CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

ANTEONTENLOGIA

Caio escuso,
acantonado ao escuro confuso,
puro fado desarmado.

Chorado teor em desamor, dor.

Encerrado silêncio
sem poupar ódio ao prejuízo do corpo.

Viola-me a carne
madrugadas vazias,
utopias de sementes inférteis.

Anteontenlogia.

Estragado sorriso,
estagnado juízo à queima-roupa
por noites bebidas
em chávenas de solidão venenosa.

Pegajosa morte,
sorte moribunda, imunda.

Receios aleatórios,
recuo sucata cobarde.

Dos dias
consumo o sono
que arde plantado no portefólio
da voz em rouquidão carente.

Sofro claustrofóbico,
dissuado-me mártir
de um mapa astrológico,
ilógico fogo me iliba do pecado.

Coito interrompido,
penas de amor cuspido, traído.

Insípido beijo de trapos rotos,
paixão num caixão de arrotos frios.

Arritmia amarga me larga no nada,
deteora-me a alma, desaçaima a tristeza,
desacalma.

Aborto a esperança
escaldada em neuro-lágrimas.

Retórico perdão em coro nebuloso,
violento vento de culpa culta, infiel.

Afago,
nas palmas das mãos
tenho as feridas punidas
pelo aval do passado
para seguir em frente, ausente.

Esperam-me as chagas do amanhã.

Temo o mim fraco, opaco.

Descontente sou inapto, frágil.

Submited by

quinta-feira, abril 15, 2010 - 00:24

Poesia :

No votes yet

Henrique

imagem de Henrique
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 5 anos 6 semanas
Membro desde: 03/07/2008
Conteúdos:
Pontos: 34817

Comentários

imagem de nunomarques

Re: ANTEONTENLOGIA

Um belo poema num desabafo forte e introspectivo

Gostei muito

Abraço

imagem de Henrique

Re: ANTEONTENLOGIA

Desabafar é sempre um caos!!!

E se não desabafamos, ficamos prisioneiros num labirinto de ses e mas.

:-)

imagem de Gisa

Re: ANTEONTENLOGIA

Quem nunca enfraqueceu em uma luta, que atire a primeira pedra! Saudades de ler-te, não suma. Abraços

imagem de angelalugo

Re: ANTEONTENLOGIA

Caro Henrique

Gostei de viajar em teus versos
sentindo o amargor da fraqueza
que as vezes nos abate....

Beijinhos no coração

imagem de AlliniedeCastro

Re: ANTEONTENLOGIA

Amigo poeta admiro muito esta forma de poesia ... o mistério a desvendar em meio ao enlaço das letras ... parabéns!!!!!!!!

Beijos poéticos!!!!

imagem de apsferreira

Re: ANTEONTENLOGIA

Belo poema, Henrique.
A força da fraqueza, assusta...
Gostei, bastante.
:-)

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Henrique

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Videos/Outros Já viram o Pedro abrunhosa sem óculos? Pois ora aqui o têm. 1 37.009 06/11/2019 - 09:39 Português
Poesia/Tristeza TEUS OLHOS SÃO NADA 1 1.620 03/06/2018 - 21:51 Português
Poesia/Pensamentos ONDE O INFINITO SEJA O PRINCÍPIO 4 2.228 02/28/2018 - 17:42 Português
Poesia/Pensamentos APALPOS INTERMITENTES 0 2.147 02/10/2015 - 22:50 Português
Poesia/Aforismo AQUILO QUE O JUÍZO É 0 1.992 02/03/2015 - 20:08 Português
Poesia/Pensamentos ISENTO DE AMAR 0 4.011 02/02/2015 - 21:08 Português
Poesia/Amor LUME MAIS DO QUE ACESO 0 2.692 02/01/2015 - 22:51 Português
Poesia/Pensamentos PELO TEMPO 0 1.689 01/31/2015 - 21:34 Português
Poesia/Pensamentos DA POESIA 0 5.428 01/30/2015 - 23:06 Português
Poesia/Pensamentos DO AMOR 0 1.834 01/30/2015 - 21:48 Português
Poesia/Pensamentos DO SENTIMENTO 0 2.268 01/29/2015 - 22:55 Português
Poesia/Pensamentos DO PENSAMENTO 0 2.367 01/29/2015 - 19:53 Português
Poesia/Pensamentos DO SONHO 0 1.635 01/29/2015 - 01:04 Português
Poesia/Pensamentos DO SILÊNCIO 0 2.841 01/29/2015 - 00:36 Português
Poesia/Pensamentos DA CALMA 0 2.181 01/28/2015 - 21:27 Português
Poesia/Pensamentos REPASTO DE ESQUECIMENTO 0 1.874 01/27/2015 - 22:48 Português
Poesia/Pensamentos MORRER QUE POR DENTRO DA PELE VIVE 0 1.756 01/27/2015 - 16:59 Português
Poesia/Aforismo NENHUMA MULTIDÃO O SERÁ 0 1.762 01/26/2015 - 20:44 Português
Poesia/Pensamentos SILENCIOSA SOMBRA DE SOLIDÃO 0 2.925 01/25/2015 - 22:36 Português
Poesia/Pensamentos MIGALHAS DE SAUDADE 0 1.561 01/22/2015 - 22:32 Português
Poesia/Pensamentos ONDE O AMOR SEMEIA E COLHE A SOLIDÃO 0 1.467 01/21/2015 - 18:00 Português
Poesia/Pensamentos PALAVRAS À LUPA 0 2.391 01/20/2015 - 19:38 Português
Poesia/Pensamentos MADRESSILVA 0 1.430 01/19/2015 - 21:07 Português
Poesia/Pensamentos NA SOLIDÃO 0 1.757 01/17/2015 - 23:32 Português
Poesia/Pensamentos LÁPIS DE SER 0 1.664 01/16/2015 - 20:47 Português