CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Para te amar...

No tribunal
dos meus sentimentos és culpado,
réu acusado de paixão pela investigação
dos meus olhos.

Roubaste
premeditadamente
o meu respirar com a tua boca,
raptas-te toda a minha atenção
pela calada de um silêncio que expos
toda a verdade do teu ser bonito,
fascinando todos os contextos do meu género.

Agora
serás julgado
pelos testemunhos
do amor que confirma
as provas principais deste julgamento,
aonde a tua defesa é me amar.

Serás condenado
a prisão perpétua nas celas
de veludo do meu peito,
arguido da minha liberdade…

…para te amar!

Submited by

quarta-feira, abril 1, 2009 - 22:00

Poesia :

No votes yet

mariamateus

imagem de mariamateus
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 37 semanas 5 dias
Membro desde: 02/24/2009
Conteúdos:
Pontos: 2987

Comentários

imagem de Conchinha

Re: Para te amar...

Boa punição.
bjs

imagem de Henrique

Re: Para te amar...

No tribunal
dos meus sentimentos és culpado!!!

Confesso, cela-me no veludo do teu peito...

Je t´aime. 8-)

imagem de PolianaRodrigues

Re: Para te amar...

Que lindo!!
este é um crime que todos deviam cometer, a paixão, o árduo amor, pois a sentença é um deleite.
Abraços,

imagem de mariamateus

Re: Para te amar...

Sem ti na minha vida nada disto faria sentido!

Obrigado pela redescoberta de um sentimento
que jamais pensava que acordasse de novo!

Para ti que és um ser especial... Rick 8-)

imagem de jopeman

Re: Para te amar...

Bela sentença que determinaste, a pena máxima... o amor.
Bjo

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of mariamateus

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Amor MORRO ENTRE PALAVRAS QUE NADA TE DIZEM 1 1.479 02/26/2018 - 12:29 Português
Poesia/Dedicado RECORDAR-TE É UMA CONSTANTE 2 1.949 07/01/2013 - 20:10 Português
Poesia/Tristeza OLHO-ME 1 1.928 04/01/2013 - 08:37 Português
Poesia/Desilusão RODOPIAM COMO PEÕES 0 2.098 03/30/2013 - 19:55 Português
Poesia/Tristeza LÁGRIMAS 1 1.511 03/25/2013 - 17:15 Português
Poesia/Tristeza EM SAUDADE ME DERRAMO PELO TEMPO 1 1.641 03/16/2013 - 21:59 Português
Poesia/Desilusão QUEBRADA 1 2.011 03/08/2013 - 20:35 Português
Poesia/Tristeza PERDIDA 0 1.173 03/08/2013 - 01:12 Português
Poesia/Tristeza NOITE ADENTRO 4 2.197 03/05/2013 - 21:05 Português
Poesia/Tristeza NADA ME CONFORTA 1 1.779 03/05/2013 - 21:02 Português
Poesia/Tristeza LUAR QUE ABRAÇA MEUS OMBROS 0 1.386 03/02/2013 - 00:09 Português
Poesia/Tristeza CONTADAS DORES … 0 1.459 02/11/2013 - 12:26 Português
Poesia/Amor TEU BEIJO EM MIM 0 1.882 02/07/2013 - 14:34 Português
Poesia/Tristeza SAUDADES QUE ME CERRAM OS OLHOS 2 2.174 01/14/2013 - 21:11 Português
Poesia/Amor OLHOS PARADOS 0 2.176 12/09/2012 - 17:03 Português
Poesia/Paixão LUA MINHA 1 1.857 12/08/2012 - 23:35 Português
Poesia/Amor OLHA-ME NOS OLHOS 0 1.593 12/07/2012 - 15:59 Português
Poesia/Amor MAIS DO QUE O SOL ESCONDE A NOITE 0 2.192 12/06/2012 - 19:35 Português
Poesia/Meditação SILENCIOSA NOITE 2 1.804 12/06/2012 - 18:30 Português
Poesia/Tristeza ENTRE AS PAREDES DO MEU QUARTO 0 1.773 12/04/2012 - 18:11 Português
Poesia/Meditação AO SABOR DO TEMPO 0 2.451 11/29/2012 - 19:41 Português
Poesia/Amor BEIJO RECHEADO DE DESEJO 1 1.652 11/26/2012 - 18:50 Português
Poesia/Tristeza DESSE MAR DE SAUDADE 1 2.301 09/30/2012 - 21:33 Português
Poesia/Meditação ESSA QUE DORME AO COLO DA NOITE 1 2.388 09/25/2012 - 01:47 Português
Poesia/Meditação FRÁGEIS DEDOS 1 1.938 09/18/2012 - 21:32 Português