DÁ-ME LUME DO TEU FOGO …

Dá-me lume do teu fogo,

esse incêndio da vida que me arde
na fornalha do teu corpo a vestir-me a corpo.

Faz-me cinza
de dentro de ti ardida,
faúlha solta dos teus suspiros loucos.

Seja eu o pavio das tuas lareiras,
a lenha inapagável sobre a tua pele.

Dá-me água do teu mar de beijos

para me secar as lágrimas de saudade
e me encharcar nos teus dilúvios de paixão.

Sejas tu a chuva
sobre os campos verdes do meu sorriso,
o arco-íris do meu juízo, o sol do meu olhar.

Sejamos nós um rio,
um cristalino caudal de amantes,
que as nossas almas sejam diamantes.

Dá-me sopros do teu vento,

sejas tu a alma, os ossos e a carne
dos remoinhos do meu pensamento,

o chão da minha madrugada,
as paredes e tecto dos meus sonhos,
os ares livres dos meus voos de amor.

Dá-me a eternidade do teu tempo,

sejas tu a árvore dos meus doces dias,
o fruto que sacia o desejo das minhas mãos.

Sejam os teus beijos a minha primavera
e a tua nudez a semente insana da minha poesia.

Dá-me a voz da tua alma

para calar os gritos do meu silêncio
e alar canções a dois até aos confins do infinito.

.
.
.
.

Submited by

Sábado, Marzo 23, 2013 - 21:55

Poesia :

Su voto: Nada (7 votos)

Henrique

Imagen de Henrique
Desconectado
Título: Membro
Last seen: Hace 5 años 14 semanas
Integró: 03/07/2008
Posts:
Points: 34817

Comentarios

Imagen de Henricabilio

neste fogo

neste fogo se_rei
despudorado
incendiário... rss

Paz_coa Feliz!!

__Abilio

Imagen de joanadarc

Belo...como

Belo...como sempre.
Parabens

Joana

Add comment

Inicie sesión para enviar comentarios

other contents of Henrique

Tema Título Respuestas Lecturas Último envíoordenar por icono Idioma
Poesia/Pensamientos DA POESIA 1 5.736 05/26/2020 - 23:50 Portuguese
Videos/Otros Já viram o Pedro abrunhosa sem óculos? Pois ora aqui o têm. 1 37.581 06/11/2019 - 09:39 Portuguese
Poesia/Tristeza TEUS OLHOS SÃO NADA 1 1.783 03/06/2018 - 21:51 Portuguese
Poesia/Pensamientos ONDE O INFINITO SEJA O PRINCÍPIO 4 2.459 02/28/2018 - 17:42 Portuguese
Poesia/Pensamientos APALPOS INTERMITENTES 0 2.290 02/10/2015 - 22:50 Portuguese
Poesia/Aforismo AQUILO QUE O JUÍZO É 0 2.143 02/03/2015 - 20:08 Portuguese
Poesia/Pensamientos ISENTO DE AMAR 0 4.122 02/02/2015 - 21:08 Portuguese
Poesia/Amor LUME MAIS DO QUE ACESO 0 2.942 02/01/2015 - 22:51 Portuguese
Poesia/Pensamientos PELO TEMPO 0 1.801 01/31/2015 - 21:34 Portuguese
Poesia/Pensamientos DO AMOR 0 1.956 01/30/2015 - 21:48 Portuguese
Poesia/Pensamientos DO SENTIMENTO 0 2.516 01/29/2015 - 22:55 Portuguese
Poesia/Pensamientos DO PENSAMENTO 0 2.500 01/29/2015 - 19:53 Portuguese
Poesia/Pensamientos DO SONHO 0 1.786 01/29/2015 - 01:04 Portuguese
Poesia/Pensamientos DO SILÊNCIO 0 3.147 01/29/2015 - 00:36 Portuguese
Poesia/Pensamientos DA CALMA 0 2.438 01/28/2015 - 21:27 Portuguese
Poesia/Pensamientos REPASTO DE ESQUECIMENTO 0 1.981 01/27/2015 - 22:48 Portuguese
Poesia/Pensamientos MORRER QUE POR DENTRO DA PELE VIVE 0 1.992 01/27/2015 - 16:59 Portuguese
Poesia/Aforismo NENHUMA MULTIDÃO O SERÁ 0 2.003 01/26/2015 - 20:44 Portuguese
Poesia/Pensamientos SILENCIOSA SOMBRA DE SOLIDÃO 0 3.141 01/25/2015 - 22:36 Portuguese
Poesia/Pensamientos MIGALHAS DE SAUDADE 0 1.650 01/22/2015 - 22:32 Portuguese
Poesia/Pensamientos ONDE O AMOR SEMEIA E COLHE A SOLIDÃO 0 1.618 01/21/2015 - 18:00 Portuguese
Poesia/Pensamientos PALAVRAS À LUPA 0 2.547 01/20/2015 - 19:38 Portuguese
Poesia/Pensamientos MADRESSILVA 0 1.563 01/19/2015 - 21:07 Portuguese
Poesia/Pensamientos NA SOLIDÃO 0 1.843 01/17/2015 - 23:32 Portuguese
Poesia/Pensamientos LÁPIS DE SER 0 1.834 01/16/2015 - 20:47 Portuguese