Coma profundo

Estou como que se a dormir
O meu corpo não reage
Mas o meu cérebro vagueia por aí

 

 

Já não reajo a estímulos
Já não existem estímulos que me tentem.
Há um frio que me queima, muito profundamente
Como dantes.

 

Por cada inspiração apodreço mais um pouco
E a dor é tanta que já nada dói mas tudo magoa.
Agora sou quase nada.

 

 

Impotência
Espera inútil
Raízes em mim.

 

Uma espécie de coma profundo

Submited by

Monday, January 16, 2012 - 22:15

Poesia :

No votes yet

Iris Santos

Iris Santos's picture
Offline
Title: Membro
Last seen: 34 weeks 6 days ago
Joined: 09/01/2011
Posts:
Points: 85

Add comment

Login to post comments

other contents of Iris Santos

Topic Title Replies Views Last Postsort icon Language
Poesia/Erotic Exorcismos 1 863 04/14/2013 - 15:19 Portuguese
Poesia/Erotic Les femmes vampires 1 632 04/12/2013 - 17:26 Portuguese
Poesia/General Auto-retrato 1 738 04/12/2013 - 17:05 Portuguese
Poesia/Sadness Os pássaros voaram 2 515 05/10/2012 - 15:59 Portuguese
Poesia/Disillusion Actos e rosas 2 560 02/23/2012 - 15:07 Portuguese
Poesia/General Quinta.com 0 479 01/16/2012 - 22:18 Portuguese
Poesia/Sadness Coma profundo 0 461 01/16/2012 - 22:15 Portuguese
Poesia/Thoughts Suicídio - wikipedia 2 809 11/28/2011 - 16:07 Portuguese
Poesia/Thoughts Busco-me 1 701 11/03/2011 - 16:27 Portuguese
Poesia/Passion Eu Tu Nós 4 639 11/03/2011 - 16:20 Portuguese
Poesia/Passion Clímax de Ti 2 589 09/11/2011 - 20:33 Portuguese
Poesia/General Velhos 0 632 09/02/2011 - 12:00 Portuguese
Poesia/General Posição Fetal 0 669 09/02/2011 - 11:58 Portuguese
Poesia/General Origens 0 640 09/02/2011 - 11:55 Portuguese