CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

AS JANELAS DOS MEUS OLHOS




AS JANELAS DOS MEU OLHOS

 

 

Pelas janelas dos meus olhos olho as janelas do mar,

Em terra toco nas suas ondas e guardo – as no meu pensar,

Levo – as comigo dentro da distância do meu tempo,

Recordando o seu sussurrar nas demandas do vento.

 

Tenho o perfume do mar, quando inspiro a madrugada,

Na brisa dum sonho meu, onde o meu eu se inspira e nada,

Escondendo as suas janelas, onde os meus olhos espreitam,

Para a sua alva espuma, onde a Lua e a noite se beijam.

 

Quando o Sol bate nas águas do mar, mostra – me o azul da sua alma,

O meu coração bate, bate lentamente, absorvendo a sua calma,

Sentado no seu banco de areia fina e para ele olho calado,

Ouvindo o bater das suas ondas, nas minhas janelas fechado.

 

Na crista das suas ondas, de longe o mar me vai acenando,

E provoca o meu olhar que se estende até onde ele vai acabando,

Eu grito cá do meu canto, para o mar, para que ele me responda,

Se o meu grito chega inteiro, até ao cimo da sua mais alta onda.

 

À noite, num lindo luar de prata, brilha o mar de barriga cheia,

Deixando a praia descoberta, mostrando – se a uma imensa plateia,

Que possui dentro de si e com um imenso orgulho se desvenda,

Dos mistérios possuídos contendo, lindas histórias de lenda.

 

O mar mandou – me uma mensagem, mas não diz o que esconde,

Eu não percebi a sua linguagem, pergunto e não me responde,

Ao que eu quero saber porque se amansa e se revolta,

Penso que seja o vento que o provoca, o amansa e solta.

 

Nas suas águas ternas, ninguém sabe os seus segredos,

Por todos é admirado e às vezes escondem os seus medos,

Umas vezes faz de mortalha, outras vezes dá a vida,

Por isso o admiro e respeito, sempre que me chama e me convida.

 

Nas suas águas salgadas, o mar contem uma grande doçura,

O mar cresce e diminui com mansidão e bravura.

Manda – me saudades quando não o vejo das minhas janelas,

E mostra – me as suas enormes portas, sempre que me vejo nelas.

 

 

 

                                                            2008-Estêvão

 

 

Submited by

domingo, novembro 25, 2012 - 14:14

Poesia :

No votes yet

José Custódio Estêvão

imagem de José Custódio Estêvão
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 2 semanas 6 dias
Membro desde: 03/14/2012
Conteúdos:
Pontos: 7732

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of José Custódio Estêvão

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Geral AS ONDS DO MAR 2 445 02/24/2019 - 17:15 Português
Poesia/Fantasia O MEU NOME 0 412 12/14/2018 - 11:36 Português
Poesia/Meditação O TEMPO LEVA TUDO 0 335 09/28/2018 - 15:56 Português
Prosas/Pensamentos 34- O HOMEM 6 784 03/21/2018 - 16:04 Português
Poesia/Amor VERMELHO 0 986 09/04/2017 - 10:13 Português
Poesia/Amor UMA ORQUÍDEA PARA TI 0 976 07/17/2017 - 10:50 Português
Poesia/Meditação AS PEDRAS DOS RIOS 0 787 06/07/2017 - 09:54 Português
Prosas/Pensamentos PENSAMENTOS 34 0 1.070 05/24/2017 - 11:09 Português
Poesia/Amor AMO-TE COMO ÉS 0 1.169 05/24/2017 - 10:59 Português
Poesia/Meditação SABER SER FRELIZ 0 576 05/09/2017 - 16:51 Português
Poesia/Amizade TU 0 695 04/21/2017 - 11:52 Português
Poesia/Meditação PARA DE TE QUEIXAR 2 773 03/26/2017 - 20:34 Português
Poesia/Meditação PARA QUÊ MATAR? 5 751 03/24/2017 - 12:31 Português
Poesia/Meditação CHEGAR, VER E VENCER 0 1.027 03/13/2017 - 15:57 Português
Poesia/Amor BEIJOS TEUS 0 868 02/22/2017 - 11:12 Português
Poesia/Amor OLHANDO O MAR 0 668 02/08/2017 - 11:26 Português
Poesia/Amor SAUDADE 0 784 02/01/2017 - 11:29 Português
Poesia/Geral FRIO 0 652 01/26/2017 - 11:27 Português
Poesia/Geral FRIO 0 687 01/26/2017 - 11:23 Português
Poesia/Fantasia AS ONDAS DO MAR 0 729 01/11/2017 - 10:49 Português
Poesia/Meditação AMANHECEU OUTRA VEZ 0 776 01/04/2017 - 12:22 Português
Poesia/Alegria RIR 0 1.547 12/21/2016 - 10:58 Português
Poesia/Amor O BARCO DOS NOSSOS SONHOS 1 1.365 12/15/2016 - 14:05 Português
Prosas/Pensamentos PENSAMENTOS 0 798 12/07/2016 - 12:16 Português
Poesia/Amor RECORDANDO 0 728 12/07/2016 - 12:01 Português