CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Remar contra a maré

Quando ao longo da vida
se ruma contra a maré,
Em fúria contida,
Raiva, dor, ódio até,

E o hercúleo esforço
Apenas serve p’ra nos manter de pé,
Reconhecemos um fosso
E vamos perdendo a fé.

Com a alma ferida,
Tudo o resto colapsa,
A força, rendida,
À dor que nos trespassa.

Incessantemente,
Procura-se a bóia de salvação
Que não existe, e ou, lentamente
Vai fugindo da nossa mão,

Vamos entregando os pontos,
Lentamente e em agonia.
Para trás, vão ficando os contos
Da vida, que era primazia.

Submited by

terça-feira, abril 10, 2012 - 18:18

Poesia :

Your rating: None (2 votes)

Nostalgia

imagem de Nostalgia
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 1 ano 30 semanas
Membro desde: 09/12/2011
Conteúdos:
Pontos: 730

Comentários

imagem de MariaButterfly

quando não perdoamosquando o

quando não perdoamos
quando o ódio a dor ficam, por mais que se lute
abre-se um fosso.

a vida é uma luta a pior é aquela que travamos com nós mesmos,

gostei muito!

beijo

imagem de Nostalgia

Olá MariaButterfly, Os

Olá MariaButterfly,
Os caminhos que encetamos, na vida, têm tantos espinhos que por vezes se tornam impossível de arrancar, e o esforço aplicado nessa tentativa é como remar contra a maré.
Obrigada pelo seu gentil comentário
Um beijo

imagem de Jorge Humberto

Profunda e intensa meditação,

Profunda e intensa meditação,

minha querida. Andamos nesta vida lutando contra marés, cansados, esfolados, de entre tantas agruras... e tudo isso... apenas para sobreviver.... que estranha ironia. Mas há que ir por aí, buscando caminhos, novas realidades alcançando.

Beijinhos mil
Jorge Humberto

imagem de Nostalgia

Assim é Jorge Humberto, é

Assim é Jorge Humberto, é preciso procurar novos caminhos, porque a vida está em constante movimento, nós é que temos de nos adaptar.
Obrigada pelo comentário.

Bjs

imagem de SuzeteBrainer

Gostei muito de meditar

Gostei muito de meditar contigo,nesse teu belo poema,aponta para importância do caminho sereno da alma, ficar em paz e o barco-vida é mais fácil navegar...

"Com a alma ferida,
Tudo o resto colapsa,
A força,rendida,
À dor que nos trespassa."

Lindo e profundo!!

Bjs.

imagem de Nostalgia

Obrigada SuzeteBrainer, estes

Obrigada SuzeteBrainer, estes nossos desabafos ajudam-nos a refletir em conjunto, e como a união faz a força somos uma força de ELITE.
Quando leio trabalhos de outras pessoas fico a meditar um pouco, e quantas vezes sinto-me ali representada...
Beijinhos e muito obrigada pelo seu comentário.

imagem de Mydeepsoul

Muito intenso, de mensagem

Muito intenso, de mensagem muito forte e tão realista... Perder o tempo lutando contra a maré até sucumbir penosamente ao cansaço da batalha por mera sobrevivência... O desgaste de uma vida desperdiçada...despedaçada...

Gostei muito :)

Um beijo

imagem de Nostalgia

Intensas são também as suas

Intensas são também as suas palavras, tal como a vida que cada um vive.
Há quem a estime e cuide dela com carinho, outros preferem maior adrenalina, pondo-a em risco, etc...
Na verdade, no final do tempo de cada um, tudo acaba e ficam na mente as lembranças das aventuras e desventuras, e concluímos que a vida é isso mesmo.
Um beijinho e obrigada pelo comentário

imagem de natalianuno

Lindo!

Lindo! O desalento, pois na vida nem tudo são rosas, e o tempo esse...também
é nosso inimigo, não há laço que o prenda e a vida nos foge.Mas nas palavras
encontramos ainda aulgum equilíbrio, alguma esperança, afinal viver sempre mais
um dia é uma dávida.

Bjs.

imagem de Nostalgia

Querida amiga natalianuno,

Querida amiga natalianuno, assim é a vida, não é verdade, cheia de espinhos, no entanto, bela como uma flor, contudo efémera.
Obrigada pelas suas palavras, também elas lindas
Um beijo

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Nostalgia

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Fotos/Outros Rácio Irracional 2 1.874 08/31/2018 - 21:27 Português
Ministério da Poesia/Meditação Doce Ingenuidade 6 1.147 03/12/2018 - 17:56 Português
Ministério da Poesia/Amor Worth the try 1 2.672 05/25/2014 - 00:22 inglês
Ministério da Poesia/Dedicado Reciprocidade 2 1.293 12/05/2013 - 10:50 Português
Ministério da Poesia/Dedicado Rosa em botão 0 860 06/11/2012 - 11:52 Português
Ministério da Poesia/Desilusão Viver... 2 1.259 06/08/2012 - 11:55 Português
Videos/Música Minha estranha loucura 0 2.135 05/25/2012 - 17:57 Português
Poesia/Alegria Ventos de Mudança 14 1.345 05/18/2012 - 10:49 Português
Poesia/Meditação Remar contra a maré 10 1.177 05/17/2012 - 10:01 Português
Ministério da Poesia/Amizade Fado do Vento 4 1.128 05/10/2012 - 19:27 Português
Poesia/Geral Compilação 2 1.020 05/03/2012 - 16:59 Português
Videos/Poesia Tu és Aquele 8 2.106 05/03/2012 - 16:54 Português
Ministério da Poesia/Desilusão Envelhecer... 2 1.358 05/02/2012 - 08:43 Português
Críticas/Outros Slogan 2 1.896 04/25/2012 - 20:46 Português
Ministério da Poesia/Meditação A sombra de mim 6 1.506 04/19/2012 - 12:20 Português
Poesia/Meditação Alma de Poeta 6 1.094 04/10/2012 - 10:36 Português
Poesia/Intervenção Soneto inédito 4 1.178 04/02/2012 - 16:34 Português
Poesia/Amor INSÓNIA 7 952 03/26/2012 - 12:24 Português
Videos/Música Groovy kind of love 0 2.273 03/23/2012 - 17:01 Português
Ministério da Poesia/Amor Hipnose 7 1.397 03/20/2012 - 17:56 Português
Ministério da Poesia/Canção O meu fado 6 1.257 03/18/2012 - 23:31 Português
Ministério da Poesia/Geral A pegada humana 4 1.373 01/25/2012 - 12:07 Português
Ministério da Poesia/Meditação O medo (da alma) 4 1.347 01/21/2012 - 15:33 Português
Videos/Poesia Shall we dance? 0 2.315 01/15/2012 - 15:14 inglês
Ministério da Poesia/Amor Ciúmes 2 1.301 01/15/2012 - 12:27 Português