CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

RECORDANDO

Recordando

 

Estamos calados, não foi o tempo que nos calou,

Mas sim o nosso amor que se acabou,

O amor já não arde dentro do nosso coração,

Deixámos que se apagasse e as cinzas estão no chão.

 

Lembras-te há quanto tempo o deixamos cair?

Nós sabemos, desde que o deixámos de sentir,

O tempo já envelheceu o último beijo de amor,

Já não nos lembras e isto causa-me tanta dor.

 

No princípio os beijos eram flores a desabrochar,

Como se fossem pétalas vermelhas a voar,

Agora já não há beijos, as flores já murcharam,

Já não exalam perfume, as pétalas caíram.

 

O amor deixou de ter seiva, a sua água secou,

Os olhos já não brilham, tanto tempo já passou,

Como foi que nós deixámos que o amor acabasse assim,

Pois as flores já não crescem no nosso jardim.

 

Lembras-te quando nos sentávamos alegres ao luar

Nas noites cálidas de Verão, ouvindo as ondas do mar?

O amor ardia como uma fogueira incandescente,

Os nossos corpos se uniam ao luar envolvente.

 

Agora, vivemos de tantas e tantas recordações apenas,

Olhamos um para o outro com as nossas almas pequenas,

Que deixaram que o nosso amor se fosse apagando,

E nós continuamos a viver a vida apenas recordando.

 

 

Viver sem amor não é realmente viver-Molière

 

 

 

Submited by

quarta-feira, dezembro 7, 2016 - 12:01

Poesia :

No votes yet

José Custódio Estêvão

imagem de José Custódio Estêvão
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 20 horas 58 minutos
Membro desde: 03/14/2012
Conteúdos:
Pontos: 7710

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of José Custódio Estêvão

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Amor VERMELHO 0 128 09/04/2017 - 10:13 Português
Poesia/Amor UMA ORQUÍDEA PARA TI 0 209 07/17/2017 - 10:50 Português
Poesia/Meditação AS PEDRAS DOS RIOS 0 204 06/07/2017 - 09:54 Português
Prosas/Pensamentos PENSAMENTOS 34 0 255 05/24/2017 - 11:09 Português
Poesia/Amor AMO-TE COMO ÉS 0 270 05/24/2017 - 10:59 Português
Poesia/Meditação SABER SER FRELIZ 0 79 05/09/2017 - 16:51 Português
Poesia/Amizade TU 0 109 04/21/2017 - 11:52 Português
Poesia/Meditação PARA DE TE QUEIXAR 2 207 03/26/2017 - 20:34 Português
Poesia/Meditação PARA QUÊ MATAR? 5 307 03/24/2017 - 12:31 Português
Poesia/Meditação CHEGAR, VER E VENCER 0 78 03/13/2017 - 15:57 Português
Poesia/Amor BEIJOS TEUS 0 187 02/22/2017 - 11:12 Português
Poesia/Amor OLHANDO O MAR 0 142 02/08/2017 - 11:26 Português
Poesia/Amor SAUDADE 0 159 02/01/2017 - 11:29 Português
Poesia/Geral FRIO 0 143 01/26/2017 - 11:27 Português
Poesia/Geral FRIO 0 107 01/26/2017 - 11:23 Português
Poesia/Fantasia AS ONDAS DO MAR 0 139 01/11/2017 - 10:49 Português
Poesia/Meditação AMANHECEU OUTRA VEZ 0 157 01/04/2017 - 12:22 Português
Poesia/Alegria RIR 0 329 12/21/2016 - 10:58 Português
Poesia/Amor O BARCO DOS NOSSOS SONHOS 1 375 12/15/2016 - 14:05 Português
Prosas/Pensamentos PENSAMENTOS 0 342 12/07/2016 - 12:16 Português
Poesia/Amor RECORDANDO 0 131 12/07/2016 - 12:01 Português
Prosas/Pensamentos PENSAMENTOS 0 155 11/30/2016 - 12:39 Português
Poesia/Fantasia TEMPO DE SOL 0 137 11/30/2016 - 12:26 Português
Prosas/Pensamentos PENSAMENTOS 0 315 11/23/2016 - 12:23 Português
Poesia/Amor AMOR 0 715 11/23/2016 - 12:15 Português