O Aviltamento do Verso

Eu abraço a escuridão que me acompanha
Numa espécie estranha de simbiose carnal,
Quando não acontecer torna-se apelo factual,
O espasmo vertido em silêncio é a façanha,

E a dor prossegue. Ela e sua foice aterradora,
Assim, inocentemente, para não deixar escolha,
Proclamo minha morada no adubo desta masmorra
Existencial. Afinal a minha salvação é caolha,

Permanece incólume perante o sorriso da vida,
Entre o hiato adverbial desta condição sofrida
E a compilação dos [meus] anseios que restaram,

É, pois, o fim da minha lírica muito justo,
Celebrar as hordas longitudinais de Augusto,
Cerebrando a eficiência do Malleus Maleficarum.


 

Submited by

Miércoles, Enero 26, 2011 - 01:03

Poesia :

Sin votos aún

malentacchi

Imagen de malentacchi
Desconectado
Título: Membro
Last seen: Hace 9 años 10 semanas
Integró: 06/22/2009
Posts:
Points: 704

Add comment

Inicie sesión para enviar comentarios

other contents of malentacchi

Tema Título Respuestas Lecturas Último envíoordenar por icono Idioma
Poesia/Tristeza Lamúrias 0 1.110 03/21/2011 - 04:53 Portuguese
Poesia/Tristeza O Torniquete Atenuado 0 1.257 02/28/2011 - 02:25 Portuguese
Poesia/Tristeza Solve et Coagula 0 763 02/28/2011 - 02:22 Portuguese
Poesia/Tristeza Incompreensível (Como Tantos Outros) 2 973 01/26/2011 - 01:13 Portuguese
Poesia/Soneto O Aviltamento do Verso 0 877 01/26/2011 - 01:03 Portuguese
Poesia/Tristeza Quando os Espectros Machucam A Carne 0 1.025 01/26/2011 - 01:00 Portuguese
Poesia/Tristeza Primaveras Mortas 0 915 01/19/2011 - 02:22 Portuguese
Poesia/Tristeza Escrita Inferior 0 1.094 01/02/2011 - 20:59 Portuguese
Poesia/Tristeza Mais Uma Injúria Afásica Para Os Pronomes Em Primeira Pessoa 0 797 01/02/2011 - 20:56 Portuguese
Poesia/Tristeza Dificuldades Com o Verso Amaldiçoado 0 853 12/26/2010 - 20:57 Portuguese
Poesia/Tristeza Exi[s]t-ência 0 739 12/26/2010 - 20:55 Portuguese
Poesia/Tristeza Entre A Sociopatia E A Filosofia Dos Não Valores 0 1.529 12/22/2010 - 04:13 Portuguese
Poesia/Tristeza Uma Alegoria Para As Almas Desgraçadas 0 1.435 12/22/2010 - 04:05 Portuguese
Poesia/Tristeza Conclave Para Um Diálogo Entres Sombras 0 1.455 12/22/2010 - 04:00 Portuguese
Poesia/Tristeza Sobre a Perversidade e seus Hematoversos 0 1.397 12/21/2010 - 05:52 Portuguese
Poesia/Tristeza A Filosofia dos Túmulos 0 1.400 12/21/2010 - 05:50 Portuguese
Poesia/Tristeza Da Ínfima Procura 0 1.498 12/21/2010 - 05:49 Portuguese
Poesia/Tristeza A Exumação de Todas As Minhas Mortes 0 721 12/21/2010 - 05:48 Portuguese
Poesia/Tristeza Exurgent mortius at ad me venient (o morto se levante e venha a mim) 0 1.098 12/17/2010 - 05:23 Portuguese
Poesia/Tristeza Um Punhado de Versos Fúnebres Para Josef K. 0 1.221 12/17/2010 - 05:21 Portuguese
Poesia/Tristeza A Proeminência da Falha 0 871 12/17/2010 - 05:19 Portuguese
Poesia/Tristeza Ode à Tânatos 0 925 12/17/2010 - 05:16 Portuguese
Videos/Perfil 855 0 1.070 11/24/2010 - 23:04 Portuguese
Videos/Perfil 482 0 1.141 11/24/2010 - 22:58 Portuguese
Videos/Perfil 481 0 1.384 11/24/2010 - 22:58 Portuguese