PERTO DE LOUCO …

Mundo ao lado do mundo.

Olhar que espreita profundo das sombras
de uma rua estreita.

Hora sem hora marcada.
Encontro sem morada.
Eco rente ao chão.
Musa perfeita.

Um gesto por entre vozes
que sussurram alto os acordes da solidão.
que amarra os pés do fácil aos arrabaldes do caos.

Um túnel cuja luz ao fundo cava a escuridão.
Uma vírgula vergada pela idade.
Um salto no tempo.
Vivacidade.

Uma onda de canções a cada manhã,
uma maré de vida inteira.
Pouco mais que poeira.

Luxo… Lixeira… Sonho…

Uma fogueira onde as carnes são lenha.
Uma dança onde as almas são ninfas.

Paixão.
Lugar de labirintos,
de quentes cores cantantes,
de amores errantes e sonâmbulos.

Suspense à beira de um mar
que se funde ao céu na linha do horizonte.
Um mar que se rende às praias desertas da poesia.

Um farol nos braços do nevoeiro
como uma mão cheia de dias solarengos.
Um poema onde cabe o fulgor de todas as estrelas.
Uma palavra que inspira o vento de todos os ventos.

Perto de louco.
Multidão de tão pouco.

Apenas o beijo de um pensamento só.
.
.
.
.

Submited by

Martes, Octubre 9, 2012 - 01:25

Poesia :

Su voto: Nada (12 votos)

Henrique

Imagen de Henrique
Desconectado
Título: Membro
Last seen: Hace 5 años 15 semanas
Integró: 03/07/2008
Posts:
Points: 34817

Add comment

Inicie sesión para enviar comentarios

other contents of Henrique

Tema Título Respuestas Lecturas Último envíoordenar por icono Idioma
Poesia/Pensamientos DA POESIA 1 5.746 05/26/2020 - 23:50 Portuguese
Videos/Otros Já viram o Pedro abrunhosa sem óculos? Pois ora aqui o têm. 1 37.591 06/11/2019 - 09:39 Portuguese
Poesia/Tristeza TEUS OLHOS SÃO NADA 1 1.790 03/06/2018 - 21:51 Portuguese
Poesia/Pensamientos ONDE O INFINITO SEJA O PRINCÍPIO 4 2.468 02/28/2018 - 17:42 Portuguese
Poesia/Pensamientos APALPOS INTERMITENTES 0 2.318 02/10/2015 - 22:50 Portuguese
Poesia/Aforismo AQUILO QUE O JUÍZO É 0 2.151 02/03/2015 - 20:08 Portuguese
Poesia/Pensamientos ISENTO DE AMAR 0 4.134 02/02/2015 - 21:08 Portuguese
Poesia/Amor LUME MAIS DO QUE ACESO 0 2.951 02/01/2015 - 22:51 Portuguese
Poesia/Pensamientos PELO TEMPO 0 1.813 01/31/2015 - 21:34 Portuguese
Poesia/Pensamientos DO AMOR 0 1.974 01/30/2015 - 21:48 Portuguese
Poesia/Pensamientos DO SENTIMENTO 0 2.526 01/29/2015 - 22:55 Portuguese
Poesia/Pensamientos DO PENSAMENTO 0 2.505 01/29/2015 - 19:53 Portuguese
Poesia/Pensamientos DO SONHO 0 1.791 01/29/2015 - 01:04 Portuguese
Poesia/Pensamientos DO SILÊNCIO 0 3.158 01/29/2015 - 00:36 Portuguese
Poesia/Pensamientos DA CALMA 0 2.451 01/28/2015 - 21:27 Portuguese
Poesia/Pensamientos REPASTO DE ESQUECIMENTO 0 1.998 01/27/2015 - 22:48 Portuguese
Poesia/Pensamientos MORRER QUE POR DENTRO DA PELE VIVE 0 1.999 01/27/2015 - 16:59 Portuguese
Poesia/Aforismo NENHUMA MULTIDÃO O SERÁ 0 2.013 01/26/2015 - 20:44 Portuguese
Poesia/Pensamientos SILENCIOSA SOMBRA DE SOLIDÃO 0 3.147 01/25/2015 - 22:36 Portuguese
Poesia/Pensamientos MIGALHAS DE SAUDADE 0 1.654 01/22/2015 - 22:32 Portuguese
Poesia/Pensamientos ONDE O AMOR SEMEIA E COLHE A SOLIDÃO 0 1.624 01/21/2015 - 18:00 Portuguese
Poesia/Pensamientos PALAVRAS À LUPA 0 2.563 01/20/2015 - 19:38 Portuguese
Poesia/Pensamientos MADRESSILVA 0 1.567 01/19/2015 - 21:07 Portuguese
Poesia/Pensamientos NA SOLIDÃO 0 1.852 01/17/2015 - 23:32 Portuguese
Poesia/Pensamientos LÁPIS DE SER 0 1.841 01/16/2015 - 20:47 Portuguese