CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Soneto inédito

Soneto quase inédito
       

Surge Janeiro frio e pardacento,
Descem da serra os lobos ao povoado;
Assentam-se os fantoches em São Bento
E o Decreto da fome é publicado.

Edita-se a novela do Orçamento;
Cresce a miséria ao povo amordaçado;
Mas os biltres do novo parlamento
Usufruem seis contos de ordenado.

E enquanto à fome o povo se estiola,
Certo santo pupilo de Loyola,
Mistura de judeu e de vilão,

Também faz o pequeno "sacrifício"
De trinta contos - só! - por seu ofício
Receber, a bem dele... e da nação.

Soneto de José Régio, escrito em 1969  (Ainda se diz por aí que a tradição não é o que era (!)surprise

Submited by

quinta-feira, fevereiro 16, 2012 - 10:04

Poesia :

Your rating: None (1 vote)

Nostalgia

imagem de Nostalgia
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 1 ano 11 semanas
Membro desde: 09/12/2011
Conteúdos:
Pontos: 730

Comentários

imagem de Jorge Humberto

Minha querida, amiga, Nostalgia,

Minha querida, amiga, Nostalgia,

como bem diz o soneto, desse excelso poeta, José Régio, que de boa escolha, trouxeste a todos nós, que te visitam, faço minhas, as palavras, da querida, Teresa: "Não aprendemos nada entretanto", e tudo continua como sempre, em desfavor do povo, enchendo os bolsos dos governantes - acrescento eu.

Beijinhos mil.
Jorge Humberto

imagem de Nostalgia

De pão e vinho é alimentado o

De pão e vinho
é alimentado o povo,
que abandonado e sozinho
levanta-se sempre, de novo.

Triste sina,
num ciclo vicioso,
onde a elite, cretina,
expõe o seu lado ambicioso.

Ás armas,
nobre povo Lusitano
mostra a tua férrea carma
nesta atmosfera de engano.

imagem de Teresa Almeida

Não aprendemos nada

Não aprendemos nada entretantoangry

Beijinhos amiga Nostalgia.

imagem de Nostalgia

A memória do homem é curta...

A memória do homem é curta...

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Nostalgia

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Fotos/Outros Rácio Irracional 2 1.691 08/31/2018 - 20:27 Português
Ministério da Poesia/Meditação Doce Ingenuidade 6 1.046 03/12/2018 - 16:56 Português
Ministério da Poesia/Amor Worth the try 1 2.495 05/24/2014 - 23:22 inglês
Ministério da Poesia/Dedicado Reciprocidade 2 1.119 12/05/2013 - 09:50 Português
Ministério da Poesia/Dedicado Rosa em botão 0 741 06/11/2012 - 10:52 Português
Ministério da Poesia/Desilusão Viver... 2 1.141 06/08/2012 - 10:55 Português
Videos/Música Minha estranha loucura 0 1.914 05/25/2012 - 16:57 Português
Poesia/Alegria Ventos de Mudança 14 1.261 05/18/2012 - 09:49 Português
Poesia/Meditação Remar contra a maré 10 1.080 05/17/2012 - 09:01 Português
Ministério da Poesia/Amizade Fado do Vento 4 996 05/10/2012 - 18:27 Português
Poesia/Geral Compilação 2 919 05/03/2012 - 15:59 Português
Videos/Poesia Tu és Aquele 8 1.908 05/03/2012 - 15:54 Português
Ministério da Poesia/Desilusão Envelhecer... 2 1.244 05/02/2012 - 07:43 Português
Críticas/Outros Slogan 2 1.721 04/25/2012 - 19:46 Português
Ministério da Poesia/Meditação A sombra de mim 6 1.403 04/19/2012 - 11:20 Português
Poesia/Meditação Alma de Poeta 6 993 04/10/2012 - 09:36 Português
Poesia/Intervenção Soneto inédito 4 1.100 04/02/2012 - 15:34 Português
Poesia/Amor INSÓNIA 7 878 03/26/2012 - 11:24 Português
Videos/Música Groovy kind of love 0 2.094 03/23/2012 - 16:01 Português
Ministério da Poesia/Amor Hipnose 7 1.275 03/20/2012 - 16:56 Português
Ministério da Poesia/Canção O meu fado 6 1.189 03/18/2012 - 22:31 Português
Ministério da Poesia/Geral A pegada humana 4 1.277 01/25/2012 - 11:07 Português
Ministério da Poesia/Meditação O medo (da alma) 4 1.213 01/21/2012 - 14:33 Português
Videos/Poesia Shall we dance? 0 2.133 01/15/2012 - 14:14 inglês
Ministério da Poesia/Amor Ciúmes 2 1.201 01/15/2012 - 11:27 Português