CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Rostos sujos e pés descalços

Entre estradas e gentes
vejo corações inocentes,
rostos sujos e pés descalços.

Uma criança
estende a mão
pedindo apenas um pão.

Passa tanta gente,
ninguém olha,
tudo lhes é indiferente.

Aquele rosto inocente,
atormentava a minha mente.

Voltei atrás,
peguei na mão da criança
de olhos enormes e tristes dizendo-me;

“SENHORA TENHO FOME”

Partilhamos sorrisos
por entre dois pratos de sopa
por ele comidos.

Mundo pérfido,
são eles e mais eles.

Mas será que ninguém vê?

Inocentes perdidos,
percorrendo esse maldito destino
que fazem estrada da vida!

Submited by

quarta-feira, maio 20, 2009 - 02:20

Poesia :

No votes yet

mariamateus

imagem de mariamateus
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 3 semanas 14 horas
Membro desde: 02/24/2009
Conteúdos:
Pontos: 2987

Comentários

imagem de Anonymous

Re: Rostos sujos e pés descalços

Num turbilhão, num emaranhar de coisas e ruidos à volta de cada um de nós, como uma esfera negra individual, perdemos os sentidos que nos são oferecidos pela poesia, pela alma, pelo divino. E tudo daí para a frente, é riso, é luxo, é nada!...

Agarra-te com força às ervas debeis e faz por te salvares. Que ainda não está tudo perdido.

imagem de jopeman

Re: Rostos sujos e pés descalços

É uma triste realidade, no entanto, pessoas como tu fazem-nos sonhar com um Mundo bem melhor
"Mas será que ninguém vê?"
Bjo

imagem de Henrique

Re: Rostos sujos e pés descalços

A tua sensibilidade é digna de registo.

A tua bondade é exemplo a seguir!!!

Beijinho :hammer:

imagem de onovopoeta

Re: Rostos sujos e pés descalços

Rostos sujos e pés descalços

Entre estradas e gentes
vejo corações inocentes,
rostos sujos e pés descalços.

Uma criança
estende a mão
pedindo apenas um pão.

Passa tanta gente,
ninguém olha,
tudo lhes é indiferente.

Aquele rosto inocente,
atormentava a minha mente.

Voltei atrás,
peguei na mão da criança
de olhos enormes e tristes dizendo-me;

“SENHORA TENHO FOME”

Partilhamos sorrisos
por entre dois pratos de sopa
por ele comidos.

Mundo pérfido,
são eles e mais eles.

Mas será que ninguém vê?

Inocentes perdidos,
percorrendo esse maldito destino
que fazem estrada da vida!

inteiro triste e verdadeiro, saiba que fiquei comovido, abraçossss e minha sincera admiração.

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of mariamateus

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Amor MORRO ENTRE PALAVRAS QUE NADA TE DIZEM 1 1.228 02/26/2018 - 13:29 Português
Poesia/Dedicado RECORDAR-TE É UMA CONSTANTE 2 1.709 07/01/2013 - 21:10 Português
Poesia/Tristeza OLHO-ME 1 1.629 04/01/2013 - 09:37 Português
Poesia/Desilusão RODOPIAM COMO PEÕES 0 1.835 03/30/2013 - 20:55 Português
Poesia/Tristeza LÁGRIMAS 1 1.272 03/25/2013 - 18:15 Português
Poesia/Tristeza EM SAUDADE ME DERRAMO PELO TEMPO 1 1.292 03/16/2013 - 22:59 Português
Poesia/Desilusão QUEBRADA 1 1.655 03/08/2013 - 21:35 Português
Poesia/Tristeza PERDIDA 0 956 03/08/2013 - 02:12 Português
Poesia/Tristeza NOITE ADENTRO 4 1.945 03/05/2013 - 22:05 Português
Poesia/Tristeza NADA ME CONFORTA 1 1.500 03/05/2013 - 22:02 Português
Poesia/Tristeza LUAR QUE ABRAÇA MEUS OMBROS 0 1.195 03/02/2013 - 01:09 Português
Poesia/Tristeza CONTADAS DORES … 0 1.028 02/11/2013 - 13:26 Português
Poesia/Amor TEU BEIJO EM MIM 0 1.521 02/07/2013 - 15:34 Português
Poesia/Tristeza SAUDADES QUE ME CERRAM OS OLHOS 2 1.825 01/14/2013 - 22:11 Português
Poesia/Amor OLHOS PARADOS 0 1.894 12/09/2012 - 18:03 Português
Poesia/Paixão LUA MINHA 1 1.641 12/09/2012 - 00:35 Português
Poesia/Amor OLHA-ME NOS OLHOS 0 1.338 12/07/2012 - 16:59 Português
Poesia/Amor MAIS DO QUE O SOL ESCONDE A NOITE 0 1.924 12/06/2012 - 20:35 Português
Poesia/Meditação SILENCIOSA NOITE 2 1.547 12/06/2012 - 19:30 Português
Poesia/Tristeza ENTRE AS PAREDES DO MEU QUARTO 0 1.564 12/04/2012 - 19:11 Português
Poesia/Meditação AO SABOR DO TEMPO 0 2.032 11/29/2012 - 20:41 Português
Poesia/Amor BEIJO RECHEADO DE DESEJO 1 1.360 11/26/2012 - 19:50 Português
Poesia/Tristeza DESSE MAR DE SAUDADE 1 2.076 09/30/2012 - 22:33 Português
Poesia/Meditação ESSA QUE DORME AO COLO DA NOITE 1 2.053 09/25/2012 - 02:47 Português
Poesia/Meditação FRÁGEIS DEDOS 1 1.687 09/18/2012 - 22:32 Português