CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

PARTIR




Partir

 

Quando a saudade atormenta e a dor não passa,

De quem se ama e partiu um tanto à pressa,

Os olhos choram, o coração dói de saudade,

Esperando o regresso, enquanto cresce a idade,

Mas o tempo, lentamente vai curando,

Mas vai sempre doendo, não se sabe até quando.

 

Enquanto a memória não se habitua à sua falta,

A dor e a saudade continuam em alta,

E se as lágrimas fossem contadas, caídas no chão,

Formariam um rio de saudade que inundaria o coração,

Mas lembranças de quem partiu vão sumindo,

No pouco tempo que se tem e vão fugindo.

 

Mas quando o amor é forte e a dor não quer partir,

Durante muito tempo se vai sentir,

A dor e a saudade o coração vai atormentando,

Enquanto o tempo que se tem vai passando,

E as lágrimas vão continuando a cair no chão,

Que atormenta tanto, a alma e o coração.

 

Quando o tempo leva o amor e não vai voltar,

A saudade e a dor insistem em ficar,

Pode-se levar a vida que ficou para a solidão,

E esta escolha, é sinal que não há resignação,

E a saudade e a dor que ficaram podem partir também,

Antes do tempo para fazer companhia a esse alguém.

 

Quando a mente não é forte e não se conforma,

Com a partida que quem amamos neste agora,

A saudade e a dor podem também matar,

E já não se vai estar vivo para poder chorar,

A partida urgente a quem a Natureza chamou,

E já não vai haver lágrimas no chão, tudo acabou.

 

A dor e a saudade, elas fazem parte da vida,

E mais tarde ou mais cedo tudo está de partida,

É uma certeza que faz doer a alma, é concreta,

Quem não se habitua a esta intrínseca meta,

Vai carregando a vida como um fardo que flagela,

Com o medo da certeza e não vive a vida que é tão bela.

 

 

 

Tavira, 6 de Setembro de 2011-Estêvão

 

 

 

Submited by

sábado, agosto 17, 2013 - 10:14

Poesia :

No votes yet

José Custódio Estêvão

imagem de José Custódio Estêvão
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 17 semanas 4 dias
Membro desde: 03/14/2012
Conteúdos:
Pontos: 7749

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of José Custódio Estêvão

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Meditação Pensamento 0 340 12/20/2019 - 17:18 Português
Poesia/Meditação Pensamento 0 212 12/20/2019 - 17:13 Português
Poesia/Amor Três coisas 2 257 12/12/2019 - 18:00 Português
Poesia/Geral AS ONDS DO MAR 5 2.397 12/09/2019 - 13:23 Português
Poesia/Fantasia O MEU NOME 0 891 12/14/2018 - 11:36 Português
Poesia/Meditação O TEMPO LEVA TUDO 0 1.152 09/28/2018 - 15:56 Português
Prosas/Pensamentos 34- O HOMEM 6 1.683 03/21/2018 - 16:04 Português
Poesia/Amor VERMELHO 0 1.364 09/04/2017 - 10:13 Português
Poesia/Amor UMA ORQUÍDEA PARA TI 0 1.984 07/17/2017 - 10:50 Português
Poesia/Meditação AS PEDRAS DOS RIOS 0 2.322 06/07/2017 - 09:54 Português
Prosas/Pensamentos PENSAMENTOS 34 0 1.738 05/24/2017 - 11:09 Português
Poesia/Amor AMO-TE COMO ÉS 0 1.724 05/24/2017 - 10:59 Português
Poesia/Meditação SABER SER FRELIZ 0 964 05/09/2017 - 16:51 Português
Poesia/Amizade TU 0 1.157 04/21/2017 - 11:52 Português
Poesia/Meditação PARA DE TE QUEIXAR 2 1.136 03/26/2017 - 20:34 Português
Poesia/Meditação PARA QUÊ MATAR? 5 2.365 03/24/2017 - 12:31 Português
Poesia/Meditação CHEGAR, VER E VENCER 0 1.723 03/13/2017 - 15:57 Português
Poesia/Amor BEIJOS TEUS 0 1.389 02/22/2017 - 11:12 Português
Poesia/Amor OLHANDO O MAR 0 969 02/08/2017 - 11:26 Português
Poesia/Amor SAUDADE 0 1.551 02/01/2017 - 11:29 Português
Poesia/Geral FRIO 0 1.075 01/26/2017 - 11:27 Português
Poesia/Geral FRIO 0 1.193 01/26/2017 - 11:23 Português
Poesia/Fantasia AS ONDAS DO MAR 0 1.048 01/11/2017 - 10:49 Português
Poesia/Meditação AMANHECEU OUTRA VEZ 0 1.260 01/04/2017 - 12:22 Português
Poesia/Alegria RIR 0 2.157 12/21/2016 - 10:58 Português