CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

ADEUS A DEUS

Alinho-me
por entre o glamour da noite
e o sorriso da saudade esbelta
num açoite beijo de amor.

São feias as ideias às avessas
com as candeias revoltas
nas promessas dos talvez
que sustento apanágio
na pirâmide dos sentimentos
de desperdício.

Atrevo-me vício lunático
pelos proventos da alma
num conto de fadas perversas
ao ténue aceitar os remorsos da vida real.

Exalto a cura do Eu
usurpando verbos de ódio
num último suspiro sonâmbulo
que me afaga esperança
sinuosamente ócio saltimbanco
que me valha guerreiro,
fugindo de espadas amargas
no grito casto da emoção.

Chego lógica inexacta
em serenas maneiras de ser poeta
sem saber em qual toca me uiva
a virtude do tempo.

Perco-me rasto
nas expressões do medo
que em mim treme ansioso.

Sinto-me um antes
sorvido pelo decifrar do destino.

Ai de mim loucura
de um tino datado no fogo da morte
que em mim arde poesia.

Choro adeus a Deus
por entre os escombros dos céus,
onde peca a multidão fátua que apalavro
no funeral da minha voz caída pó
sob o tecto do vazio
numa vertigem de silêncio.

Submited by

domingo, novembro 1, 2009 - 01:37

Poesia :

No votes yet

Henrique

imagem de Henrique
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 5 anos 14 semanas
Membro desde: 03/07/2008
Conteúdos:
Pontos: 34817

Comentários

imagem de CarmenLuMiranda

Re: ADEUS A DEUS

Como viver sem estes sentimentos e se nos livramos, morremos em vida.

Abraços

imagem de mariamateus

Re: ADEUS A DEUS

Henrique :lol:

EXCELENTE!!!

ÉS O MEU POETA FAVORITO!

A TUA ESCRITA,

É... PATENTE REGISTADA.

BEIJINHO DA

FÃ N_1 ;-)

Ai de mim loucura
de um tino datado no fogo da morte
que em mim arde poesia.

Choro adeus a Deus
por entre os escombros dos céus,
onde peca a multidão fátua que apalavro
no funeral da minha voz caída pó
sob o tecto do vazio
numa vertigem de silêncio.

imagem de Nanda

Re: ADEUS A DEUS

Henrique,
Belíssima imagem da arte de poetar.
Beijo
Nanda

imagem de MarneDulinski

Re: ADEUS A DEUS

Mestre Henrique!

ADEUS A DEUS

Choro adeus a Deus
por entre os escombros dos céus,
onde peca a multidão fátua que apalavro
no funeral da minha voz caída pó
sob o tecto do vazio
numa vertigem de silêncio.
LINDÍSSIMO...TUDO!
MarneDulinski

imagem de Gisa

Re: ADEUS A DEUS

Tão lindo e tão sentido! Ah! Henrique, nem sei como comentar, adorei! Grande abraço

imagem de jopeman

Re: ADEUS A DEUS

Que se exalte e se cumpra a cura do Eu
Um bradar de desilusão com a inconfundível marca da tua escrita
Bom 8-)
Abraço

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Henrique

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Pensamentos DA POESIA 1 5.737 05/26/2020 - 23:50 Português
Videos/Outros Já viram o Pedro abrunhosa sem óculos? Pois ora aqui o têm. 1 37.582 06/11/2019 - 09:39 Português
Poesia/Tristeza TEUS OLHOS SÃO NADA 1 1.784 03/06/2018 - 21:51 Português
Poesia/Pensamentos ONDE O INFINITO SEJA O PRINCÍPIO 4 2.462 02/28/2018 - 17:42 Português
Poesia/Pensamentos APALPOS INTERMITENTES 0 2.292 02/10/2015 - 22:50 Português
Poesia/Aforismo AQUILO QUE O JUÍZO É 0 2.145 02/03/2015 - 20:08 Português
Poesia/Pensamentos ISENTO DE AMAR 0 4.123 02/02/2015 - 21:08 Português
Poesia/Amor LUME MAIS DO QUE ACESO 0 2.943 02/01/2015 - 22:51 Português
Poesia/Pensamentos PELO TEMPO 0 1.803 01/31/2015 - 21:34 Português
Poesia/Pensamentos DO AMOR 0 1.957 01/30/2015 - 21:48 Português
Poesia/Pensamentos DO SENTIMENTO 0 2.518 01/29/2015 - 22:55 Português
Poesia/Pensamentos DO PENSAMENTO 0 2.501 01/29/2015 - 19:53 Português
Poesia/Pensamentos DO SONHO 0 1.787 01/29/2015 - 01:04 Português
Poesia/Pensamentos DO SILÊNCIO 0 3.149 01/29/2015 - 00:36 Português
Poesia/Pensamentos DA CALMA 0 2.439 01/28/2015 - 21:27 Português
Poesia/Pensamentos REPASTO DE ESQUECIMENTO 0 1.983 01/27/2015 - 22:48 Português
Poesia/Pensamentos MORRER QUE POR DENTRO DA PELE VIVE 0 1.993 01/27/2015 - 16:59 Português
Poesia/Aforismo NENHUMA MULTIDÃO O SERÁ 0 2.004 01/26/2015 - 20:44 Português
Poesia/Pensamentos SILENCIOSA SOMBRA DE SOLIDÃO 0 3.142 01/25/2015 - 22:36 Português
Poesia/Pensamentos MIGALHAS DE SAUDADE 0 1.651 01/22/2015 - 22:32 Português
Poesia/Pensamentos ONDE O AMOR SEMEIA E COLHE A SOLIDÃO 0 1.620 01/21/2015 - 18:00 Português
Poesia/Pensamentos PALAVRAS À LUPA 0 2.549 01/20/2015 - 19:38 Português
Poesia/Pensamentos MADRESSILVA 0 1.564 01/19/2015 - 21:07 Português
Poesia/Pensamentos NA SOLIDÃO 0 1.845 01/17/2015 - 23:32 Português
Poesia/Pensamentos LÁPIS DE SER 0 1.836 01/16/2015 - 20:47 Português