deixa brotar a crise de todos os amantes abandonados e traídos

O meu quintal é um cemitério de carros roubados
No qual abundam esqueletos metálicos
Que ordinariamente reluzem formando um bizarro carrossel
De seres com cabeça de animal e corpo de homem
Conduzidos invariavelmente pelos dedos da vergonha, da decepção e do arrependimento

Brado então, em desesperado clamor, pelo Sol
Que sempre ascende quando apago
Mas ele parece não me atender
O pedido que faço está fora do seu imutável turno
E, enquanto espero, tento expurgar a minha dor
Para consolar a Lua e enxugar a lágrima da estrela depressiva que me guia

Bernardo Almeida

Submited by

segunda-feira, fevereiro 28, 2011 - 02:24

Poesia :

No votes yet

Bernardo Almeida

imagem de Bernardo Almeida
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 8 anos 27 semanas
Membro desde: 02/08/2011
Conteúdos:
Pontos: 336

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Bernardo Almeida

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Pensamentos Aos 29 - Bernardo Almeida 0 526 02/28/2011 - 02:31 Português
Poesia/Paixão Au revoir! - Bernardo Almeida 0 358 02/28/2011 - 02:27 Português
Poesia/Pensamentos Conforto passageiro 0 381 02/28/2011 - 02:26 Português
Poesia/Paixão Encontro surpresa 0 534 02/28/2011 - 02:26 Português
Poesia/Dedicado Debate 0 520 02/28/2011 - 02:25 Português
Poesia/Fantasia Duplo - Bernardo Almeida 0 570 02/28/2011 - 02:24 Português
Poesia/Paixão Fumaça 0 537 02/28/2011 - 02:23 Português
Poesia/Paixão O segundo toque 0 493 02/28/2011 - 02:23 Português
Poesia/Pensamentos Enganados 0 594 02/28/2011 - 02:22 Português
Poesia/Amor Permuta 0 458 02/28/2011 - 02:22 Português
Poesia/Pensamentos Mundo inundado 0 352 02/28/2011 - 02:21 Português
Poesia/Paixão Profecia 0 451 02/28/2011 - 02:21 Português
Poesia/Paixão Múltipla (transcendental) 0 361 02/28/2011 - 02:20 Português
Poesia/Intervenção Clandestino (viajante) - Bernardo Almeida 0 593 02/28/2011 - 02:19 Português
Poesia/Desilusão Desnutrição 0 723 02/28/2011 - 02:18 Português
Poesia/Paixão Precipício 0 270 02/28/2011 - 02:18 Português
Poesia/Pensamentos Mutação 0 320 02/28/2011 - 02:17 Português
Poesia/Pensamentos Vigarista 0 254 02/28/2011 - 02:16 Português
Poesia/Paixão Sem destino 0 377 02/28/2011 - 02:16 Português
Poesia/Paixão Pacífico - Bernardo Almeida 0 296 02/28/2011 - 02:15 Português
Poesia/Gótico Nem um, nem outro - Bernardo Almeida 0 360 02/28/2011 - 02:14 Português
Poesia/Gótico De lado 0 497 02/28/2011 - 02:14 Português
Poesia/Paixão Incógnita 0 347 02/28/2011 - 02:13 Português
Poesia/Comédia Despedida 0 478 02/28/2011 - 02:13 Português
Poesia/Paixão Perplexo - Bernardo Almeida 0 443 02/28/2011 - 02:12 Português