CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

ENOPOEMA, O COMA DO CORPO

De face arroxeada
o tinto faz metáforas
de pedra-pomes nos olhos avermelhados.

Cacos
de risos azedos
espalham-se filósofos
pelo chão ziguezagueante.

Suspiram
na memória tragos
desatados em pezinhos de dança
que dão o nó a gracinhas sem piada.

Um esgar
de solidão esboça
num espelho o álcool
do pensamento que grita
no gargalo de uma garrafa sem fundo.

Trôpego
ser despregado da gravidade,
levita a rir de tudo coisa nenhuma.

Descasca-se o nadinha
do delírio contorcido num copo
de vinho vazio com sede de ser cheio.

Enopoema em parábola.

Embriagada rima
do néctar dos Deuses com adeuses
colhidos num desmaio que acorda o sono.

Embalam-se cores de garganta seca.

Pielas piegas
empurram as passadas
para a alucinação enredada
nas solas de lagares esgotados.

O ar é um encosto sugestivo ao tombo.

O vento empoeira o caminho desfocado.

A calçada é uma cama
feita de gula que acolhe o coma do corpo.

Submited by

segunda-feira, maio 10, 2010 - 01:07

Poesia :

No votes yet

Henrique

imagem de Henrique
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 5 anos 6 semanas
Membro desde: 03/07/2008
Conteúdos:
Pontos: 34817

Comentários

imagem de marialds

Re: ENOPOEMA, O COMA DO CORPO

Gostei muito do teu fantasia que em parabola e não metáforas descreves um legitimo poeta bebado.
Que em coma entra.
Parabens!!!
:pint:
:z

imagem de Clarisse

Re: ENOPOEMA, O COMA DO CORPO

Neste cenário, nem a garrafa, nem o que quer que seja parece ter fundo...

Tudo o que bem escreves aqui, tem fundamento, no meu entender. :-)

Beijo,
Clarisse

imagem de Nanda

Re: ENOPOEMA, O COMA DO CORPO

Henrique,
O coma alcóolico do corpo inerte e a dormência da alma.
Belíssimo poema!
Beijo
Nanda

imagem de Nanda

Re: ENOPOEMA, O COMA DO CORPO

Henrique,
O coma alcóolico deixa o corpo inerte e a alma dormente. Belíssimo poema.
Beijo
Nanda

imagem de mariacarla

Re: ENOPOEMA, O COMA DO CORPO

Nada mais a acrescentar! Descreveste muito bem e na minha opinião o resultado do nectár dos Deuses numa garrafa sem fundo!

beijinhos

Carla

imagem de jopeman

Re: ENOPOEMA, O COMA DO CORPO

Um "enopoema" que nos embriaga de prazer

Sempre em qualidade

abraço

imagem de ricardopacheco

Re: ENOPOEMA, O COMA DO CORPO

excelente poema.
um abraço

imagem de rainbowsky

Re: ENOPOEMA, O COMA DO CORPO

Boa noite Henrique :-)

Trôpego
ser despregado da gravidade,
levita a rir de tudo coisa nenhuma.

Mais um excelente poema. Parabéns.

rainbowsky

imagem de CristinaPastore

Re: ENOPOEMA, O COMA DO CORPO

o sentir do poeta é como o corpo caído no chão......mas o levantar do poeta é como um beijo de amor, alegria invade o dia!!bjs

uma otima semana!!

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Henrique

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Videos/Outros Já viram o Pedro abrunhosa sem óculos? Pois ora aqui o têm. 1 37.010 06/11/2019 - 09:39 Português
Poesia/Tristeza TEUS OLHOS SÃO NADA 1 1.620 03/06/2018 - 21:51 Português
Poesia/Pensamentos ONDE O INFINITO SEJA O PRINCÍPIO 4 2.228 02/28/2018 - 17:42 Português
Poesia/Pensamentos APALPOS INTERMITENTES 0 2.147 02/10/2015 - 22:50 Português
Poesia/Aforismo AQUILO QUE O JUÍZO É 0 1.992 02/03/2015 - 20:08 Português
Poesia/Pensamentos ISENTO DE AMAR 0 4.011 02/02/2015 - 21:08 Português
Poesia/Amor LUME MAIS DO QUE ACESO 0 2.692 02/01/2015 - 22:51 Português
Poesia/Pensamentos PELO TEMPO 0 1.689 01/31/2015 - 21:34 Português
Poesia/Pensamentos DA POESIA 0 5.428 01/30/2015 - 23:06 Português
Poesia/Pensamentos DO AMOR 0 1.834 01/30/2015 - 21:48 Português
Poesia/Pensamentos DO SENTIMENTO 0 2.268 01/29/2015 - 22:55 Português
Poesia/Pensamentos DO PENSAMENTO 0 2.367 01/29/2015 - 19:53 Português
Poesia/Pensamentos DO SONHO 0 1.636 01/29/2015 - 01:04 Português
Poesia/Pensamentos DO SILÊNCIO 0 2.841 01/29/2015 - 00:36 Português
Poesia/Pensamentos DA CALMA 0 2.181 01/28/2015 - 21:27 Português
Poesia/Pensamentos REPASTO DE ESQUECIMENTO 0 1.874 01/27/2015 - 22:48 Português
Poesia/Pensamentos MORRER QUE POR DENTRO DA PELE VIVE 0 1.756 01/27/2015 - 16:59 Português
Poesia/Aforismo NENHUMA MULTIDÃO O SERÁ 0 1.762 01/26/2015 - 20:44 Português
Poesia/Pensamentos SILENCIOSA SOMBRA DE SOLIDÃO 0 2.925 01/25/2015 - 22:36 Português
Poesia/Pensamentos MIGALHAS DE SAUDADE 0 1.561 01/22/2015 - 22:32 Português
Poesia/Pensamentos ONDE O AMOR SEMEIA E COLHE A SOLIDÃO 0 1.467 01/21/2015 - 18:00 Português
Poesia/Pensamentos PALAVRAS À LUPA 0 2.391 01/20/2015 - 19:38 Português
Poesia/Pensamentos MADRESSILVA 0 1.430 01/19/2015 - 21:07 Português
Poesia/Pensamentos NA SOLIDÃO 0 1.758 01/17/2015 - 23:32 Português
Poesia/Pensamentos LÁPIS DE SER 0 1.664 01/16/2015 - 20:47 Português