CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

PORQUE SERÁ?




Porque será?

 

 

Quando a vontade me falta nada aparece,

Faz que anda mas não anda, nada acontece,

O tempo passa, nada se faz, tudo se esvai,

E eu dou um grande suspiro a vontade se vai,

De preguiça, de lentidão de falta de vontade,

E até da falta dela eu já sinto saudade.

 

O que me está acontecendo agora, eu não sei,

Só sei que estou para aqui e a vontade não vem,

Sinto aborrecimento, sono que não me faz dormir,

Tudo dentro de mim parece que quer fugir,

Os meus olhos querem fechar-se e não deixo,

E pela grande falta de vontade eu me queixo.

 

O vento bate na minha pequena janela,

E eu sinto-o, olho e nada vejo nela,

Vai batendo pela grande força deste vento,

E eu me vou queixando do meu pensamento,

Que nada pensa que possa ter algum valor,

Só espero que também não saia o amor.

 

Ó tempo, não me deixes ficar tanto assim,

Faz com que a vontade venha a mim,

Mas ela não vem e tento chamar por ela,

Mas a indolência vai ficando em lugar dela,

Eu não quero estar assim com este aborrecimento,

Enquanto escrevo este meu momentâneo lamento.

 

Talvez, parando, deitar o meu corpo ao comprido,

Chamar o sono para que durma comigo,

Os meus olhos descansem e o pensamento também,

Para esquecer a vontade enquanto não vem,

Eu quero descansar, dormir e voltar outra vez,

A olhar o céu azul, sentir o vento, é melhor, talvez.

 

Vou seguir o que a minha mente me aconselha,

Parece que seja a solução que mais se assemelha,

Ao que me faz falta neste preciso momento,

Para estar mais lúcido do meu próprio pensamento,

Então até logo, esperem que eu já venho,

Depois de recuperar a vontade que eu sei que tenho.

 

 

Tavira, 4 de Setembro de 2011-Estêvão

 

Submited by

sábado, dezembro 21, 2013 - 12:02

Poesia :

No votes yet

José Custódio Estêvão

imagem de José Custódio Estêvão
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 3 semanas 6 dias
Membro desde: 03/14/2012
Conteúdos:
Pontos: 7749

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of José Custódio Estêvão

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Meditação Pensamento 0 524 12/20/2019 - 16:18 Português
Poesia/Meditação Pensamento 0 385 12/20/2019 - 16:13 Português
Poesia/Amor Três coisas 2 501 12/12/2019 - 17:00 Português
Poesia/Geral AS ONDS DO MAR 5 2.739 12/09/2019 - 12:23 Português
Poesia/Fantasia O MEU NOME 0 1.134 12/14/2018 - 10:36 Português
Poesia/Meditação O TEMPO LEVA TUDO 0 1.426 09/28/2018 - 14:56 Português
Prosas/Pensamentos 34- O HOMEM 6 1.985 03/21/2018 - 15:04 Português
Poesia/Amor VERMELHO 0 1.631 09/04/2017 - 09:13 Português
Poesia/Amor UMA ORQUÍDEA PARA TI 0 2.187 07/17/2017 - 09:50 Português
Poesia/Meditação AS PEDRAS DOS RIOS 0 2.588 06/07/2017 - 08:54 Português
Prosas/Pensamentos PENSAMENTOS 34 0 2.048 05/24/2017 - 10:09 Português
Poesia/Amor AMO-TE COMO ÉS 0 1.964 05/24/2017 - 09:59 Português
Poesia/Meditação SABER SER FRELIZ 0 1.243 05/09/2017 - 15:51 Português
Poesia/Amizade TU 0 1.502 04/21/2017 - 10:52 Português
Poesia/Meditação PARA DE TE QUEIXAR 2 1.393 03/26/2017 - 19:34 Português
Poesia/Meditação PARA QUÊ MATAR? 5 2.651 03/24/2017 - 11:31 Português
Poesia/Meditação CHEGAR, VER E VENCER 0 2.022 03/13/2017 - 14:57 Português
Poesia/Amor BEIJOS TEUS 0 1.675 02/22/2017 - 10:12 Português
Poesia/Amor OLHANDO O MAR 0 1.144 02/08/2017 - 10:26 Português
Poesia/Amor SAUDADE 0 1.818 02/01/2017 - 10:29 Português
Poesia/Geral FRIO 0 1.244 01/26/2017 - 10:27 Português
Poesia/Geral FRIO 0 1.444 01/26/2017 - 10:23 Português
Poesia/Fantasia AS ONDAS DO MAR 0 1.263 01/11/2017 - 09:49 Português
Poesia/Meditação AMANHECEU OUTRA VEZ 0 1.579 01/04/2017 - 11:22 Português
Poesia/Alegria RIR 0 2.494 12/21/2016 - 09:58 Português