CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

POBRE

Pobre

 

 

Pobre, é das palavras pequenas a maior que o mundo tem,

É a palavra mais triste que se pode chamar a alguém,

Pobre, é miséria, é falta de esperança e de dignidade,

É uma palavra que dói e que avassala a humanidade.

 

Pobre, não é apenas uma palavra, é uma verdade infeliz,

Que deve ser a vergonha dos governantes de qualquer país,

Infelizmente, os que têm tudo não pensam na pobreza,

Mas é das palavras pequenas aquela que ninguém deseja.

 

Pobre, é exclusão, são vidas que apenas vivem sem voz,

É uma palavra pequena que pode atingir qualquer de nós,

Pois os momentos da vida mudam constantemente,

E os que hoje são ricos, podem amanhã, viver pobremente.

 

Pobre, não é profissão, é apenas um modo de viver,

Onde falta tudo e até a vontade de morrer,

É um hábito que pode provocar um modo de vida,

Que ninguém deseja mas a hipótese não está excluída.

 

Pobre, é uma palavra pequena que muito vai crescendo,

Cada vez tem mais adeptos forçados a ir com ela vivendo,

É uma palavra pequena com uma dimensão alarmante,

Que representa uma classe de vida cada vez mais abundante.

 

Pobre, exploração, tristeza, desprezo, ausência de dinheiro,

É assim que é ser pobre neste nosso mundo inteiro,

É ter fome, necessidades, é estar cercado pelo nada,

É das palavras pequenas, aquela que é mais vergada.

 

Pobre é apenas viver, é uma palavra que não devia existir,

Ela significa pena que todo o mundo devia banir,

Ter pena de alguém, é o pior que pode acontecer,

É palavra que tem atrás de si falta de dignidade de viver.

 

Pobre, é dor de quem é, sente e não é sentida por mais ninguém,

Está à vista de toda a gente, também tem pai e mãe,

Tem coração, saudade, sentimentos, é igual a toda agente,

Respira o mesmo ar mas tem uma dor que mais ninguém sente.

 

 

 

Tavira, 8 de Janeiro de 2011-Estêvão

 

 

Submited by

quarta-feira, julho 30, 2014 - 11:58

Poesia :

No votes yet

José Custódio Estêvão

imagem de José Custódio Estêvão
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 17 semanas 1 dia
Membro desde: 03/14/2012
Conteúdos:
Pontos: 7749

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of José Custódio Estêvão

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Meditação Pensamento 0 340 12/20/2019 - 17:18 Português
Poesia/Meditação Pensamento 0 209 12/20/2019 - 17:13 Português
Poesia/Amor Três coisas 2 257 12/12/2019 - 18:00 Português
Poesia/Geral AS ONDS DO MAR 5 2.393 12/09/2019 - 13:23 Português
Poesia/Fantasia O MEU NOME 0 889 12/14/2018 - 11:36 Português
Poesia/Meditação O TEMPO LEVA TUDO 0 1.151 09/28/2018 - 15:56 Português
Prosas/Pensamentos 34- O HOMEM 6 1.683 03/21/2018 - 16:04 Português
Poesia/Amor VERMELHO 0 1.361 09/04/2017 - 10:13 Português
Poesia/Amor UMA ORQUÍDEA PARA TI 0 1.983 07/17/2017 - 10:50 Português
Poesia/Meditação AS PEDRAS DOS RIOS 0 2.317 06/07/2017 - 09:54 Português
Prosas/Pensamentos PENSAMENTOS 34 0 1.731 05/24/2017 - 11:09 Português
Poesia/Amor AMO-TE COMO ÉS 0 1.722 05/24/2017 - 10:59 Português
Poesia/Meditação SABER SER FRELIZ 0 962 05/09/2017 - 16:51 Português
Poesia/Amizade TU 0 1.155 04/21/2017 - 11:52 Português
Poesia/Meditação PARA DE TE QUEIXAR 2 1.136 03/26/2017 - 20:34 Português
Poesia/Meditação PARA QUÊ MATAR? 5 2.364 03/24/2017 - 12:31 Português
Poesia/Meditação CHEGAR, VER E VENCER 0 1.721 03/13/2017 - 15:57 Português
Poesia/Amor BEIJOS TEUS 0 1.388 02/22/2017 - 11:12 Português
Poesia/Amor OLHANDO O MAR 0 967 02/08/2017 - 11:26 Português
Poesia/Amor SAUDADE 0 1.546 02/01/2017 - 11:29 Português
Poesia/Geral FRIO 0 1.074 01/26/2017 - 11:27 Português
Poesia/Geral FRIO 0 1.191 01/26/2017 - 11:23 Português
Poesia/Fantasia AS ONDAS DO MAR 0 1.045 01/11/2017 - 10:49 Português
Poesia/Meditação AMANHECEU OUTRA VEZ 0 1.255 01/04/2017 - 12:22 Português
Poesia/Alegria RIR 0 2.155 12/21/2016 - 10:58 Português