CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

CATACUMBAS DA CONSCIÊNCIA

Doseio
ódios alicerçados
em concordância corrupta.

Sou noite
de sentido único
até á maldade pudica
que me arrufa mordaz ao ruim
que vem por bem nas hipérboles do mal.

O manancial da alma
é um rosnar de leituras balsâmicas.

Avivo-me
lei infringida
num chamamento
ao sentir desavença
no recôndito dos sentimentos.

Salvo-me esbanjado
pela introspecção do verídico Eu.

A lucidez
debuxa-se serpente
no orgulho da identidade
num fetiche de escapes absurdos
quão idóneos severamente loucura.

Anoitece-me o raciocínio
que seduz o quotidiano por engano.

Desengano
a solidão neste solo arável
da palavra conduta no pó do caminho.

Retalho-me
em fasquias de tristeza
alinhada em curva contra curva.

Atira-me a voz culpas
para as catacumbas da consciência.

Submited by

sexta-feira, dezembro 11, 2009 - 02:10

Poesia :

No votes yet

Henrique

imagem de Henrique
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 5 anos 14 semanas
Membro desde: 03/07/2008
Conteúdos:
Pontos: 34817

Comentários

imagem de jopeman

Re: CATACUMBAS DA CONSCIÊNCIA

O verdadeiro Ser nem sempre é bem visível neste abismo de fragilidades

Boa meditação

Abraço

imagem de mariamateus

Re: CATACUMBAS DA CONSCIÊNCIA

Henrique :-)

Muito boa esta reflexão!

As catacumbas da consciência...

Muito bem fraseado.

Gostei!!!

Beijinho
da tua super fã
:-?

imagem de FlaviaAssaife

Re: CATACUMBAS DA CONSCIÊNCIA

Henrique,

A nossa consciência é de fato uma catacumba que guarda segredos e tesouros...

Abraços :-)

imagem de MarneDulinski

Re: CATACUMBAS DA CONSCIÊNCIA

Retalho-me
em fasquias de tristeza
alinhada em curva contra curva.

Atira-me a voz culpas
para as catacumbas da consciência.
BELO POEMA, GOSTEI!
Meus parabéns,
MarneDulinski

imagem de RobertoEstevesdaFonseca

Re: CATACUMBAS DA CONSCIÊNCIA

Parabéns pelo belo poema.

Gostei.

Parabéns,
REF

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Henrique

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Pensamentos DA POESIA 1 5.733 05/26/2020 - 23:50 Português
Videos/Outros Já viram o Pedro abrunhosa sem óculos? Pois ora aqui o têm. 1 37.580 06/11/2019 - 09:39 Português
Poesia/Tristeza TEUS OLHOS SÃO NADA 1 1.779 03/06/2018 - 21:51 Português
Poesia/Pensamentos ONDE O INFINITO SEJA O PRINCÍPIO 4 2.459 02/28/2018 - 17:42 Português
Poesia/Pensamentos APALPOS INTERMITENTES 0 2.290 02/10/2015 - 22:50 Português
Poesia/Aforismo AQUILO QUE O JUÍZO É 0 2.141 02/03/2015 - 20:08 Português
Poesia/Pensamentos ISENTO DE AMAR 0 4.122 02/02/2015 - 21:08 Português
Poesia/Amor LUME MAIS DO QUE ACESO 0 2.941 02/01/2015 - 22:51 Português
Poesia/Pensamentos PELO TEMPO 0 1.800 01/31/2015 - 21:34 Português
Poesia/Pensamentos DO AMOR 0 1.955 01/30/2015 - 21:48 Português
Poesia/Pensamentos DO SENTIMENTO 0 2.515 01/29/2015 - 22:55 Português
Poesia/Pensamentos DO PENSAMENTO 0 2.499 01/29/2015 - 19:53 Português
Poesia/Pensamentos DO SONHO 0 1.786 01/29/2015 - 01:04 Português
Poesia/Pensamentos DO SILÊNCIO 0 3.146 01/29/2015 - 00:36 Português
Poesia/Pensamentos DA CALMA 0 2.437 01/28/2015 - 21:27 Português
Poesia/Pensamentos REPASTO DE ESQUECIMENTO 0 1.978 01/27/2015 - 22:48 Português
Poesia/Pensamentos MORRER QUE POR DENTRO DA PELE VIVE 0 1.990 01/27/2015 - 16:59 Português
Poesia/Aforismo NENHUMA MULTIDÃO O SERÁ 0 2.003 01/26/2015 - 20:44 Português
Poesia/Pensamentos SILENCIOSA SOMBRA DE SOLIDÃO 0 3.141 01/25/2015 - 22:36 Português
Poesia/Pensamentos MIGALHAS DE SAUDADE 0 1.648 01/22/2015 - 22:32 Português
Poesia/Pensamentos ONDE O AMOR SEMEIA E COLHE A SOLIDÃO 0 1.616 01/21/2015 - 18:00 Português
Poesia/Pensamentos PALAVRAS À LUPA 0 2.546 01/20/2015 - 19:38 Português
Poesia/Pensamentos MADRESSILVA 0 1.563 01/19/2015 - 21:07 Português
Poesia/Pensamentos NA SOLIDÃO 0 1.842 01/17/2015 - 23:32 Português
Poesia/Pensamentos LÁPIS DE SER 0 1.834 01/16/2015 - 20:47 Português