CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

DEZASSEIS ANOS DE ADEUS PAI

Hoje faz dezasseis anos
que partiste deste mundo,
mas eu continuo no adeus de ti pai.

Dezasseis primaveras sem ti,
dezasseis dias do pai sem ti.

Este adeus
é um simples desabafo
porque estás bem presente na minha alma.

A minha alma também és tu.

Imortalizarei
o quanto eras pai,
o quanto eras amigo
e acima de tudo o quanto só tu sabias quem era eu.

Também sou tu pai...

Submited by

quarta-feira, março 17, 2010 - 13:58

Poesia :

No votes yet

Henrique

imagem de Henrique
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 5 anos 15 semanas
Membro desde: 03/07/2008
Conteúdos:
Pontos: 34817

Comentários

imagem de Fatima-Rodrigues

Re: DEZASSEIS ANOS DE ADEUS PAI

Gostei Henrique, lembrei do meu pai, faz dois anos a 7 do próximo mês que faleceu,se estivesse vivo faria dia 24, 85 anos.
É com saudade e uma certa nostalgia que os recordamos, mas também com muito carinho e amor.

"...
Imortalizarei
o quanto eras pai,
o quanto eras amigo
e acima de tudo o quanto só tu sabias quem era eu."

beijo

imagem de Dianinha

Re: DEZASSEIS ANOS DE ADEUS PAI

Que lindo Henrique, que linda homenagem ao seu pai...
Ele estará num bom lugar a cuidar de si, e sabe o quanto você o ama... E também sabe que lhe deixou um bocadinho do que era em si!

Lindo, amei...
Beijinho com carinho!

imagem de Nanda

Re: DEZASSEIS ANOS DE ADEUS PAI

Henrique,
Sinto o teu poema como se fosse meu, embora na versão feminina. A minha mãe já faleceu há 14 anos e parece que esse dia fatídico (morte por atropelamento)foi ontem. Tem dias em que a saudade é muito dolorosa.
Bonita homenagem ao dia do pai.
Beijo
Nanda

imagem de LilaMarques

Re: DEZASSEIS ANOS DE ADEUS PAI

Olá, Henrique,

Lindo desabafo e tão sentido! Bonita homenagem e tão verdadeiras as tuas palavras...
Como disse Guimarães Rosa:
"As pessoas não morrem,
ficam encantadas".

Teu pai ficará sempre em-cantado no teu peito.

Um beijo grande.

imagem de Pherston

Re: DEZASSEIS ANOS DE ADEUS PAI

Ao ler o poema vi o verdadeiro sentimento, isso tocou-me.
Perder alguém tão proximo é uma dor terrivél, só o tempo faz atenuar.
Mas é na memoria que as pessoas queridas ganham a eternidade
Abraço

imagem de IsabelPinto

Re: DEZASSEIS ANOS DE ADEUS PAI

Olá Henrique,
A perda de um dos seres que nos deu vida é irreparável nem o tempo consegue pacificar essa dor...

Sublime dedicatória
Bjs
I

imagem de vitor

Re: DEZASSEIS ANOS DE ADEUS PAI

Meu pai é vivo, graças a Deus.
Mas emocionei-me ao ler este poema.
Palavras tão simples para um coração dourado, que é nosso pai, ele nos acompanha sempre, creio.
Esteja onde estiver.

«Este adeus
é um simples desabafo
porque estás bem presente na minha alma.»

Abraço.
Vitor.

imagem de giorgiopsc

Re: DEZASSEIS ANOS DE ADEUS PAI

Meu caro "quase" amigo...
Exatamente há dezesseis anos atrás, também perdí meu papai.
Posso sentir um pouco do quê sentes, sem querer roubar a tua saudade e tristeza.
Então, que nossos pais-anjos, continuem cuidando de nós, como já o fazem desde que nascemos!!!
Beijos nos corações de cada pai nosso!!!

imagem de nunomarques

Re: DEZASSEIS ANOS DE ADEUS PAI

Henrique,

Um triste e belo poema para uma justa e merecida dedicatória. E porque as palavras são invisiveis nestas situações, deixo-te um grande abraço

Nuno

imagem de robsondesouza

Re: DEZASSEIS ANOS DE ADEUS PAI

Henrique,

nós, filhos por nossos pais, temos o costume de guardar todos os momentos relevantes que temos com os mesmos. eu também guardo o último dia que tive com meu pai querido aqui na Terra.

Texto comovente, partilho desse vazio mas, creio num reencontro glorioso com meu velho. Assim o pense também, amigo, e espere até o fim pois, na verdade nem há um fim.

Abraços, Robson!

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Henrique

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Pensamentos DA POESIA 1 5.748 05/26/2020 - 23:50 Português
Videos/Outros Já viram o Pedro abrunhosa sem óculos? Pois ora aqui o têm. 1 37.594 06/11/2019 - 09:39 Português
Poesia/Tristeza TEUS OLHOS SÃO NADA 1 1.791 03/06/2018 - 21:51 Português
Poesia/Pensamentos ONDE O INFINITO SEJA O PRINCÍPIO 4 2.468 02/28/2018 - 17:42 Português
Poesia/Pensamentos APALPOS INTERMITENTES 0 2.319 02/10/2015 - 22:50 Português
Poesia/Aforismo AQUILO QUE O JUÍZO É 0 2.152 02/03/2015 - 20:08 Português
Poesia/Pensamentos ISENTO DE AMAR 0 4.135 02/02/2015 - 21:08 Português
Poesia/Amor LUME MAIS DO QUE ACESO 0 2.951 02/01/2015 - 22:51 Português
Poesia/Pensamentos PELO TEMPO 0 1.814 01/31/2015 - 21:34 Português
Poesia/Pensamentos DO AMOR 0 1.977 01/30/2015 - 21:48 Português
Poesia/Pensamentos DO SENTIMENTO 0 2.527 01/29/2015 - 22:55 Português
Poesia/Pensamentos DO PENSAMENTO 0 2.506 01/29/2015 - 19:53 Português
Poesia/Pensamentos DO SONHO 0 1.791 01/29/2015 - 01:04 Português
Poesia/Pensamentos DO SILÊNCIO 0 3.159 01/29/2015 - 00:36 Português
Poesia/Pensamentos DA CALMA 0 2.453 01/28/2015 - 21:27 Português
Poesia/Pensamentos REPASTO DE ESQUECIMENTO 0 1.999 01/27/2015 - 22:48 Português
Poesia/Pensamentos MORRER QUE POR DENTRO DA PELE VIVE 0 2.001 01/27/2015 - 16:59 Português
Poesia/Aforismo NENHUMA MULTIDÃO O SERÁ 0 2.014 01/26/2015 - 20:44 Português
Poesia/Pensamentos SILENCIOSA SOMBRA DE SOLIDÃO 0 3.150 01/25/2015 - 22:36 Português
Poesia/Pensamentos MIGALHAS DE SAUDADE 0 1.656 01/22/2015 - 22:32 Português
Poesia/Pensamentos ONDE O AMOR SEMEIA E COLHE A SOLIDÃO 0 1.624 01/21/2015 - 18:00 Português
Poesia/Pensamentos PALAVRAS À LUPA 0 2.566 01/20/2015 - 19:38 Português
Poesia/Pensamentos MADRESSILVA 0 1.568 01/19/2015 - 21:07 Português
Poesia/Pensamentos NA SOLIDÃO 0 1.853 01/17/2015 - 23:32 Português
Poesia/Pensamentos LÁPIS DE SER 0 1.842 01/16/2015 - 20:47 Português